Vendas de caminhões e ônibus têm queda de 7,2% e 5,7% no ano

scania p 270

Nos meses de janeiro e fevereiro de 2013, os emplacamentos de caminhões somaram 22.160 unidades, contra 23.895 no mesmo período do ano passado. A redução é de 7,26%. As vendas de ônibus, por sua vez, com baixa de 5,73%, totalizaram 5.049 veículos.

Comparando apenas os meses de fevereiro deste e com o do ano anterior, a redução no número caminhões é ainda mais expressiva: foram 9.976 unidades agora e 10.892 no segundo mês de 2012 (queda de 8,41%).

Considerando todos os veículos emplacados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motos), a queda nas vendas foi de 2,03% no primeiro bimestre do ano. Os destaques são os automóveis, que registraram alta nas vendas de 5,47%, e os comerciais leves, de 9,36%. Por outro lado, as motocicletas foram o segmento com maior perda de comércio: diminuição de 17,54% (228.297 unidades em fev de 2013, contra 276.862 em igual mês de 2012).

De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), que divulgou balanço nessa terça-feira (5), a previsão para as vendas é de aumento de 2,6%, somando 3,7 milhões automóveis e comerciais leves emplacados. A entidade havia previsto, em janeiro, uma alta de 3%.

Para todo os segmentos, incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motocicletas, a previsão de aumento para 2013 foi revisada de 2,82% para 3,31%, o que representa 5,6 milhões de emplacamentos.

Fonte: Agência CNT de Notícias