VUCs da China

rely




Impulsionado pelo aumento das restrições ao tráfego de caminhões em grandes centros urbanos, o segmento de Veículos Urbanos de Carga (VUCs) ganhou força e motivou o surgimento de vários produtos para atender a demanda do mercado. Além dos produtos brasileiros, atualmente não faltam ofertas de importados como os VUCs da JAC Motors e da Rely, ambos produzidos na China. Embora tenham concepções bastante diferentes, as duas marcas têm a mesma proposta de atender o transporte de bens dentro das cidades.

O veículo da JAC, conhecida no País pelos automóveis de passeio, estreia no segmento de comerciais leves com o modelo T140, equipado com motor Cummins ISF de 2.8 litros e potência de 140cv a 3.600rpm e transmissão ZF/5S400 mecânica, de cinco velocidades. Com entreeixos de 2.490mm, largura, 1.720mm e rodas de 16 polegadas – com pneus 7.00R16 12 PR -, o T140 tem freio hidráulico com ABS e longarinas do chassi com perfis em “U” de 130mm de altura por 55mm de largura, em chapa de 5mm. O PBT é de 3.490 kg dos quais 1.570 kg são para carga útil.

Os T140 comercializados no Brasil são de um lote de 500 unidades importadas que deverão ser vendidos até antes do final deste ano. Depois desses, os próximos chegarão só em 2014, mas já produzidos aqui, conforme explica o presidente da JAC Motors, Sérgio Habib. Ainda de acordo com o executivo, sua ideia é aproveitar a fábrica que está sendo construída em Camaçari/BA para produzir caminhões. “Estamos prevendo fabricar veículos de 6 ou 8 toneladas, ou menores”, acrescentou Habib. O complexo industrial da JAC deverá ficar pronto no final de 2014. Os compradores do modelo têm assistência 24 horas gratuita durante um ano e contam com uma rede de 65 concessionários no País.

Já os veículos da Rely (divisão de comerciais leves da Chery Automobile) são menores, com PBT total de 1.830 kg e motor 1.0 a gasolina, 4 cilindros, 16 válvulas, potência máxima de 64cv a 6.000rpm e transmissão de cinco velocidades. Chamado de miniutilitário, o modelo chinês tem feixe de molas e amortecedores no eixo traseiro. Suas dimensões são 4.356mm de comprimento, 1.603mm de largura e entreeixos de 2.600mm, capacidade para transportar até 800 kg e está sendo comercializado a R$ 29.990,00.

“Quatro marcas importadas atuam hoje no mercado brasileiro no nicho de miniutilitário, todas de origem chinesa. A Rely vai se posicionar no topo deste segmento ao oferecer a melhor relação custo/benefício, com produtos de qualidade superior”, disse o diretor de operações da empresa, Valdir Romero. Assim como seus concorrentes, Romero aposta na restrição dos caminhões nos centros urbanos e também na motorização, conforto e no design dos produtos para se posicionar no mercado brasileiro. Para garantir o pós-vendas, a Rely conta com rede formada por 43 concessionárias nas principais cidades do Brasil.

Fonte: Revista O Carreteiro