Está faltando caminhoneiros

caminhao




Anos 90. A Sula Miranda cantava em um sábado à noite no programa Sabadão Sertanejo, do Gugu Liberato. O Gugu saiu do SBT, o sertanejo entrou na universidade e a Sula Miranda, rainha dos caminhoneiros desapareceu da mídia. Há quem diga até que o reino ruiu. Os caminhoneiros deixaram de ser tema das canções que tocam nas rádios. Acabou o romantismo, sabe? A gente não escuta mais a criançada dizendo que vai seguir a carreira da estrada. O Carga Pesada saiu do ar. A classe perdeu o brilho?

O que não sai do ar, de moda, não ofusca, é o transporte de cargas. Você pode até ficar chateado em andar alguns quilômetros em via simples, linha contínua, atrás de um caminhão bem carregado. Pode ficar injuriado e buzinar bastante quando encontra um caminhão na via da esquerda bem na hora em que você quer deixar todos os outros para trás. Mas sem transporte de carga você não veste, não come, não mora. E sem o caminhão, e evidentemente o caminhoneiro, o transporte de carga fica comprometido demais, visto que a grande parte deste transporte é feito em vias terrestres.

Acontece que os caras cansaram. Se expõem aos perigos do trânsito, aos eventuais assaltos à carga, ficam longe da família, dormem mais ou menos, se alimentam mais ou menos, e parece que ninguém está nem aí. O jeito é largar a profissão! E assim muitos estão fazendo. Estima-se que só no Paraná o déficit de caminhoneiros chega a 7 mil profissionais. O assessor executivo do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas, Antonio Carlos Ruyz, contou que o mercado vem sentindo a falta destes profissionais há três anos e que em nossa região, a falta deve ultrapassar as mil vagas.

“Antigamente se perguntava para o filho de um caminhoneiro de 10 anos o que ele queria ser quando crescer e ele dizia que queira ser caminhoneiro. Hoje não querem mais. O descaso, a descriminação é tão grande que até mesmo uma criança de 10 anos percebe. O meu sonho era ser caminhoneiro, hoje me arrependo”, destacou o presidente do Sindicam (Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos), Jeová Pereira. Hoje existe cerca de 5 mil caminhoneiros em Cascavel, muitos já desistiram da profissão. Ele destacou que atualmente existe uma série de leis que deveriam melhorar a situação do caminhoneiro, mas que não são cumpridas.

No caso da Lei do Descanso, por exemplo, ele contou que não existe qualquer fiscalização, muito menos possibilidade de cumprir a lei. “As próprias empresas não respeitam na hora de definir o prazo para a entrega da mercadoria. Nas estradas não tem aonde parar para o descanso. Os caminhoneiros quando querem descansar precisam pagar para deixar o veículo em postos de combustível”, destacou. Segundo ele, a lei foi criada, mas não existe estrutura suficiente para que ela seja cumprida. “Se existisse estrutura, como existe a necessidade, os caminhoneiros aceitariam a mudança, mas desde que haja uma fiscalização e se obedeça a logística do transporte”, ressaltou.

Falta de profissionalização

Mas para Antonio, o “saco cheio” dos caminhoneiros não é o único motivo para a falta de profissionais. “Estamos com falta de mão de obra qualificada. A cada ano que passa aumenta o número de veículos no Brasil, mas a evolução da mão de obra não acompanha. Têm profissionais para trabalhar, mas não são capacitados”, disse. Antonio explicou que hoje os veículos possuem uma tecnologia bastante avançada o que torna necessária a capacitação profissional. “A maioria dos caminhões novos já saem com cambio automatizado. A gente precisa que os motoristas acompanhem essa evolução. Não é tão simples como há alguns anos, nas décadas de 1970, 1980 que era só carregar o caminhão e dirigir”, destacou.

Outra lei que não é cumprida é a do pedágio, segundo Jeová, por mais que exista a proibição as empresas seguem “embutindo” o pedágio no frete. Ainda nesta relação entre empresas e caminhoneiros autônomos, Jeová citou que existe a determinação que o caminhoneiro deve receber R$1 a tonelada a hora do veículo parado. Em situações onde uma carga está sendo levada para outro país, ele conta que muitas empresas passam por cima desta lei. “Ela cria uma empresa fantasma em países vizinhos, mas me contrata pela empresa aqui do Brasil. Depois de eu ficar aguardando o trâmite na aduana, é feito o manifesto de carga paraguaia, o que retira a obrigatoriedade de pagar o tempo parado, visto que é uma lei brasileira”, explicou. Conforme Jeová existe em nossa região cerca de 25 mil caminhoneiros que fazem este transporte de um país para o outro.

Para tentar reverter a situação as empresas estão contando com o apoio do Sest Senat, que através do Pronatec está disponibilizando cursos para profissionalizar profissionais. “Assim conseguem pegar o jovem e lapidar levando em consideração a parte teórica e a prática”, falou. Enquanto o problema não é resolvido, o setor vive as consequências. “Tem empresa com 20 caminhões parados porque não tem motorista. Além de deixar de gerar empregos, as empresas param de comprar caminhões. Essas consequências chegam à economia como um todo”, destacou Antonio.

Fonte: CGN




34 comentários em “Está faltando caminhoneiros

  • 11/04/2014 em 14:02
    Permalink

    Enquanto profissionais de fato brigam por melhor remuneração e qualidade de vida para si e os seus familiares. Aparecem milhares de incautos a se candidatar as vagas existentes, aceitando salários de 1300, 1500 para (-), só para se dizerem caminhoneiros. Em uma população de mais de 200 milhões de brasileiros, com certeza não falta motoristas qualificados. O que falta é condições de trabalho adequadas e dignas para a maioria que já exercem a atividade. Alguns jovens se revoltam com minhas postagens, mas é a verdade. Existe de fato entre esta população, muito mais de um milhão de interessados em se tornar caminhoneiros, mas nem todos tem reais condições. Aqui , no face e no antigo orkut, se via muito jovens sonhadores, conheci alguns que se tornaram ótimos profissionais, já outros não conseguiram. Basta ver ai os aventureiros e malucos que se acham os bonzãos da rodagem..quebradinha de asas, pernas, cabeça, etc. Ainda tem os medrosos que, ao pegar sozinho a estrada arregam.Um guri muito bom de rodagem acompanhado,(achava-se pronto) carregou a algum tempo atrás leite em caixas, aqui no interior do RS, destino SP Barueri. Rodou cerca de 160 km até Porto Alegre, abandonou caminhão no posto sexta feira, ligando para o patrão e dando desculpas de que sozinho não saberia ir … só ligou no domingo..(ja faz um tempo isto), mas o dno do caminhão teve que correr a achar um novo motorista para fazer entrega atrasada..Se ele ler este relato saberá de quem falo. Total contratou um motorista muito bom “O cigano”..E assim existem milhares de candidatos sonhadores com aventuras, mulheres caviar e whiski Abbey..

  • 11/04/2014 em 13:21
    Permalink

    Carlos Mafre.. nem vou discutir contigo, vc é burro não sabe ler e interpretar textos. Mas para teu governo, Tirei cata de habilitação em 77 e rodei durante 26 anos.. Fui do 1111 MB ao jacaré, mas não nasci sabendo não, Aprendi com amigos palmo a palmo do que é ser motorista. Não trabalho com RH, mas sei pensar por mim mesmo. E Opinião todos aqui tem direito a dar, não sei de onde vc tirou a idéia de eu trabalhar em recursos humanos, mas com ceteza se esta fosse minha profissão atual; muitos teriam oportunidade, igual as que tive na vida. aprender com quem sabe e, não se achar sabedor de tudo, mesmo tendo 20 anos. Olha só, meus primos, tios, amigos e os velhos motoristas sempre me foram a melhor referência. Portanto, aprenda a ler e saber escolher a melhor sugestão. Ficar a reclamar de falta de oportunidade e desejar sair direto dirigindo carretas novinhas 750 CV, etc.. é ilusão de muitos.. Procure aprender com os mais velhos, pois sempre existirão pessoas mais habeis e aptas que a gente. E mantenho minha opinião sobre o assunto, somente 10 % dos candidatos tem rteais condições de cair na estrada. Se fosse assim tão fácil, empresas e autônomos não se preocupariam com contratações. Já se foi o tempo que se dizia,, se meu filho não servir para nada, vai ser motorista.. 1960 por ai.

  • 28/02/2014 em 03:58
    Permalink

    Falta motora e por falta d opotunidade e salario por exemplo cnh C a pessoa leva dois anos pra obtela + no minimo 2.500,00 reais de investimento contando que nao tome nenhuma bomba suponha 2 anos depois a pessoa quer tirar cnh E +++ 1.500 sem choro mais seis meses entao soma-se 5 meses b +++2 anos c + 1 ano tranquilo ja se foram uns 4/2 anos de vida da pessoa se tiver sorte e entra numa empresa que valorize plano de carreira ja estara numa vanderleia passando raiva na estrada nos atoleiros do mato grosso tomando rebite com carga horaria ((( maioria ta no pó))) poucos vao no braço sem lugar minimo pra tomar banho as vezes tem que procurar tijolo pra colocar no banheiro alagado ficam em porta de empresas por dias sem banho sem discriminar culinarias de estados vizinhos mas comer en alguns estado e dificil vendedores de produtos safados cliente compra 500 pecas o malandro manda vc emtregar 1000 peças… vc tem que passar tudo isso pra ganhar na maioria das vezes 3.000,00 mes com sua diaria inclusa !!!!!!!! ha na estrada vc trabalha 24:00 horas dias tem que olha carga e caminhao…. muitos nao se dao conta disso ….. Por isso hoje trabaho com onibus urbano ganho — ganho porem 7:20 por dia nao troco pneu nao completo agua radiador nae posso abrir capo do motor trabalho limpo salario antes que perguntem 2:200 limpo + convenio medico porem e com dignidade penso voltar estudos e fazer curso tecnico que sera 2 semestre pois na cidade da horario pra min estrada nao falo que volto mas acho meio dificil so exemplo cocal uberlandia vive faltando motora vc entra vanderleia 3.000,0 + vc tem que fazer media mensal nao e facil 1300 rotaçao pesado 1100 vazio e trinta mil frete novato pena se nao cumprir meta passa 26 dias fora de casa e so ganha 2.000 atençao este valor com as diarias inclusas (((valores estao desatualizados +- isso mesmo))

  • 29/01/2014 em 00:01
    Permalink

    Tenho carteira D mais so querem com experiência, trabalho sem carteira assinada ganho mixaria, quero um emprego com carteira assinada e um bom salario, arrisco muito minha vida,tenho muita responsabilidades, passo semana fora de casa. E ainda e exigir muito de nos caminhoneiro.

  • 04/12/2013 em 10:13
    Permalink

    Um dos motivos para tanto cuidado ao contratar um novo motoristas esta ai no link a baixo.
    https://blogdocaminhoneiro.com/2013/12/caminhoneiros-fazem-manobras-em-rodovia-para-aparecerem-na-internet/#comment-130046

    A estupides humana, a falta de amor a vida de terceiros e a própria vida, basta ver o descuido neste vídeo.

    Por este motivo afirmo, apenas 10% dos candidatos tem reais condições de pegar o volante de um caminhão, o restante deve procurar outra profissão. Pois na verdade são um perigo a vida. Vem com defeitos de personalidade, são motoristas de orkut, sonham com este tipo de exposição. Não resistem a pegar o caminhão e, a primeira coisa que fazem é ir em casa, para mostrar o veículo aos vizinhos, seu novo trabalho.. E ai acontece como semana passada na vila brasilia em POA ( RS).. Ficou embretado com carreta numa rua que mal passava uma bicicleta. Tiveram que trazer outro motorista para realizar um buzilhão de manobras e retirar o caminhão da ruela…

    • 13/01/2014 em 04:04
      Permalink

      leo coe vc se acha em cara! pra vc as pessoas não podem errar nem ser humano? vc deveria viver em um mundo de robôs! se vc é da área de RH continua lendo currículos pra ver se vc acha o motorista perfeito. seu …

  • 04/12/2013 em 07:45
    Permalink

    É um absurdo o salario pago pelas transportadoras boca de porco.O motorista toma conta de um patrimônio altíssimo, tem que cumprir horario,aguentar policial acharcador, porteiro estressado, chapas ratões, agenciador mentiroso, trânsito louco, pra não dizer vagas nos posto para pernoitar. Chega, vou pilotar um carrinho de pipoca, ou vender caldo de cana. Chau……… para os que ficam bôa sorte.

  • 25/11/2013 em 09:31
    Permalink

    Esta faltando escravos isto sim. Desta maneira é que são vistos por empregadores os motoristas de caminhão. Os candidatos a estas vagas, os novos, na verdade não sabem o que lhes espera. A maioria dos candidatos ao meu entender que, não conseguem a primeira oportunidade, mesmo com esta dita falta de motoristas é, por que não tem condições mesmo. Grande parte não passa num teste psicológico, deixam claro aos entrevistadores ( por atitudes, gestos e testes) que, estão pleiteando a vaga por sonharem com aventuras, ou, são antes mesmos de iniciarem um risco a terceiros e ao patrimônio. Não, estou a falar de testes de CFCs, mas de reais testes práticos e psíquicos. Apenas para citar um exemplo; no ano de 2006, um destes moços novos, conseguiu a vaga num bitrem, carregou leite em Teutônia ( RS), ao chegar em Porto Alegre abandonou o veículo, ligando para o patrão. Alegou estar com medo. Sim, medo de seguir viagem, destino São Paulo. Rodou cerca de 150 km e se arrependeu. Faltou preparo, faltou condições psicológicas, faltou realismo.. Desculpem-me os realmente qualificados que ainda não conseguiram vagas, 10% do numero de candidatos, estes ainda conseguirão a primeira oportunidade. Porem os 90 % restantes dos que se dizem discriminados pelas empresas, de fato não tem condições. Deveriam procurar outra profissão. Caminhão não é brinquedo é equipamento de trabalho e produção. Abraços a todos, paz na estrada.

    • 13/01/2014 em 04:29
      Permalink

      Nesses 150 km o cara teve tempo pra pensar e tomar uma decisão até onde eu sei não proibido tomar decisões. se sua empresa tivesse tratado o cara como colaborador ia sobrar preparo, condições psicológicas e realismo.

      Mas vcs dos RHs se acham os tais, os fodões, só resta pra vcs tirar onda com a cara do cara.

      Livre Arbítrio.

  • 20/11/2013 em 23:08
    Permalink

    Aprendi a dirigir caminhão com meu Pai!! Caixa seca, reduzida no bigode!! 1519,detroit marítimo, fietão 180 190 210 etc.. freio a óleo, pneu com câmera freio de mão ou estacionário era toco,etc… Vcs vem com essa conversinha de que os motoristas não acompanham a tecnologia!!! Ser motorista hoje com essa tecnologia e muito mais fácil!!! Antigamente o camisa 10 te dava a chave e uma caixa de ferramentas!! Os motoristas estão saindo da profissão pela baixa remuneração e a falta da qualidade de vida!! (frase que cansei de ouvir motorista autônomo e igual barata morre um aparece outro, se voce não carregar esta não te dou uma boa!! (motorista e igual cachorro dorme em qualquer lugar mija na roda e recebe em troca a comida)

  • 20/11/2013 em 19:29
    Permalink

    QUEM TIVER MELHORES SALARIOS, VAI TER MELHORES MOTORISTAS SEM FALTA, PENSE BEM SRS. PATROES,

  • 20/11/2013 em 14:13
    Permalink

    Só precisamos de uma chance para mostrar que podemos dirigir, empresas deem chances para os jovens assim como eu que amam dirigir e sonham em realizar esse sonho, é uma questão de escolha e hoje em dia são poucos os que realmente querem seguir a profissão de motorista e sair para o trecho…Aqui na minha região então sobram vagas mas falta mão de obra qualificada e nem cursos são oferecidos nesta área de transportes…por favor concedam a tão sonhada “experiência”…

  • 20/11/2013 em 14:05
    Permalink

    Sempre a mesma história “falta motoristas” mas as empresas não disponibilizam de cursos preparatórios para novos motoristas,não investem. Muitas pessoas assim como eu tem muita vontade de trabalhar mas não conseguem justamente por causa da tal de experiência, mas agora me diz como adquirir experiência se ninguém da chance de começar???Ai vem aquela outra historia “há mais sair para o trecho com uma carreta carregada não é pra qualquer um ” não é o que???ensina, qualifica, eu tento diariamente uma colocação de motorista e não consigo poxa “Transportadoras” vamos dar chance para os jovens que ainda sonham com essa profissão…muitos de nós não tem condições financeiras de pagar um curso na Fabet…mas traz diesel na veia e com certeza temos muita vontade de se qualificar porque dirigir a gente sabe e muito bem…

  • 20/11/2013 em 00:49
    Permalink

    Estou na mesma situação, todos ai estão certos, O BRASIL vai parar. Nós motoristas temos que fazer alguma coisa pra mudar isso.
    Quando paramos 1 ou 2 dias por conta do protesto dos valores do Pedágio, a Economia teve prejuízo de milhões, mas por medo muitos não pararam. então vamos mostrar que os caminhoneiros tem valor e são os pés e as mãos desse país…

    ___ Como ??????????

    Fazendo uma paralisação de verdade, Não bloqueando rodovias, não quebrando coisas, nem badernas e vandalismo, e sim parando de transportar, cruzar o braço por alguns dias.
    Ai neguim vai ver, CARRO PARAR DE RODAR POR FALTA DE COMBUSTÍVEL, FABRICAS PARAREM POR FALTA DA MATÉRIA PRIMA, FALTAR COMIDA, PREJUIZOS COM IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO, RESUMINDO O BRASIL PARA SE OS CAMINHONEIROS PARAREM SÓ ALGUNS DIAZINHOS.

    Assim saberemos se se somos importantes pro país ou não.
    SE SIM… QUE RENEGOCIEM O PISO SALARIAL DE UM CAMINHONEIRO E MELHOREM NOSSAS CONDIÇÕES DE TRABALHO REFERENTE A TEMPO LONGE DA FAMÍLÍA, SEGURANÇA NAS RODOVIAS, ETC.

    GALERA SÓ DEPENDE DE NÓS !!!

  • 19/11/2013 em 23:55
    Permalink

    Faltam profissionais e os q tem são renegados por problemas com CPF como no meu caso. Quem não tem problemas com dívidas e consequentemente registros em SPC/SERASA vivendo num capitalismo selvagem desses? Eu tenho dívidas,mas nunca tombei um caminhão, graça a Deus, nunca roubei nada de empresa alguma, meu nada consta, tanto criminal, quanto de CNH é limpo, não tenho problemas com a justiça, mas na hora de fichar, não me ficham porque a seguradora não aprova minha ficha. Qual o critério de vcs seguradoras? Todo negativado no SPC/SERASA é ladrão? Não é o q eu vejo. O q mais eu vejo são CPF’s limpíssimos e são os mais ladrões q vcs podem imaginar, não estou generalizando, mas se o critério de vcs é esse, vcs estão completamente enganadas. Já soube de casos de motoristas conluiados com bandidos pra tombar a carga e ela ser saqueada. Mas, ele tem o CPF limpo, pode trabalhar, e eu com 43 anos de idade e 23 de profissão, sou janelado por conta de um registro negativo no SPC/SERASA, Sistema podre, me sinto revoltado com isso, desculpe os administradores do blog, mas eu precisava desabafar.

  • 19/11/2013 em 22:45
    Permalink

    so tem motorista bom se roubar quando vc anda no pe da letra vc e um bosta no momento em que vc começa roubar ae vc e bem lembrado minha . CNH E tenho o curso do moop gosto de dirigir mais aqui na gente so pq nao tem a carteira assinada . vc nao e motorista eu puxava batata da chapada e no momento estou desempregado mudei minha CNH agora com dificuldades pra ver se arrumo uma carreta pra dirigir e estou desempregado se alguem ae tiver interessado ligue ae eu agradeço ( 84 ) 96435604 .

  • 19/11/2013 em 21:00
    Permalink

    É uma pena, mas é a pura verdade, a classe está chorando e pedindo ajuda, mais reconhecimento, mais respeito, mais carinho e amizade, viagens mau pagas, frete baixíssimo, o que será desta classe tão importante para nação Brasileira???? Jean C. de Andrade autor do livro “Vida de Caminhoneiro”.

  • 19/11/2013 em 19:00
    Permalink

    E vai ficar pior pq sou autonomo e a maioria dos meus amigos esta largando tambem a profissao frete ruim tornando nosso faturamento tao ruim quanto um salario de funcionario, todo dias taxas novas leis novas descriminação nas portas da empresas como se fossemos ladrao que esta entrando para roubar ,nao podemos mais carregar nossa familia na boleia que chega na empresa logo ja manda desembarcar opq nao pode mais andar no territorio que e nosso digo a boleia e so sacanagem com trabalhador de todos lados empresas ,logisticas , governo , policia ,porteiro dessas empresas que acham que sao policia etc

    • 20/11/2013 em 10:17
      Permalink

      Parabéns, Vagner, falou pouco mas falou tudo. Essa lei do descanso(lei dos vagabundos,12.619) ta matando os motoristas empreendedores autônomos do brasil(é isso ai, brasil com b minúsculo, pois este não é um pais serio).

  • 19/11/2013 em 17:47
    Permalink

    Salário medíocre !!! Hoje mesmo ( 19/11/13 ) estive procurando uma vaga descente para trabalhar, e o que encontro??? vagas e mais vagas para ” motoristas de categorias D e E com salários entre R$ 1.000,00 a R$ 2.000,00 !!!!! Pra se submeterem as dificuldades da categoria??? Para !!!! To fora !!! Amo essa profissão, mas cansei de encher os bouços desses empresários mesquinhos egoístas !!!!

    • 20/11/2013 em 10:12
      Permalink

      É isso ai, meu kmarada, num vai se matar pra ganhar uma mixaria e ainda ficar refém de guardas, portarias, chapas, etc., etc., etc.

  • 19/11/2013 em 17:30
    Permalink

    Aqui no sul, o que mais vejo é caminhão parado por falta de mão de obra qualificada. O real problema da não contratação de um novato não se da muitas vezes pela falta de atuação no campo, mas sim pelo medo de essa pessoa não ter capacidade mental de dirigir um caminhão. Certas atitudes como QUEBRA DE ASA, DROGAS E ETC…., isso impede muitas vezes a contratação de um profissional novo no campo. Hoje os bons motoristas estão empregados, ganhando bem, muito além do que o mercado paga (pelo menos os meus).

    • 19/11/2013 em 18:05
      Permalink

      Caro Ricardo, o que seria ganhar bem para o sr.?????? Acaso o Sr. teria a coragem de postar aqui, neste post, o valor que paga para seus funcionários???? Por um acaso o sr. ja perguntou para algum dos seus funcionários se o salários que eles ganham supre sua necessidades básicas??? Bom…..Acredito que não !!! A não ser que queira se arriscar em ficar sem motoristas !!!!!

    • 20/11/2013 em 10:01
      Permalink

      Kro kmarada DR. Ricardinho, pelamordideus não generaliza as atitudes inconsequente de meia dúzia de moleques que estão no volante. É muito fácil falar abobrinha dos outros enquanto se esta com o rabo preso em alguma cadeira atraz de uma mesa no escritório, deixa de ser bundão e coloque uma firma seria para fazer contratação de funcionários que o Sr. vai conseguir separar o joio do trigo. E tem mais… Drogada estava a Sra. sua mãe quando te pariu, pois tu tem a kbça grande de tanto pensar merda. E por falar em salário tava eu balangando o beiço com um funcionário teu e o pobre me falou que tinha uma proposta melhor de trabalho, ele iria ganhar bem mais do que os 1700 reaus que tu ta pagando pra ele.

  • 19/11/2013 em 16:59
    Permalink

    A responsabilidade de um motorista é grande, e o salario uma vergonha.

  • 19/11/2013 em 15:56
    Permalink

    Não falta profissionais o que falta e os empresarios saberem que motorista tem familia e uma vida para viver e não viver para a empresa para ser maltratados e considerados escravos dos donos de caminhoes que so lucro e depois mais nada para o motoristas
    agora vão eles mesmos rodaremseus 300 ou 400 caminhoes

  • 19/11/2013 em 13:57
    Permalink

    Hoje infelizmente esta assim muito se fala mas pouco se faz eu mesmo estou com trinta anos e sempre quis ser um caminhoneiro agora com dez anos de profissão já quero parar pois deixou de ser um sonho para mim e muitos outros colegas meus.O que mas nos deixa desmotivados são situações como o que aconteceu na fernão dias a poucos dias atrás vandalismo roubos e não se ver operaçoes contra roubos pois é uma das rodovias com mais roubos de cargas e caminhões como na serra do cafezal e do azeite que nem se ver mais policiais .Quando se ver é durante o dia e só pra prender caminhões levantados ou por o uso de um radio PX que é a nossa unica arma ou proteção contra os ladrões que serve para andarmos em comboio e fazermos amizade .Viajo a quatro anos transportando frutas da baia para santa catarina e na BR 101 no estado do rio e espirito santo o que mais se ver nos fim de semana é festa na beira da pista e não se ver barreiras de lei seca eu mesmo em dez anos de estrada fiz teste de bafometro uma vez.CADE OS POLICIAIS da serra do cafezal e do azeite por que o que vimos e postos sem policiais em vez de aumentar o efetivo estão tirando os que tem aí fica fácil de mais para os ladrões né comando das policias rodoviária federal.

    • 20/11/2013 em 08:44
      Permalink

      Concordo plenamente

  • 19/11/2013 em 11:23
    Permalink

    Conheço motorista de caminhão que chegam ao extremo, nem carona dão aos seus filhos pra eles não terem o gostinho de andar de caminhão, hoje os jovens querem estudar e os pais não querem seus filhos na estrada, tenho amigos da estrada que hoje seus filhos são médicos aos 24 anos com uma média salarial de 20,000,00 reais por mês, vai ficar pior….

  • 19/11/2013 em 11:09
    Permalink

    é mesmas coisa de sempre. querem um super profissional caia do céu e que aceita ganhar pouco , só reclamam mais fazer alguma coisa para mudar a situação e melhorar nada né?

    • 19/11/2013 em 13:52
      Permalink

      verdade migao tenho carta D cursso moop mais pq nao tenho experiencia em carteira uque eu ouço a nao domos oportunidades FDP , nem pr fazer um teste de volante ja dirigi caminhao do ano 2429,17250 850 mais sera q eles achao q eu nao sei dirigi cabada de FDP por isso q o brasil ta esssa merda mais ainda tenho experança q voa conseguir.

  • 19/11/2013 em 09:48
    Permalink

    É complicado mesmo, além de batermos de frente com a questão da qualificação do profissional, nós que somos novos motoristas enfrentamos a barreira da experiência, está bem difícil encontrar uma empresa que tenha o interesse em treinar um novo motorista !

    • 19/11/2013 em 10:34
      Permalink

      A lei não é só desrespeitada em aduanas ou quem viaja pra fora, aqui mesmo no Brasil ninguém obedece a lei 11.442 que é clara sobre o tempo de carregamento e descarregamento. Para fazer valer o nosso direito temos muitas vezes de discutir, ameaçar chamar sindicatos e as vezes somos agredidos pelos representantes de tais empresas. Aí está a resposta por que tá faltando profissionais na área, eu mesmo penso seriamente em abandonar a profissão.

Fechado para comentários.