Valor de frete para transporte agrícola deve cair em 2014

carretas de soja

O CEO da Vanguarda Agro, empresa produtora de commodities agrícolas com capital na BM&FBovespa, Arlindo de Azevedo Moura, acredita que o valor do frete para transportar grãos das fazendas até os portos deve cair já em 2014 e mais acentuadamente em 2015, afirmou ele durante teleconferência para apresentação dos resultados.

A aposta de Moura é que a rodovia BR-163, que liga Cuiabá (MT) a Miritituba (PA), deva ser concluída ainda neste ano, e que em 2015 entrem vários players do agronegócio na via, aumentando a concorrência e reduzindo os preços. “Nossa expectativa para próximos anos é de redução do preço [do frete] em função de novo canal de exportação que surge pela BR 163”, atestou.

A Bunge já sinalizou que, em junho de 2014, passará a utilizar a rodovia para transportar soja para Mirituituba e, de lá, até o porto de Santarém, de onde será exportada. Em 2015, a Cargill e a BM também devem começar a utilizar a rodovia. A estimativa é que, com a entrada dos dois players, “haverá concorrência e preço deverá cair”, sinalizou Moura.

A exportação de soja por meio da BR 163 e do porto de Santarém, na comparação com a via pelo porto de Santos, percorre quatro mil quilômetros de navio e mil quilômetros de caminhão a menos.

Fonte: DCI




6 comentários em “Valor de frete para transporte agrícola deve cair em 2014

  • 16/11/2013 em 14:27
    Permalink

    engraçado que eles ficam esperando melhores preços (aumentos claro) nos seus produtos nas suas açoes e culpam o frete pela inflaçao

  • 16/11/2013 em 09:18
    Permalink

    Sim… Abaixem o frete e fiquem sem caminhões….

  • 15/11/2013 em 19:40
    Permalink

    eu queria que o governo ajudasse o caminhoneiro autônomo,como ajuda o agricultor,sò que ,do caminhoneiro o governo receberia,não levaria o golpe do pró agro,e se o frete baixar não se incomodem os gaúchos já dão um jeito de por mais um eixo nos caminhões,galera é tempo de voltar para as carretas LS,aí vai sobrar carga e o frete tende á subir,é só acabar com os mortos de fome.

  • 15/11/2013 em 09:12
    Permalink

    Em quanto lavoreiros e atravesadores que fazem o comercio dos produtos da agricultura estão em festa que nunca ganharam tanto dinheiro nessas atividade. estão tendo o tempo de organizar. em quanto o mizerave do caminhoneiro que financia um caminhão e anda se matando das 5 horas da manhã ate as 23 o 24 horas da noite. tentando pagar a parcela do cominhão e os filhos e a mulher quaze pasando fome em casa. e se der sorte de vencer essa divida acaba com a saude e sobra um monte de ferro velho na mão. e ele ainda e o culpado do frete

  • 14/11/2013 em 13:51
    Permalink

    Vou sentar e esperar……

Fechado para comentários.