Preços do diesel e da mão de obra aumentam custo logístico no ano

por Blog do Caminhoneiro

transporte de graos - fh bitremO custo de transportar cargas em rodovias está entre 6,81% e 7,54% mais caros ao final dos últimos doze meses, segundo a NTC&Logística – entidade que reúne empresas associadas e entidades patronais do setor.

Segundo a entidade, contribuiu para os números o aumento do preço do diesel, com variação de 10,88%, passando de R$ 2,104 para R$ 2,333 por litro. Outra pressão foi a mão de obra – cujo dissídio em 2013, diz a entidade, foi em geral superior à inflação do período. No caso de São Paulo, diz a NTC, o índice de reajuste foi de 10%.

Segundo a entidade, a variação média do Índice Nacional da Variação de Custos do Transporte Rodoviário de Cargas Fracionadas (INCTF) ficou acima de 7,54%. Já o Índice Nacional da Variação de Custos do Transporte Rodoviário de Cargas Lotação (INCTL) foi de 6,81% em doze meses.

Nos últimos seis meses, os índices indicam desaceleração. O custo das cargas fracionadas e de lotação subiram 5,6% e 4,4% respectivamente. Os INCT-F e L medem a evolução de todos os custos do transporte de carga, incluindo transferência, coleta e distribuição (nas operações de cargas fracionadas), custos administrativos e de terminais.

Para a NTC, um custo não captado pelo índice – embora calculado pela entidade – é o referente às mudanças na mão de obra do setor. A lei 12.619, que entrou em vigor no dia 17 de junho de 2012 e que regulamenta a profissão do motorista empregado ou autônomo, trouxe aumentos “significativos” nos custos operacionais de empresas de logística. De acordo com estudos, esse aumento variou de 14,98% a 28,92%, dependendo da operação de transporte.

Fonte: Valor Econômico

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

[contact-form-7 id="76086" title="Cadastro"]

Artigos relacionados

Escreva um comentário