Transportes aprova limitador de velocidade para ônibus e caminhões

A Comissão de Viação e Transportes aprovou, na quarta-feira (21), proposta que torna obrigatório o equipamento limitador de velocidade nos veículos de transporte de passageiros com mais de dez lugares, nos de transporte escolar e nos caminhões.

A medida está prevista no Projeto de Lei 936/11, do deputado Leonardo Quintão (PMDB-MG), que modifica o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97).

Hoje, esses veículos já devem contar com um equipamento que registra a velocidade e o tempo automaticamente. O limitador de velocidade seria mais um instrumento obrigatório.

Redução de acidentes

LEIA MAIS  Scania apresenta caminhões personalizados, movidos a gás e biometano na Fenatran

O relator, deputado Lúcio Vale (PR-PA), recomendou a aprovação. Em sua avaliação, a proposta poderá reduzir o número de acidentes envolvendo caminhões e ônibus.

“O índice de acidentes envolvendo caminhões e ônibus, principalmente nas rodovias, é realmente muito alto. Estima-se que um terço dos desastres ocorridos no Brasil tenha a participação desses veículos, apesar de representarem apenas 5% da frota nacional”, observou.

LEIA MAIS  Projeto anistia multas de motoristas de ônibus e vans que aderiram à greve de caminhoneiros

Pela proposta, a regulamentação da medida ficará a cargo do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara




3 comentários em “Transportes aprova limitador de velocidade para ônibus e caminhões

  • 27/11/2012 em 22:00
    Permalink

    Nesse caso, mais uma despesa….

  • 27/11/2012 em 21:58
    Permalink

    como sempre ,cai tudo nas nossas costas…Um automóvel roda cera de 15.000 km por ano,enquanto um caminhão roda cerca de 150.000 km por ano. Quem ta mais vulnerável a se envolver em acidentes?…Os caminhões trafegam em grades rodovias enquanto os automóveis circulam em maior quantidade nos perímetros urbanos…Quem ta mais vulnerável a acidentes?…Basta um feriado prolongado onde varios automóveis se encontram nas grandes rodovias que você enxerga a realidade…Eu ainda não ouvi falar em tacógrafo e limitador de velocidade para automóvel.Por que?…É muito simples: As pessoas que criam essas leis são pessoas estressadas que , ao se deparar com um feriado prolongado ( devido ao pouco tempo pra passear ) coloca 130,140, 150 km/h pra aproveitar melhor a sua folga , enquanto o coitado que precisa pegar estrada todos os dias, que passa meses sem ver a familia pra colocar comida na mesa,pagar escola dos filhos,conta de luz , conta, de agua, aluguel, telefone, IPVA, IPTU, Previdencia,taxa sindical da ANTT,seguro Total (porque senao ele fica sem o caminhao),em alguns casos chega a R$ 20.000,00 por ano,Manutenção de veiculo,pedagio, e recebe uma micharia pelo frete, esse coitado é quem acaba pagando o Pato…Feriadão,pra galera passear,Nois tem que parar de rodar……

  • 27/11/2012 em 10:51
    Permalink

    polemico

Fechado para comentários.