Presidente da Volvo visita estradas do Nordeste

roger alm - volvo fh




Atendendo a um convite do jornalista Pedro Trucão dos programas Globo Estrada (Rádio Globo ) e Pé na Estrada (Band), pelo terceiro ano consecutivo, o presidente da Volvo Roger Alm embarcou em uma mais experiência rodoviária. Desta vez ele colocou o pé na estrada para conhecer a realidade do transporte de carga e vivenciar o dia a dia dos motoristas que trafegam pelas estradas do Nordeste.

Foram 520 km, de Fortaleza (CE) a Natal (RN), com uma parada em Mossoró para conhecer o processo de produção e transporte de sal na região além da extração de petróleo. O ponto de partida foi a concessionária Apavel, em Fortaleza, a bordo de um FH 540, com implemento do tipo Vanderleia carregado com 53 toneladas de pedra brita. Na direção, Vânio Albino, instrutor de treinamento da Volvo.

As viagens pelas estradas do Brasil começaram em 2011, no trecho entre Goiânia e Itumbiara. Em 2012 foi a vez da BR 163 entre Rondonópolis e Cuiabá. Satisfeito com o resultado das experiências, Alm garantiu ao final desta terceira viagem que aconteceu de quinta (2) a sábado (4): “Enquanto eu estiver no Brasil, nós vamos ter pelo menos uma viagem desta por ano”.

volvo-site-2Em contato com os motoristas, Roger ouviu sugestões e também reclamações sobre a dura vida nas estradas. Já no pátio da concessionária Apavel, o caminhoneiro Francisco Carlos Pereira, o “Ceará Fala Grossa”, pode dividir com o presidente o sonho de ter seu próprio caminhão. Com 50 anos de idade, ele dirige caminhões Volvo há 30 anos e é fã da marca. “Estou dirigindo no momento este 460 e estou satisfeito. Meus filhos estão formados na faculdade e eu faço meu próprio horário de trabalho viajando por todo o Brasil. Mas é preciso estar atento aos roubos, agora os malandros estão rastreando até o celular”, comentou.

Logo na saída de Fortaleza, pela BR 116, em pista simples, apesar do pesado volume de caminhões, já deu para sentir a necessidade de investimentos para a duplicação que traria mais segurança e mais eficiência para o transporte, sobretudo no caso dos novos modelos mais potentes como o FH 540.

Com maior ou menor movimento de caminhões, a pista simples se estendeu até Natal onde a viagem terminou com um almoço de confraternização com os funcionários da concessionária Gotemburgo: “Nosso desafio é fazer caminhões considerando inclusive as condições das rodovias, ou seja, produzindo veículos cada vez mais confortáveis e seguros para que os motoristas brasileiros possam realizar da melhor forma seu trabalho”, concluiu Roger Alm.

Fonte: Revista Carga Pesada