Novos caminhões Unimog e Econic da Mercedes-Benz passam por rigorosos testes de inverno

por Blog do Caminhoneiro

Winter testing at 30 degrees Celsius in the cold Scandinavian winter, still camouflaged: the new Mercedes-Benz Econic, new Unimog extreme off-roader and new Unimog implement carrier on test drives in Rovaniemi, the capital of LaplandA partir de 1º de janeiro de 2014, a norma de emissões Euro 6 entrará em vigor na Europa. Em função disso, a próxima geração dos caminhões especiais Unimog, assim como o Unimog “extreme off-roader” e o Econic com acesso em nível rebaixado, serão introduzidos em seus mercados, no outono de 2013, já com os novos motores Mercedes-Benz BlueTec 6.

Essas três famílias de veículos também chegarão ao mercado com amplas inovações de design interno e externo, bem como de características de condução e operação. Muitos componentes foram trazidos da produção de caminhões em grande escala, como a nova arquitetura eletrônica, itens do chassi, nova transmissão e elementos de controle.

Winter testing at 30 degrees Celsius in the cold Scandinavian winter, still camouflaged: the new Mercedes-Benz Econic, new Unimog extreme off-roader and new Unimog implement carrier on test drives in Rovaniemi, the capital of LaplandO Econic, em especial, tornou-se um novo veículo, exceto pela carroçaria e cabina já reconhecidas e aprovadas pelos clientes. Com isso, novos padrões deste caminhão singular foram estabelecidos para aplicações do transporte municipal, coleta de lixo e serviços de distribuição em curtas distâncias.

Atualmente, alguns veículos de desenvolvimento estão sendo submetidos aos últimos testes, por exemplo, para uso na desobstrução de estradas durante as temperaturas mais frias. Este ano, foram realizados novamente diversos percursos de inverno em Rovaniemi, na Finlândia, que é a capital da Lapônia, no Círculo Ártico.

Os veículos foram submetidos a exaustivos testes não só com relação às características de condução e operação, mas também em termos de ergonomia e conforto. Isso garantiu que os novos veículos com tecnologia Euro 6 pudessem enfrentar condições climáticas radicais e requisitos extremos, enquanto executavam as tarefas dos clientes, diariamente, com confiabilidade.

Seja limpando a neve nos Alpes ou os painéis solares no extremo calor da Espanha, ou ainda numa ampla variedade de utilizações nos serviços rodoviários durante todo o ano, há um aspecto que um Unimog precisa assegurar: o conceito de veículo único que deve executar suas tarefas com confiabilidade, independentemente da altitude, temperatura ou condições climáticas. Isso também ocorre com o Econic, o veículo versátil e inovador cuja entrada tem acesso em nível rebaixado para diversas tarefas.

Partida a frio a menos 30 graus centígrados

Winter testing at 30 degrees Celsius in the cold Scandinavian winter, still camouflaged: the new Mercedes-Benz Econic, new Unimog extreme off-roader and new Unimog implement carrier on test drives in Rovaniemi, the capital of LaplandJá há três anos, os engenheiros da Mercedes-Benz submeteram a última geração de caminhões especiais, equipados com motores BlueEfficiency Power, às condições mais difíceis, como parte de seu programa de testes de inverno.

Temperaturas que atingem menos 30 graus centígrados, somadas a metros de neve e estradas congeladas, são fatores que apresentam um imenso desafio ao homem e à máquina. Em pistas de testes de dinâmica e manejo de veículos, incluindo curvas extremas e trilha florestal, a equipe de desenvolvimento submeteu as novas gerações do Unimog e do Econic a semanas de testes extremamente severos. A meta era otimizar o funcionamento do veículo, sua eficiência, ergonomia e conforto operacional.

Todos os caminhões foram equipados com instrumentos de medição high-tech (em algumas circustâncias, foram 300 pontos de medição). Graças a isso, foram coletadas enormes quantidades de dados. Isso permitiu, por exemplo, que os técnicos reunissem informações sobre o desempenho da partida a frio dos motores Euro 6 e o funcionamento da transmissão a menos 25 graus centígrados.

Com base nesses resultados, os engenheiros conseguiram desenvolver medidas adicionais visando melhorar as propriedades da partida a frio, considerando temperaturas abaixo de 30 graus. Isso foi possível por meio de aquecimento auxiliar para pré-aquecer o líquido de arrefecimento.

Alguns elementos da tecnologia BlueTec 6 também foram testados. Este é o caso do filtro de partículas, que, combinado com o sistema SCR da Mercedes-Benz, já está sendo usado com sucesso há anos, reduzindo as emissões de material particulado a níveis que quase não se pode detectar.

Foram também testadas as características de funcionalidade e o rápido descongelamento do sistema AdBlue em temperaturas abaixo de 10 graus centígrados, assegurando a confiabilidade. Entretanto, independentemente das medidas que permitem que os veículos atendam à norma Euro 6 em termos de redução de emissões, a principal meta era que o consumo de combustível deveria continuar baixo.

Os testes dos caminhões especiais na Finlândia não se restringem à tecnologia. Há foco também na condução, padrões de segurança e conforto do motorista. Entre esses elementos destaca-se o aquecimento confiável e eficaz, o que inclui um parabrisa aquecido para proporcionar um campo de visão mais claro tão rápido quanto possível. Os engenheiros dependiam disso, pois a parte final do teste era uma longa jornada de Rovaniemi para Arjeplog, na Suécia, sob o inverno gelado da Escandinávia. Ao fim da missão, Walter Eisele, chefe de Produção e Desenvolvimento da Mercedes-Benz Special Trucks, e sua equipe ficaram extremamente satisfeitos com os resultados. “É uma experiência muito especial quando, após tantos meses de desenvolvimento, você consegue dirigir o novo Econic e o novo Unimog por distâncias tão longas, em teste de resistência e sob condições radicais,” afirmou Eisele.

Teste de verão sob 45 graus centígrados à sombra

Os veículos especiais da Mercedes-Benz terão, é claro, que demonstrar seu valor também nos testes de verão. Eles ocorrem, anualmente, nos meses mais quentes na Europa, entre julho e agosto, no centro de testes da província de Granada, no sul da Espanha. Lá, entre diversas atividades, os engenheiros avaliam o desempenho dos veículos na subida da Serra Nevada, até uma altitude de cerca de 2.500 metros, sob intenso calor, que pode atingir 45 graus à sombra, em clima seco e sol escaldante.

Os aspectos a serem testados incluem o funcionamento dos sistemas de ar condicionado e refrigeração. “Enquanto os testes de inverno na Finlândia comprovam a adequação dos veículos ao frio extremo, na Espanha certificamo-nos que o calor e as diferenças de altitude não apresentem problemas”, diz Walter Eisele. “Isso garante que os clientes possam confiar em nossos veículos para todos os usos e a qualquer tempo”.

Fonte: Mercedes-Benz

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

Artigos relacionados

Escreva um comentário