CNT vai multar caminhões que poluem demais em todo o país

fumaça do diesel




Caminhões e ônibus que poluírem demais vão ser multados em todo o país. A determinação é do Conselho Nacional de Trânsito, e o principal alvo é a frota mais antiga. Nossas estradas e cidades estão cheias de caminhões velhos e mal regulados.

Em São Paulo, a Federação dos Caminhoneiros Autônomos está fazendo testes de emissão de poluentes. É uma maneira de alertar sobre o problema e divulgar as novas regras.

O barulho cansa, estressa, mas o pior mesmo é a fumaça. Dados da Organização Mundial da Saúde indicam que dois milhões de pessoas morrem a cada ano no mundo em decorrência dos males causados pela poluição.

Para melhorar o controle sobre a qualidade do ar, o Conselho Nacional de Trânsito aprovou uma resolução com novas regras para fiscalizar veículos movidos á diesel.

“Essa medida favorece muito as grandes regiões metropolitanas, como São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, onde tem mais incidência de poluição devido à quantidade de veículos em circulação”, afirma Carlos Bocuhy.

O Brasil tem mais de 10 milhões de veículos movidos a diesel, entre ônibus, caminhões e caminhonetes. Muitos deles são bem antigos – a idade média dos caminhões dos autônomos em São Paulo é de 17 anos – e, em geral, os mais velhos poluem mais.

A fiscalização começa em junho. A Federação dos Caminhoneiros Autônomos de São Paulo decidiu preparar os motoristas para essa data: comprou equipamentos para medir a emissão de poluentes dos caminhões e oferece testes. Assim, o motorista já sai sabendo se pode rodar sem problema ou se é melhor parar na oficina.

Para fazer a inspeção, os técnicos instalam um tubo no escapamento do veículo e verificam a emissão de gases de acordo com a aceleração do motor. O computador recebe, processa as informações e no fim emite um laudo, aprovando ou não o veículo.

“Vamos tentar pelo menos compensar algo daquilo que nós estamos poluindo. Então é o trabalho que nós estamos fazendo para que aconteça”, afirma Norival de Almeida Silva.

Descumprir a norma é considerado infração grave, punida com cinco pontos na carteira de habilitação, mais multa e retenção do veículo.

“Todo mundo ganha com essa norma. O próprio dono do veiculo também está exposto à poluição, na medida em que ele circula no tráfego. Ganha a sociedade como um todo, em termos de saúde pública e proteção ao meio ambiente”, afirma Bocuhy.

Segundo estimativas da Faculdade de Medicina da USP, a poluição é a responsável por um em cada dez infartos na cidade de São Paulo.

Vídeo

Fonte: Bom Dia Brasil





Deixe sua opinião sobre o assunto!