Scania lança primeiro caminhão 6×2/4 do Brasil

A Scania inova mais uma vez o mercado ao apresentar o pioneiro caminhão de especificação 6×2/4, que reduz os custos operacionais do cliente. O modelo é oferecido nas opções de cabines P, G, R e Highline, e potências de 360, 400, 440 e 480cv. Uma das versões do novo veículo, o P 360, destinado ao segmento de transporte de automóveis (cegonha) tem a exibição de estreia na 15ª Exposição de Transportes, que foi realizada até sábado (24), no Pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo do Campo (SP).

“A Scania tem por filosofia mundial a evolução constante dos produtos, serviços e tecnologias que disponibiliza. Estamos lançando mais uma gama de caminhões que elevam a rentabilidade da operação”, afirma Victor Carvalho, gerente de Vendas de Veículos da Scania do Brasil. “Seguimos nossa tradição de ouvir as necessidades do mercado e, com a pioneira configuração 6×2/4, a Scania oferece um novo patamar de eficiência aos clientes que atuam no transporte rodoviário.”

Para reduzir os custos operacionais, o Scania 6×2/4 inclui uma série de benefícios para o comprador. Ele aumenta a capacidade de carga para serviços que necessitam de maior volume (a exemplo baú, sider, carga seca e tanque), permite que o veículo tracione implementos mais longos dentro das limitações da legislação, além de trafegar em menor raio de giro e com menos pneus no solo (dois a menos que o 6×2 tradicional), evitando o desgaste desnecessário desse componente. O raio de giro com apenas dois pneus torna melhor a dirigibilidade na retirada/entrega em grandes cidades.

“Em muitos serviços, a tração 4×2 não atende à demanda do cliente, e a 6×2 fica acima do necessário. Por isso, pensamos na 6×2/4, que proporciona ao cavalo-mecânico seis pontos de apoio, dois de tração e quatro direcionais”, explica Celso Mendonça, gerente de Pré-Venda da Scania do Brasil. “Nela, o eixo de rodado simples direcional fica na frente do eixo de tração. No 6×2 convencional o eixo de apoio de rodado duplo fica atrás do eixo de tração, enquanto o 6×2/4 permanece sem o eixo de apoio.”

LEIA MAIS  Novos caminhões MAN serão lançados em fevereiro de 2020 na Europa e devem receber motores Scania

O lançamento da Scania sai de fábrica com entre-eixos de 4.050mm, distância entre eixo de apoio e tração de 1.250mm e entre eixos direcionais de 2.800mm. Além de capacidade de carga de 19,5 toneladas. Os freios são a disco com EBS, sistema de alta performance de frenagem. A suspensão dianteira possui molas parabólicas e a traseira é pneumática (dois bolsões), com balança digital no painel. Ele carrega dois tanques de alumínio com capacidade de 175 e 300 litros, o que permite autonomia de mil quilômetros.

No completo pacote de opcionais estão disponíveis rádio, ar-condicionado, Scania Driver Support (computador de bordo que auxilia o motorista de forma constante com dicas no painel para melhorar a condução, aumentar a segurança e diminuir o consumo de combustível), além da caixa automatizada Scania Opticruise. Em sua terceira geração, o novo câmbio recebeu um software ainda mais inteligente. O sistema escolhe a melhor marcha a ser utilizada em cada situação e faz a leitura da topografia e do comportamento do motorista. O resultado é mais eficiência, produtividade e ergonomia.

P 360, perfeitamente adequado ao transporte cegonheiro

O público e os clientes que prestigiaram a 15ª Exposição de Transportes puderam conferir todas as vantagens do P 360 6×2/4. A especificação dispensa adaptações no transporte de automóveis. O P 360 6×2/4 está equipado com motor DC13 de 360cv de potência, que desenvolve potência máxima de até 1.900 rpm e torque de 1.850Nm até 1.300 rpm. A caixa de transmissão comporta 12 velocidades, mais duas superlentas.

LEIA MAIS  Transportadores compram mais de 40 caminhões por hora no Brasil

“Desenvolvemos um profundo estudo sobre o mercado cegonheiro e há uma tendência de crescimento do tamanho dos veículos vendidos no Brasil e do peso das unidades”, revela Mendonça. “Nosso desafio foi criar uma solução tecnicamente viável, respeitando os limites de tonelagem e comprimento dos implementos já existentes.” A nova configuração propicia um aumento de 3,5 toneladas em comparação à tração 4×2 e não deixa espaços vazios, o que garante maior estabilidade à composição.

Os membros do Sindicato Nacional dos Cegonheiros, organizador do evento, foram os primeiros a conhecer o veículo. “Com um eixo a mais, esse caminhão facilita nosso trabalho. Ele foi feito sob medida para o cegonheiro”, diz José Cavalcante da Silva, vice-presidente da entidade.

“A Scania inovou e desenvolveu um produto que atende ao nosso setor, eliminando o problema de excesso de peso da balança. Na pista de testes, o caminhão mostrou que é muito bom, principalmente o câmbio automatizado Opticruise. Outro item de que gostei é o painel, que traz uma série de informações para o motorista”, afirma Gilmar Donizete da Silva, diretor executivo efetivo do sindicato.

Fonte: Scania