EPL inicia Pesquisa de Origem e Destino sobre cargas e passageiros em território nacional

transporte rodoviario de cargas no Brasil




A Empresa de Planejamento e Logística (EPL) inicia, nesta quinta-feira (07/11), a primeira etapa da Pesquisa de Origem e Destino sobre a movimentação de cargas e de pessoas em 200 postos instalados em rodovias do País. A pesquisa terá cerca de dois mil entrevistadores e contará com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e das Polícias Rodoviárias dos Estados de São Paulo, Goiás e do Paraná.

O objetivo do levantamento é coletar informações sobre a origem e destino das viagens feitas por usuários dos veículos de carga e de passeio nas rodovias brasileiras. Os dados servirão de base para a elaboração de um plano nacional de logística integrada, um estudo completo que irá identificar os gargalos de infraestrutura para a movimentação de cargas e passageiros e propor soluções para as demandas de transporte.

Para realizar o levantamento de dados nas rodovias, os pesquisadores utilizarão questionários eletrônicos e contadores automáticos. Serão utilizados dois tipos de coletas de dados: contagens volumétricas, que classificam os veículos, e questionários voltados para identificação da origem e destino da viagem, além das características desses deslocamentos.

A primeira etapa da pesquisa terá duração de aproximadamente um mês. Após a análise dos primeiros dados, o levantamento será retomado em março de 2014 e a terceira e última etapa ocorrerá em agosto de 2014.

Aeroportos e embarcadores

A EPL também deu início ao processo de contratação de duas empresas que farão uma pesquisa de origem e destino em 65 aeroportos do País e uma pesquisa com embarcadores, o agente que contrata ou solicita um serviço de transporte de cargas. Programado para ter início no primeiro trimestre de 2014, o levantamento de origem e destino servirá para identificar a movimentação de passageiros em viagens nacionais e internacionais.

Já a pesquisa com embarcadores, também prevista para o início do ano, será mais qualitativa e fará uma análise do perfil do contratante do serviço de transporte de cargas e suas características. Serão levantados ainda o perfil socioeconômico do embarcador, o processo de escolha do serviço, o peso, o volume e o valor das cargas movimentadas, além dos critérios para utilização de outros modos de transporte.

Para complementar o levantamento de informações, a EPL irá coletar dados secundários em órgãos governamentais e do setor privado para a montagem de um banco de conhecimento sobre logística e mobilidade no Brasil.

Fonte: EPL