VW prevê recuperação em unidade de caminhões até 2015

man vw




Será necessário pelo menos mais um ano até que a situação da fabricante de caminhões MAN melhore, informou o presidente-executivo da companhia controladora Volkswagen.

O ano de “2013 certamente será crítico, mas em 2014 e 2015 poderemos ver alguma luz no fim do túnel”, disse o presidente-executivo Martin Winterkorn a uma emissora de TV alemã nesta segunda-feira.

Uma desaceleração em 2012 forçou a MAN a cortar horas trabalhadas de empregados na Alemanha. Mais de 5 mil funcionários das unidades da MAN em Munique e Salzgitter estão com as horas reduzidas a partir desta segunda-feira devido ao programa trabalhista alemão de curta duração chamado “Kurzarbeit”.

“As novas encomendas no setor de caminhões não foram satisfatórias no segundo semestre do ano passado. Elas foram melhores em dezembro e eu espero que o setor continue a melhorar”, afirmou Winterkorn.

Grupo VW acelera conclusão de aquisição da MAN

O Grupo Volkswagen iniciou as negociações com o conselho administrativo da MAN, fabricante de veículos comerciais, para concluir a fusão da companhia e criar uma divisão integrada com as marcas VWCO, MAN e Scania em uma única unidade de negócio, compartilhando faturamento, lucros e prejuízos.

A companhia informa que o objetivo é reforçar e simplificar a cooperação entre as marcas, aumentando a competitividade de cada empresa. A intenção do grupo é iniciar rapidamente, segundo comunicado, as medidas necessárias para a conclusão do negócio. A Volkswagen detém atualmente 75,03% dos direitos de voto da MAN. O grupo destacou que mesmo com a fusão, serão mantidas as características específicas e áreas de negócio da MAN dentro do Grupo Volkswagen, incluindo os direitos dos empregados, sem limitação.

Informa ainda que outros detalhes serão fornecidos posteriormente pelas empresas.

Fontes: Exame e Automotive Business