Greve – Líder de caminhoneiros diz que governo o faz de ‘bode expiatório’

Nelio Botelho




O presidente do Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC), Nélio Botelho, afirmou nesta quarta-feira (3) que o governo o trata como “bode expiatório” em razão dos protestos que bloqueiam rodovias de todo o país nos últimos dias.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, informou que determinou à Polícia Federal a abertura de inquérito para apurar suspeitas de locaute (greve patrocinada por empresários) por parte de Botelho. O ministro dos Transportes, César Borges, disse que, “como empresário”, Botelho “engendrou” paralisações. O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, afirmou que Botelho tem 39 contratos com a Petrobras que somam R$ 4 milhões mensais.

Botelho afirmou que não é empresário, mas sim presidente de uma cooperativa de motoristas, a Cooperativa Brasileira dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens (Cobrascam).

Ele confirmou que a entidade tem contratos com a Petrobras, embora não saiba o valor exato e nem o número, mas que disse se trata de uma cooperativa de caminhoneiros sem fins lucrativos. Ele negou a prática de locaute.

“Em função da gravidade da situação nas rodovias, o governo está querendo pegar alguém como bode expiatório. Sou transportador autônomo, proprietário de um único veículo, membro da diretoria de uma coopertativa de transporte de carga. É uma empresa comercial, mas sem fins lucrativos. Essa informação de que estou comentendo locaute é absurda. Estão querendo um bode expiatório, dizendo que sou empresário”, disse Nélio Botelho.

Botelho disse ter sido informado nesta quarta sobre decisão da Justiça Federal do Rio que bloqueou seus bens e os do Movimento União Brasil Caminhoneiro em razão do descumprimento judicial à decisão que ordenou o não bloqueio de estradas. Ele classificou a decisão como “medida absurda”.

“Tomei conhecimento extraoficial de que na sede do MUBC chegou uma medida judicial aplicando multa de R$ 6 milhões e mandando bloquear os bens do movimento e os do presidente. O movimento não tem nenhuma receita, vive de doaçóes. O presidente, que sou eu, é um caminhoneiro, pagando prestação de um único caminhão, ainda nem está no meu nome. Onde vamos arrumar esse dinheiro?”

Ele informou que, após ser notificado oficialmente, procurará advogados da entidade para apresentação de recurso.

Nélio Botelho negou ser líder das manifestações de protesto nas estradas. Ele afirmou que, como presidente do Movimento União Brasil Caminhoneiro, coordena ações. A entidade reivindica, disse, redução no preço do diesel e de pedágios.

“Essa greve foi proposta e programada pela absoluta maioria dos caminhoneiros em todo o território nacional. Eles [governo] elegeram o Movimento União Brasil Caminhoneiro como ponto central da organização. Mas o governo está achando que sou líder, que sou Deus. Como presidente do movimento, supervisiono, coordeno, mas as decisões partem da maioria.”

Botelho diz ainda que o governo está negociando com entidades que não fazem parte da paralisação e que empresários do setor estão tentando “tumultuar”.

“Há empresários que estão tentando sentar na mesa do governo para tumultuar tudo. Isso é esperado, é natural que aconteça. Só quero destacar que o MUBC não tem envolvimento político com quem quer que seja.”

Fonte: G1





9 comentários em “Greve – Líder de caminhoneiros diz que governo o faz de ‘bode expiatório’

  • 09/09/2014 em 09:29
    Permalink

    Parabéns Nélio! O Brasil precisa de pessoas como o senhor, pois estamos sendo esfoliados pelos absurdos preços de pedágios em todo o Brasil. Não sou totalmente contra pedágios, mas contra a exploração que a é impostas! Para ir de BH a Cabo frio, pago mais de R$300,00 de pedágio, acho um absurdo para não dizer roubo, são os verdadeiros sócios do nosso negocio. O Pedágio da Fernão Dias é bem em conta, pagar 1,50 por eixo é razoável e a estrada é boa, mas pagar até 16,00 por eixos em trechos como região dos lagos é impraticável e explorador. Na MG-050 o pedágio é de 4,50 por exio há mais de 5 anos e não se quase nenhuma melhoria na estrada, a pista é irregular, o pios é ruim e as praças de pedágios estão lá, foi entregue e iniciativa privada pelo Aécio Neves e vejo como uma coisa repugnante pagar caro e não ter retorno. Vá em frente Nélio, pois sua atitude faz os exploradores rever seus conceitos! Estamos com você e juntos na luta.

    Resposta
  • 25/03/2014 em 21:21
    Permalink

    Botelho afirmou que não é empresário, mas sim presidente de uma cooperativa de motoristas, a Cooperativa Brasileira dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens (Cobrascam)…………………………………..Bem,, em Porto Alegre é proibido empresas serem donas de lotações, mas a maioria pertence hoje as mesmas.Como conseguiram isto, criaram primeiramente uma cooperativa( isto após a compra de toda frota licenciada), com laranjas.De fato as ditas lotações estão em nome de motoristas, mas todos tem contratos de gaveta com os empresários. Não estou mentindo, é fato real e sabido por toda população. Como sempre empresários arrumam jeitinho de burlar a lei. Quando acusam Botelho de ser empresário, com certeza não estão a mentir. Não creio em nada que estes sindicalistas de hoje, dizem fazer em beneficio da categoria de autônomos.

    Resposta
  • 12/11/2013 em 16:26
    Permalink

    esse cara ai só quer encher os bolsos e deixar nós na mão de novo que nem ele fez na grave de 1997….. sem chances hein…

    Resposta
  • 09/07/2013 em 21:13
    Permalink

    dia 11. 07.2013 quinta feira,nova paralizaçao, vamos fazer o possivel para deixar o bruto parado na porta denossas casas pelo menos uns 5 dias, ai talves os nossos carrascos la de brazilia resolvam trazer camioneiro da argentina ou la de cuba ou sei la de onde pra transportar suas riguesas eu me sinto envergonhado cade a nossa aposentadoria com 25 anos de contribuiçao eu ja to ficando cansado disso tudo VAMOS PARAR EM CASA GENTE

    Resposta
  • 07/07/2013 em 02:19
    Permalink

    O GOVERNO FEDERAL ESTÁ DESVIRTUANDO OS REAIS MOTIVOS QUE LEVARAM OS CAMINHONEIROS A FAZEREM GREVE!!!

    A Presidente Dilma, com apoio da mídia, está usando a paralisação da classe como “bode expiatório” para indiretamente ameaçar os outros movimentos públicos que estão ocorrendo no país, aplicando uma multa injusta de mais de 6 milhões de reais em cima da classe.

    Há muito tempo os caminhoneiros estão esperando ser ouvidos. Desde a última paralisação ocorrida em março de 2012, aguardam uma convocação do Governo Federal para uma resolverem os problemas que são reivindicados pela categoria. Mas esta convocação ocorreu somente agora, durante esta segunda paralisação. Após o início da paralisação, a Ministra Chefe da Casa Civil da Presidência da República, senhora Gleisi Hoffmann convocou os representantes do Movimento dos Caminhoneiros (MBUC) para uma reunião no dia 02/07/13.

    Durante a reunião, que ocorreu na Casa Civil da Presidência da República, a Ministra Chefe da Casa, senhora Gleisi Hoffmann, acompanhada do Sr. Ministro dos Transportes César Borges, após receber novamente a pauta de reivindicação, que já tinha recebido em 2012, deixou evidenciada aos representantes do movimento dos caminhoneiros a total impossibilidade do governo de flexibilizar quanto as questões apresentadas. Caracterizando inclusive a inexistência, até mesmo de ambiente político, para prosseguir com quaisquer negociações. Deixando claro que o movimento sofreria sérias represálias, caso não encerrasse com a manifestação.

    Ao ser informada pelos representantes do movimento dos caminhoneiros sobre a impossibilidade de encerrar a paralisação – até porque, a classe não voltaria voluntariamente às suas atividades sem receber resultados concretos da reunião – a Ministra Chefe da Casa Civil afirmou que o movimento arcaria com sérias consequências.
    Após isso, começaram a veiculação nas mais diversas mídias, de notícias na tentativa de caracterizar o movimento “Lock Out”, inclusive, abrindo inquérito na Polícia Federal e aplicação de multa no valor de seis milhões e trezentos mil reais ao MUBC. Um movimento autêntico e legítimo, conforme pode ser comprovado no site: http://www.uniaobrasilcaminhoneiro.org.br no link notícias.

    PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS CAMINHONEIROS
    Os caminhoneiros lutam por:
    1) Subsídio no preço do óleo diesel (para além de baratear preços dos alimentos e produtos possam garantir melhores ganhos, visto que os fretes mal cobrem os custos);

    2) Isenção para caminhões do pagamento de pedágios em todas as rodovias do país, pelos mesmos motivos que buscam o subsídio no Diesel. Para se ter uma vaga ideia, hoje 75% do valor do frete fica em custos para o transportador, principalmente o autônomo (custo com pneus, manutenção do caminhão, alimentação, combustível, pedágio, descarga, entre outros impostos que são descontados na fonte…);

    3) Criação da Secretaria do Transporte Rodoviário de Cargas, vinculada diretamente à Presidência da República, nos mesmos moldes das atuais Secretarias dos Trabalhadores e das Micro e Pequenas Empresas;

    4) Votação e sanção imediata do Projeto de Lei que aprimora a Lei 12619/12 (Lei do Motorista) uma lei que vá além de determinar a quantidade de horas que eles devem descansar, mas, que também garanta a construção de pontos de parada dignos, para que eles, no mínimo, possam descansar e se alimentar com decência e dignidade. Quem conhece as estradas que levam ao nosso nordeste sabe que não há pontos de parada dignos há menos de 800 km de distância. Como podem exigir que PAREM para descansar, se não determinam onde e como???? Sem falar na frota de caminhões que existe no Brasil e nas péssimas condições de nossas estradas;

    5) Soluções para as questões: Cartão Frete, CIOT, e principalmente a concorrência desleal exercida por transportadores ilegais (causa dos valores defasados dos fretes), entre outros…

    GREVE NÃO É ORQUESTRADA
    Afirmo isto, pois sou filha de Caminhoneiro e posso garantir que a Greve dos Caminhoneiros não é “orquestrada” como algumas mídias e Governo Federal estão tentando manipular, desde a infeliz reunião ocorrida em 02/07/13 com a Ministra Chefe da Casa Civil. Outra coisa, quem afirma que ela foi realizada para garantir o direito dos caminhoneiros dirigirem mais de 11 horas seguidas, porque os caminhoneiros não concordam com a “Lei do Descanso” também não sabem o que estão falando.

    O que a categoria vem reivindicar é justo e qualquer um no lugar deles também pediriam. O que eles querem são condições mínimas de trabalhar com dignidade, já que são os mesmos que transportam as riquezas do país. Principalmente porque a UNICAM (que está apenas preocupada em receber a contribuição sindical descontada em fonte dos caminhoneiros é uma entidade que está “vendida” para o Governo Federal, pois não quer perder a “fonte de renda”) há muito tempo não faz nada para verdadeiramente lutar pelos direitos dos caminhoneiros.

    Assim, gostaria de pedir ao povo que se informe antes de afirmar algo que desconhecem. Para questionar as razões da Greve dos Caminhoneiros e preciso ir para a estrada e conhecer a realidade em que esta categoria se insere. Sair de suas salas com ar condicionado e enfrentar mais 10.000 km de estradas esburacadas e sem locais dignos de descanso!!! E não somente acreditar no que a Rede Globo e as grandes mídias veiculam e sair fazendo críticas descabíveis. Dizendo que a classe quer garantir o direito de usar “rebite”, como se não houvesse de um lado empresários e patrões exigindo que as cargas sejam entregues num prazo que não contempla o descanso, e, de outro um Governo Federal que não quer negociar e finge não ver os problemas estruturais do Brasil para se aplicar a atual Lei do Motorista sem que sejam feitos ajustes.

    Acreditar somente no que a Rede Globo veicula, é acreditar numa mídia “comprada” que vai contra o Brasil e seus verdadeiros interesses. Já foi assim em 1964 (quando esta mídia apoiou indiretamente o Golpe Militar) e está ocorrendo novamente. Assim, a Greve dos Caminhoneiros não foi uma manipulação da bancada ruralista ou de qualquer outra bancada ou jogo de empresários, como o Governo Federal e as mídias estão afirmando.

    A Greve dos Caminhoneiros foi uma manifestação LEGÍTIMA, de uma categoria que tem todo o direito de lutar pelos seus direitos de cidadãos. O que os caminhoneiros pedem é o mínimo de dignidade para exercer seus trabalhos como as demais categorias!!!! Você não lutaria para não continuar sendo explorado???

    Resposta
  • 04/07/2013 em 23:11
    Permalink

    MARCHAR PARA BRASILIA JÁ !!!! 09 DE JULHO DE 2013
    USAR A LEGALIDADE PARA DEPOR ESTE GOVERNO , CONVOCAR ELEIÇÃO PARA ELEGER UMA ASSEMBLEIA NACIONAL CONSTITUINTE , EVITANDO ASSIM QUE TENHAMOS QUE SER GOVERNADOS NOVAMENTE POR CORRUPTOS , E LADRÕES E “ TRAIDORES DA NAÇÃO BRASILEIRA “
    ESTÃO QUERENDO NOS INTIMIDAR E AMORDAÇAR !!!LIDERANÇAS DE CLASSES RECONHECIDAS , SÃO SÓMENTE AQUELAS QUE COMEM NA MÃO DO GOVERNO COMUNISTA E CORRUPTO .QUEM NÃO MAMA NAS TETAS E DELE DISCORDA É ACHINCOALHADO PELA IMPRENSA QUE NÃO DEIXA A TETA DE FORMA ALGUMA . “ HAJA TETA PARA TODO MUNDO
    MARCHA PARA BRASILIA JA !!!
    BRASIL ACIMA DE TUDO.

    ” SEM CAMINHONEIRO O BRASIL PARA “

    Resposta
  • 04/07/2013 em 15:51
    Permalink

    Meu kmarada, os homi botaram no rabo di nois caminhoneiros. Caminhoneiro no Brasil é bosta.

    Resposta
  • 04/07/2013 em 13:48
    Permalink

    COLOCA OS ÍNDIOS E OS SEM TERRA NA RODOVIA E PARA TUDO DEIJE OS CAMINHOES EM CASA OU NAS GARAJEM.

    Resposta
  • 04/07/2013 em 11:36
    Permalink

    É tipico dos que ganham lá em Brasilia, nas costas dos que realmente trabalham, fazer isso!!! Já escrevi antes, melhor é motorista mudar de profissão!!! Deixar de transportar, quero ver como vai ficar! Não tem que trancar rodovia, é só parar!! Quem vai obrigar alguém a fazer transporte??? Somos livres, democráticos!! Ou não???? É de direito ou não???

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!