Caminhões e ônibus têm freio-motor

por Blog do Caminhoneiro

descida serraSe o trânsito nas rodovias fosse uma luta de boxe, caminhões e ônibus estariam na categoria dos pesos-pesados. Justamente por isso, esses veículos contam com um sistema auxiliar de frenagem, conhecido como freio-motor.

A principal função desse sistema é aumentar o poder de frenagem do veículo, reduzindo o desgaste excessivo das guarnições (lonas) de freio e também minimizando a possibilidade de superaquecimento dos freios por conta do uso constante e excessivo – o que pode causar a perda momentânea de sua atuação, por causa da diminuição do coeficiente de atrito. Se isso ocorrer, o veículo ficará sem freios! Imagine um caminhão numa descida…

O freio-motor é mais eficiente na rotação compreendida na faixa amarela do tacômetro, e com os pedais do acelerador e embreagem livres. A melhor maneira de usar numa descida é com o freio-motor ativado e uma marcha engatada – a mesma que seria utilizada para fazer o mesmo trecho se fosse subida. Nota-se esta condição em descidas de serras, onde os caminhões trafegam com velocidade reduzida.

Andar na “banguela”, que é trafegar em declives com a alavanca de mudanças de marchas em ponto neutro, ou com o pedal de embreagem acionado, é um procedimento perigoso e ilegal. Nesta condição, o veículo pode atingir velocidades superiores àquelas para as quais foi projetado, podendo causar acidentes ou danos mecânicos ao veículo.
A importância do uso do freio-motor vai desde a redução da velocidade do veículo com maior segurança, passando por uma melhor dirigibilidade e estabilidade, menor consumo de combustível, economia dos freios de serviço, diminuição do custo operacional, até vantagens ambientais.

Uma ótima forma de evitar acidentes e até poupar dinheiro.

Fonte: CESVI BRASIL

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

Artigos relacionados

Escreva um comentário