Falta de regras para o Finame 2014

fenatran experience




Na abertura da maior feira de transportes da América Latina, a 19ª edição da Fenatran, na segunda-feira passada (21 de outubro), o governo federal ainda não havia definido as regras do Finame para 2014, o que gerou muitas apreensões nos fabricantes de caminhões e implementos rodoviários e também nos transportadores. Se as regras não forem definidas até meados de novembro, é bem possível que os novos pedidos de compras de caminhões paralisem, pois o bancos ficariam na espera dessa definição e esse foi sentimento de apreensão expressado durante a Fenatran.

O Brasil fechará 2014 com mais de 150 mil caminhões vendidos no mercado interno e produção superior a 190 000 mil caminhões, com exportações superiores a 24 000 unidades. São números extremamente positivos para um segmento que passa por crise em praticamente todo o mundo, com exceção do Brasil, exatamente por causa das regras do Finame que foram mais claras este ano e, também, ao crescimento, principalmente, das safras de grãos. Porém, para que esse número se repita em 2014, ou até cresça, é muito importante que as regras sejam claras o quanto antes e para o ano todo, a fim de evitar bolhas e oscilações desnecessárias no mercado.

Fonte: Revista Transporte Mundial Texto: Marcos Villela