Metro-Shacman mostrará na Fenatran o caminhão que produzirá no Brasil em 2014

principaiscomponentes




A Metro-Shacman anuncia que participará da Fenatran 2013, no Parque Anhembi, em São Paulo, de 28 de outubro a primeiro de novembro, com os caminhões Shacman que atualmente vende no mercado brasileiro e apresentará o protótipo do primeiro veículo da marca a ser fabricado no Brasil a partir do ano que vem. A empresa também vai expor um driveline completo com os componentes já em desenvolvimento de produção nacional.

Em estande com 650 m² de área, mostrará a sua atual linha de modelos, composta pelos cavalos mecânicos TT 420 6×4, TT 385 4×2 e TT 385 6×4 e o Shacman LT 385 6×4, que permite a aplicação de carrocerias ou implementos para atender aos mais diferentes tipos de transporte de cargas pesadas e extra pesadas.

Marcos Gonzalez, diretor de desenvolvimento de negócios, informa que a principal novidade é o protótipo do primeiro modelo de caminhão pesado a ser produzido pela empresa no Brasil, como resultado do trabalho de suas áreas de engenharia e planejamento do produto. Trata-se de um cavalo mecânico TT 440 6×4, com mais de 60% de seus componentes pertencentes a fornecedores já instalados no País para atender ao programa Inovar-Auto. Esse veículo é equipado com motor Cummins ISM 11 P7, de 10,8 litros e potência de 440 cv.

Simultaneamente ao desenvolvimento do novo modelo e à sua adaptação às condições de estradas, clima, legislação e tipos de cargas do País, a Metro-Shacman intensifica as ações que envolvem a instalação da fábrica, o desenvolvimento de fornecedores, o programa de seleção de concessionárias e as parcerias com fabricantes de implementos, administrada pela sua divisão de engenharia.

Reinaldo Maluta Vieira, diretor de marketing da Metro-Shacman, informa que todas as fases do programa de instalação da fábrica brasileira estão sendo cumpridas nos prazos previstos, para permitir o início de produção oficial no segundo semestre de 2014. De acordo com a habilitação ao programa Inovar-Auto, obtida junto ao MDIC, a Metro-Shacman está autorizada a importar 2.500 caminhões, até junho de 2014, para venda no Brasil.

O executivo ressalta também que, além de ter sido a primeira marca de origem chinesa a conquistar a habilitação ao Inovar-Auto, a Metro-Shacman tem uma vantagem importante para tornar mais rápido o início de fabricação dos veículos no Brasil e atingir o índice de nacionalização dos veículos exigido pela legislação brasileira. Os veículos serão equipados com sistemas e componentes fornecidos por importantes empresas internacionais de autopeças instaladas no País.

De acordo com Vieira, esse é um fator importante para a empresa, o que reduzirá o tempo necessário para o cumprimento do processo de nacionalização dos veículos previsto pelo Inovar-Auto. Entre os principais componentes, Vieira ressalta o motor Cummins, que atende ao Proconve P7, desenvolvido exclusivamente para a versão brasileira, além de toda a configuração dos veículos, estudada para garantir perfeita adaptação às condições de clima, estradas, legislação e tipos de cargas transportadas.

E exemplifica que o protótipo que será apresentado na Fenatran contará com componentes produzidos no Brasil por fornecedores como a Cummins, Meritor, ZF, Dana, Eaton, Suspensys, e outras empresas de atuação internacional.

Fonte: Divulgação





Deixe sua opinião sobre o assunto!