Caminhoneiros de várias partes do Brasil prometem greve no dia 10/12

Scania T124 Bitrem




Um grupo formado por empresários e transportadores autônomos, o Movimento Carga Pesada, planeja protestar por melhores condições de exercício da atividade cruzando os braços em várias partes do País no dia 10/12, a partir das 9 horas.

O comitê, que teve início com a participação de representantes de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, vem buscando apoio para o ato por meio de profissionais de outros estados e, segundo João Fernandes, um dos organizadores, a adesão tem sido grande, e que profissionais da Bahia, Paraná e São Paulo já demonstraram apoio ao movimento.

“Estamos fazendo uma campanha em redes sociais e outros meios da internet, além da distribuição de adesivos em postos para disseminar para toda a classe a possibilidade de transformar 10/12 em um dia inteiro de freio de mão puxado”, diz ele. “Caminhoneiros autônomos e donos de transportadoras de várias partes do País estão ligando para nós informando que haverá apoio por parte deles”.

Dentre outros tópicos o movimento tem como principal finalidade reivindicar:

  • Renovação do programa do BNDES com concessão de carência de 18 meses, renegociação de até seis parcelas vencidas e prolongamento de até 24 meses, para todos os contratos Finame, inclusive o Procaminhoneiro;
  • Revisão da Lei do Motorista;
  • Padronização da pesagem de carga;
  • Fim da resolução 3.658 da ANTT (carta frete eletrônica), em substituição ao MDF-e (manifesto eletrônico de documentos fiscais);
  • Revogação da cobrança de pedágio com eixo suspenso;
  • Subsídio no preço do óleo diesel;
  • Fixação de valor mínimo de frete de acordo com uma tabela de referência (criação de uma tabela de referência para o valor do frete no Brasil).

“Não temos condições de rodar pelo Brasil da forma que estamos sendo respaldados pelo governo. Muito tem que ser mudado para aliviar a nossa situação”, comenta Fernandes. “Sabemos que esse tipo de movimento afetará também ouros setores, mas é necessário que o governo possa nos escutar de alguma forma para podermos trabalhar com tranquilidade”, conclui.

Fonte: Portal Transporta Brasil




39 comentários em “Caminhoneiros de várias partes do Brasil prometem greve no dia 10/12

  • 10/01/2014 em 16:20
    Permalink

    Só conversa fiada, acabem com o famigerado frete retorno que as transportadoras insistem em pagar ao autônomo, que acaba os problemas da categoria.
    Obs. transportadoras cobram da industria frete com valor integral,cheio, e só repassa a 30% do valor, então quem esta roubando o caminhoneiro autônomo; pergunto. Não precisamos de ninguém que lute por nos, o que precisamos é de união, não vamos carregar a valores de frete de retorno.

  • 10/12/2013 em 12:40
    Permalink

    Na verdade o governo só pode ameaçar aos regidos pela CLT, autônomos que paralisarem , ficando em casa, não podem sofrer represalia alguma. Dá mesma forma que se decidirem parar os empregados, não tem governo que obrigue ninguém a embarcar e dirigir um caminhão. Nem mesmo juízes, ou, ministério do trabalho.

  • 09/12/2013 em 14:47
    Permalink

    Como é que carreteiro pago com carta-frete consegue financiar caminhão novo? É essa conta que não fecha! Querendo tidos melhorias para os autônomos. Mas temos que ser coerentes e não nos deixar ser massa de manobra. Pedir para baixar combustível é igual pedir saúde, educação e moradia. Todos querem. O que eu não aceito é deixar de ganhar meu pão para voltar com a indecência da carta-frete. Estou revoltado com essa pauta absurda no meio disso. Não há o que debater. A gente tem que exigir é a fiscalização dessa imoralidade que faz da gente cidadão de quinta categoria. Não é por acaso que estamos dirigindo verdadeiras carroças. E sem um pagamento de frete decente, bada vai mudar.

  • 09/12/2013 em 13:35
    Permalink

    Vcs falam falam falam e no final continua td na mesma basta o governo ameaçar a puniços e vcs froxam o garrao. Se for pra fazer nanifesto que seja pra aguentar oque for e nao na primeira ameaça dos governantes haver uma debandada geral. Pelo menos uma vez na vida honrrem a profissao que exercem e lutem ate o fim. Sou a favor de melhorias para todos nos. Ha e antes que eu me esqueça os senhores tranportadores tambem façam o favor de aderir ao movimento pois afinal todos dependem de melhorias

  • 09/12/2013 em 13:29
    Permalink

    É isto ai FABIO GOMES. Vamos aderir a paralisação. Pois a unicam e o sindicam já largaram um manifesto desmerecendo os organizadores desta paralisação. Sendo assim, pode ter certeza que é para o bem de todos parar. Pois se querem desmerecer a tentativa de outros organizarem é, por que não esta incluido ai os interesses pessoais destes reis dos sindicatos.
    Leiam com atenção.. sindicatos nada fizeram em anos de reinado na categoria dos caminhoneiros..Querem mesmo é os buzilhões de grana que entra nos mesmos, através de descontos da categoria e mais um aporte governamental.. NÃO QUEREM DEIXAR DE MAMAR NAS TETAS DOS ESCRAVOS DA ESTRADA.

  • 09/12/2013 em 09:28
    Permalink

    Independente se as reivindicações são em prol dos autônomos ou dos empresários do transporte, precisamos nos mobilizar para abaixar este preço absurdo que esta o óleo diesel e a cobrança do eixo suspenso. Estes custos afetam diretamente todos os envolvidos no ramo dos transportes. Vamos aderir a paralisaçao no dia 10/12…

  • 07/12/2013 em 12:24
    Permalink

    A lista de melhorias é tão grande que, em apenas uma paralisação de um dia, nada se poderá fazer. Mas é um inicio, talvez consiga-se ao menos fazer o governo olhar pela categoria. Caso ninguém se manifeste da parte deles, da-se sequencia a paralisação.
    Porem se todas tentativas de paralisar sem a participação de políticos e centrais sindicais, forem sempre combatidas, não haverá saída;fim dos autônomos.
    Esta sensação é o que sinto em algumas postagens aqui. Desconfio de sindicalistas entre alguns dos que, desejam desmerecer a tentativa. Apenas desconfiança.

  • 07/12/2013 em 12:05
    Permalink

    CLEITON.. Acima vc tem razão, as pautas que vc colocou estão corretissímas, mas creio que dentro das reivindicações deste pessoal que tenta a paralisação.

  • 07/12/2013 em 12:03
    Permalink

    CRISTÓVÃO CAMINHONEIRO, OU, SINDICALISTA. QUAL DELES VC DEFENDE DE FATO. AFINAL AS PROPOSTAS ESTÃO AI BEM DIRECIONADAS AO GOVERNO.

  • 07/12/2013 em 11:32
    Permalink

    Sr, Cristóvão..
    A pauta não beneficia só pátrões. Foi criada para ter conteudo de debates.

    Renovação do programa do BNDES com concessão de carência de 18 meses, renegociação de até seis parcelas vencidas e prolongamento de até 24 meses, para todos os contratos Finame, inclusive o Procaminhoneiro.
    (..NESTE CASO BENEFICIA AUTÔNOMOS QUE ADUIRIRAM VEÍCULOS E PEQUENOS EMPRESÁRIOS)

    Revisão da Lei do Motorista;
    (ALGUMAS NORMAS DA LEI DO MOTORISTA DEVEM SER REVISTAS SIM, PQ EQUIAPARAM O AUTÔNOMO AOS REGIDOS PELA CLT.. O AUTÔNOMO É OBRIGADO A SEGUIR MESMAS NORMAS, MAS NÃO TEM AS MESMAS VANTAGENS..EX: FGTS,PIS,FERIAS,13º,INDENIZAÇÃO, ETC)

    Padronização da pesagem de carga;
    ( EXCELENTE IDÉIA PADRONIZAR E AINDA CRIAR MULTAS AO EMBARCADOR POR CARREGAR EXCESSO DE PESO)

    Fim da resolução 3.658 da ANTT (carta frete eletrônica), em substituição ao MDF-e (manifesto eletrônico de documentos fiscais);
    (SOU CONTRÁRIO A ESTA MUDANÇA, SÓ ACEITARIA SE FOSSE PAGAMENTO EM DINHEIRO E NA TOTALIDADE DO FRETAMENTO, NADA DE RETER 30% A 40% PARA DEPOSITAR DEPOIS, POIS TODO CAMINHONEIRO PASSA PELO CRIVO DAS GERENCIADORAS DE RISCO; É UM ABUSO DO PODER ECONOMICO)

    Revogação da cobrança de pedágio com eixo suspenso;
    (ÓTIMA SUGESTÃO, BENEFIACIA A TODOS. DESDE QUE SEJA FISCALIZADA A LEI DA BALANÇA)
    Subsídio no preço do óleo diesel;
    ( ESTÁ É UMA DAS MELHORES IDÉIAS DA PARALISAÇÃO,, VENDEMOS DIESEL A +- 65 CENTAVOS PARA O MERCOSUL)

    Fixação de valor mínimo de frete de acordo com uma tabela de referência (criação de uma tabela de referência para o valor do frete no Brasil).
    (TAMBÉM BENEFICIA AUTÔNOMOS, POIS DARIA FIM A O FAMIGERADO FRETE RETORNO).

    SENDO ASSIM NAO VEJO EM PAUTA NENHUMA EXIGENCIA PREJUDICIAL DE FATO AOS AUTÔNOMOS.
    NESTE CASO ACHO QUE UM GRUPO INDEPENDENTE, SEM FILIAÇÃO A SINDICATOS E POLÍTICOS E SUAS POLITICAGENS É BENEFICA NO TODO. TEMOS QUE TER ALTERNATIVA, ALEM DOS DITOS CONCHAVOS POLÍTICOS E PELEGUISMO.

    ps: Respondendo, não sou dono de frota. Na verdade estou pensando em voltar a rodagem. Parei de vz em 2004, mas estou tentado a voltar. Só que penso em melhorias.Uma delas é acabar com a obrigatoriedade de se filiar a sindicatos, ou, melhor dar fim ao desconto para este fim dos ganhos. Se filia e paga quem assim achar.

  • 07/12/2013 em 10:58
    Permalink

    Fiquem de olho. Esse tal de Carga Pesada é um movimento de PATRÕES. Alguém já viu patrão brigar por direito de empregado? Lutar pelo direito de AUTÔNOMO? Mais fácil galinha voar como urubu. O mais absurdo é i carreteiro cruzar os braços para voltar a CARTA-FRETE. O maior absurdo!

  • 07/12/2013 em 10:52
    Permalink

    Caro Leo Coe, você pode nos explicar, então, essa pauta que só beneficia os patrões e ferra com os autônomos? Ou você é dono de frota? Se for, está tudo claro e cristalino. Estamos sendo usados como MASSA DE MANOBRA pelos tubarões!!!!

  • 07/12/2013 em 10:31
    Permalink

    { Aliás, representantes que tenho certeza de que representam a categoria, os dois maiores e mais representativos sindicatos dos caminhoneiros autônomos, a Unicam e o Sindicam-SP alertam que a “convocação” está sendo feita por entidades desconhecidas e que os trabalhadores não participam do chamado “movimento”. }…………Bem, se estes dois sindicatos que se dizem representantes das categorias, autônomos e regidos CLT, são contrarios É SINAL QUE A COISA É BOA…….POR QUE QUEM ACREDITA QUE ESTES SINDICATOS LUTAM DE FATO PARA MELHORAR ALGO, ESTÃO ILUDIDOS.. A DECADAS ESTE SINDICAM E UNICAM NADA FAZEM. MAS EM COMPENSAÇÃO SEUS DIRIGENTES E AMIGOS, ESTÃO SEMPRE EM EVIDENCIA E MAMANDO NAS TETAS DOS SINDICATOS.

    QUANDO CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS E PEQUENOS PROPRIETÁRIOS DE MICRO EMPRESAS TENTAM REALIZAR UMA PARALISAÇÃO, PARA DE FATO EXIGIR MELHORIAS PARA A CATEGORIA, APARECEM SEMPRE OS SINDICALISTAS PARA DESMERECER, DESACREDITAR A TENTATIVA DE TERCEIROS E , VERDADEIROS CAMINHONEIROS.. CUIDADO COM AS ARTIMANHAS DOS SINDICATOS.. SÃO DESCONHECIDOS,.. SIM PODEM ATÉ SER, MAS ESTÃO TENTANDO SE LIVRAR DOS PELEGOS DOS SINDICATOS.. MAIS UMA VEZ TENTAL DESACREDITAR UMA PARALISAÇÃO NÃO PLANEJADA POR ELES, PARA ASSIM CONTINUAR A MAMAR NOS SUBSIDIOS DO GOVERNO E MARACUTAIAS.. SE LIGUEM, ABRAM OS OLHOS .

  • 07/12/2013 em 07:44
    Permalink

    VAI VIRAR NADA SEU MOTORA TROXAS NOIS OS CHAPAS DAS TRANSPORTADORAS DE TDS O PAIS QUE MANDAMOS HEIM VCS É NOIS MANO

    RODO RAPIDO TRANSPORTES LTDA

    LONTANO TRANSPORTES LTDA

    ROMA TRANSPORTES LTDA

    MULTITRANS TRANSPORTES LTDA

    G-10 TRANSPORTES LTDA

    MARTELLI TRANSPORTES LTDA

    TRANS COCAMAR TRANSPORTES LTDA

    AGUETONI TRANSPORTES LTDA

    ALFA TRANSPORTES LTDA

    FRIBOM TRANSPORTES LTDA

    E OUTRA S MAIS

    E VAO RALAR SIM SEUS FROXOS

  • 06/12/2013 em 20:10
    Permalink

    Galera eu apoio a parada dos caminhões, mais tem que ser sem bagunça se possível parar nos postos ou não sair de casa. Tem que deixar as vias rodoviárias livres, pois assim o manifesto terá força. Seria bom se cada equipe do manifesto buscasse alugar ônibus e ir fazer um manifesto passivo em brasília, solicitar reunião com o ministro dos transportes e com a presidenta, buscando a solução sobre todas as revindicações. Se cruzarmos os braços sem bagunça com união, respeito à nos mesmo, mostraremos o grau de importância que tem nos caminhoneiros para o progresso do país e mundo.
    Que Deus nós abençoa!!!!

  • 06/12/2013 em 19:22
    Permalink

    PELO QUE LI NAS REVINDICAÇÕES, NADA QUE BENEFICIE O CAMINHONEIRO, SOMENTE OS EMPRESARIO TRANSPORTADOR, QUE QUEREM TUDO PARA ELES E NADA PARA OS CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS, E COM CERTEZA, SE CONSEGUIREM ALGO NÃO DIVIDIRAM O BOLO CONOSCO. COMPANHEIROS CUIDADO, ESTAMOS SENDO USADO COMO MASSA DE MANOBRA, PORQUE NÃO REVINDICAM FRETE JUSTO PARA TODOS, FRETE POR QUILOMETRO RODADOS COM VALOR A NÍVEL NACIONAL, COM ISSO ACABANDO COM O FRETE RETORNO

    • 06/12/2013 em 20:45
      Permalink

      Concordo com vc kleber, muitas das revindicações estão mais para patrão do que para nós, temos que solicitar que seja acrescentado na pauta da revindicações:
      *Agilidade nos postos Fiscais;
      *Melhorias das estradas;
      *Exclusão das multas por eixo e sim por capacidade peso total, pois sabemos que tem carga que não se separa nos eixos como carne e petróleo e outros;
      *À cada 300 km uma área de descanso nas vias federais com segurança, banheiros e alimentação com capacidade de absolver 40% do transito daquela via;
      *Uma revisão na lei de circulação de veículos que faz descarga dentro de cidades, pois tem lugar que caminhão não pode circular e não à área de descarga por parte de clientes;
      *Fiscalizações em posto onde forneci alimentação, pois tem restaurantes que estão ficando ricos através de nos caminhoneiros, não oferece boas condições com preços abusivos nos alimentos e na cobrança do banho;
      *E respeito por parte de alguns policias nas abordagem, com e sem suspeita muitos nos trata como bandidos, se houver necessidade de revistar nossa cabine, que seja com mandato ou por uma denuncia comprovada, pois e nossa segunda casa.

  • 06/12/2013 em 19:13
    Permalink

    Não seremos massa de manobra.

    QUEREMOS VER A PAUTA DAS REVINDICAÇÕES
    QUEREMOS VER A PAUTA DAS REVINDICAÇÕES
    QUEREMOS VER A PAUTA DAS REVINDICAÇÕES
    QUEREMOS VER A PAUTA DAS REVINDICAÇÕES
    QUEREMOS VER A PAUTA DAS REVINDICAÇÕES
    QUEREMOS VER A PAUTA DAS REVINDICAÇÕES

  • 06/12/2013 em 19:09
    Permalink

    Cristovão, realmente tem sentido sua colocação, nenhum caminhoneiro em sã consciência estaria lutando pelo retorno da carta frete, pelo contrario estaria lutando pelo pagamento de 100% no ato da contratação do transporte, uma vez que passamos pelo crivos das seguradoras e todas exigências, portanto não justifica ficar 20 ou 30% para pagamento posterior. Tem que lutar por fretes justos, com valor do quilometro rodados a preço nacional, ai acabaria com o famigerado frete retorno, ao qual eles nunca falaram em acabar. Estas ao meu ver são as poucas revindicações que colocariam nós caminhoneiro orgulhosos da profissão escolhida, e dignidade para manter nossas famílias .

  • 06/12/2013 em 18:42
    Permalink

    Vocês não acham estranho que essa paralisação queira revogar leis que foram criadas para beneficiar os trabalhadores? Já se perguntaram que as duas entidades da categoria de caminhoneiros AUTÔNOMOS, e não donos de frota, a Unicam e o Sindicam-SP, que representam mais de 90% dos caminhoneiros autônomos, NÃO participam e NÃO apoiam essa paralisação? Muito estranho…

    A cereja do bolo dessa paralisação fajuta é pedir a revogação da lei que acaba com a carta-frete. É o fim da picada mesmo! Qual caminhoneiro autônomo que, em sã consciência, iria querer voltar a ser correto uma forma de pagamento ilegal que leva o caminhoneiro a perder até 50% de seu frete? Por favor! Canja de galinha e bom-senso nunca fez mal a ninguém. Qualquer movimento genuíno de trabalhadores não pediria a revogação desta lei. Quem é caminhoneiro sabe que a carta-frete significa pagar ágio em postos de gasolina e impede o carreteiro de trabalhar na legalidade.

  • 06/12/2013 em 18:32
    Permalink

    Vocês não acham estranho que essa paralisação queira revogar leis que foram criadas para beneficiar os trabalhadores? Já se perguntaram que as duas entidades da categoria de caminhoneiros AUTÔNOMOS, e não donos de frota, a Unicam e o Sindicam-SP, que representam mais de 90% dos caminhoneiros autônomos, NÃO participam e NÃO apoiam essa paralisação? Muito estranho…

  • 06/12/2013 em 18:24
    Permalink

    Nunca ouvi falar nesse movimento Carga Pesada que está convocando essa paralisação de caminhoneiros para dia 10 de dezembro em todo o Brasil. Aliás, isso está com cara de movimento de patrão, isso sim. Aliás, representantes que tenho certeza de que representam a categoria, os dois maiores e mais representativos sindicatos dos caminhoneiros autônomos, a Unicam e o Sindicam-SP alertam que a “convocação” está sendo feita por entidades desconhecidas e que os trabalhadores não participam do chamado “movimento”. Se liga, galera!

  • 06/12/2013 em 10:03
    Permalink

    é ruim dos caminhões tanques pararem,pois o frete deles é o triplo dos outros,o que tem que acontecer é esses mortos de fome parar de pegar fretes ruim(retornos)acabar com essas malditas bi-trens,isso é que arrebentou com os fretes,tenho amigos que só tem ls,e viajão para onde vai poucas bi-trens,e tão se virando bem. Mas não se preocupem,o frete arruinou?o óleo e o pedágio subiu?os gaúchos já vão ver onde pode por mais um eixo no caminhão.É P A R A A C A B A R.

  • 06/12/2013 em 08:52
    Permalink

    A única maneira de parar tudo mesmo é os caminhões tanques ficarem sem trabalhar por 4 dias, so isso vai conseguir parar literalmente o Brasil e governo ver as condições que passamos nestas rodovias pelo pais, além do preco absurdo que esta o diesel e os pedágios..

  • 06/12/2013 em 08:48
    Permalink

    Vamos parar mesmo, pois com o preco que foi o diesel esta inviável sobreviver com os ganhos do frete…
    O governo tem que dar mais atenção aos autônomos e as empresas de transporte também..

  • 06/12/2013 em 08:36
    Permalink

    Já havia comentado aqui. Parar uma semana é pouco, devemos paralisar por pelo mínimo um mês. Ninguem vai perder caminhões por conta de juros,etc; pelo contrario, em 30 dias parados vamos conseguir um aumento nos ganhos, nunca antes visto neste país meus companheiros.. rsrs.. O que perdermos em 30 dias de juros, ganharemos dobrado a cada mês seguinte a paralisação.Basta para isto, não arredarmos o pé de casa, não entregar os pontos para sindicatos pelegos, cut,cgts e outros bacanas que vivem a nossas custas.

  • 06/12/2013 em 01:00
    Permalink

    Quer dizer que a turminha vai parar um dia só. Isto não vai mostrar nada, temos que parar uma semana, com apoio de todos os estados da confederação.

  • 05/12/2013 em 21:55
    Permalink

    TEMOS QUE NOS UNIR, SENAO A TENDENCIA E PIORAR, POIS O GOVERNO TEM A CERTEZA QUE NOS NAO SOMOS UNIDOS. CONFORME A DILMA FALOU QUE SOMOS VAGABUNDOS VAMOS DAR UM BASTA

  • 05/12/2013 em 21:29
    Permalink

    D E M O R O espero que desta vez de certo pois de outras participei e me arrependi so depende de nos vamos pensar no nosso futuro galera mas sem fazer bagunça e que Deus nos abençoe

  • 05/12/2013 em 16:41
    Permalink

    Raimundo.

    A vida do autônomo vai de mal a pior, pois estas mudanças não são em beneficio dos mesmos. Querem mesmo é acabar com a categoria ,fazendo que os mesmos virem empregados dos senhores coroneis do transporte, ou, se mantenham sujeitados a exploração e, continuem comprando caminhões velhos e detonados de suas frotas.Para alguma coisa o autônomo vai continuar a servir, ficar pagando juros elevados aos bancos , por cacos moveis comprados a sangue, suor e lagrimas, dos próprios e de suas familias.

  • 05/12/2013 em 16:37
    Permalink

    Alegam os empresários do setor “LEI DE MERCADO”; oferta e procura. Dito isto, se vc chega a Feira de Santana (BA), com placas de Canoas (RS). O frete é oferecido a um valor de 30% do que vc subiu. Mas a estrada e kilometragem é a mesma para voltar. Já o mesmo empresário se tiver que pagar mais para seus motoristas, vai logo pedir subsídios ao governo. Alegando custos, leis trabalhistas, etc.. E o melhor para eles é, recebem toda ajuda governamental, basta ver ai o BNDES distribuindo dinheiro a juros baixos, para aquisição de frotas e renovação. O zé começa lá numa portinha de fundo de quintal, explorando de todas maneiras aos autônomos, não sendo proprietários de nenhum caminhão ( apenas os registrados pro-forma para abrir empresa, muitas vzs maracutaia para registrar a mesma, feita por guardas livros), mas nenhum mesmo nem de entregas. Utilizando-se de autônomos para toda a cadeia de transporte e distribuição. Passado um ano, já é dono de 4-5, ou mais caminhões, todos financiados por bancos com aval governo. finame, psi,procaminhoneiro, etc.. Tudo por conta da alegada lei de mercado que, significa de fato: EXPLORAR O AUTÔNOMO O MÁXIMO QUE PUDEREM.

    AS COISAS SÓ MUDARÃO SE DEIXAREM AS CARGAS NO PATIO DESTAS EMPRESAS. NÃO ACEITEM FRETES RETORNO. NO QUAL O VALOR NÃO SE EQUIPARE AO MESMO CUSTO DA IDA.

    PARALISAÇÃO GERAL DIA 10- 12-2013.. SEM BAGUNÇA;;; PAZ NA ESTRADA

  • 05/12/2013 em 16:35
    Permalink

    COMO VAI FICAR A VIDA DOS AUTÔNOMOS COM A NOVA LEI EM VIGOR?

  • 05/12/2013 em 16:20
    Permalink

    Acho que deveríamos no unir e não abastecer os caminhões em postos da PETROBRÁS, se o problema doa aumentos frequentes nos combustível é demanda, vamos nos unir não abastecer mais neles, se fizermos isso reduzirão o valor do combustível pois terão um excedente no estoque.

    • 10/01/2014 em 15:51
      Permalink

      Deixa de ser inocente, podemos deixar de abastecer nos postos petrobras e não vai acontecer nada, pois a unica que produz combustivel no país é a petrobras

  • 05/12/2013 em 13:04
    Permalink

    Principalmente uma fixação de preço mínimo para o frete, toda categoria tem uma tabela de referência a única que não tem é a nossa, o preço quem determina é o contratante.

    • 05/12/2013 em 14:37
      Permalink

      Concordo,é preciso normas para proteger os transportadores,que estamos na mão de empresas que ganha milhões,paga o que elas determina ha cada dia,muda-se o valor do frete,sempre pra menos,porén os custos para transportar,só aumenta,e o governo é o grande responsavél.;

  • 05/12/2013 em 12:44
    Permalink

    Quanto a revisão da lei do motorista, creio que devem diferenciar o autônomo dos regidos pela CLT. Pois este ultímos fazem seus próprios ganhos, não tem direito a férias, 13º, FGTS, indenizações, etc.. Sendo assim, deveria a lei permitir mais horas volante. Já a revisão da forma de pagamento concordo, desde que não seja a volta da carta frete, deve ser o pagamento efetuado na totalidade em cheque, ou, dinheiro. Este sistema de pagar 70% a 80 % do valor, retendo 20 a 30 % até entrega do documento de recebimento é um abuso. Tem empresas que levam mais de 40 dias para depositar. E vejam que nenhum autônomo carrega sem antes passar pelo crivo das gerenciadoras de risco, então reter esta porcentagem é abusiva. Ficam a movimentar e investir esta parte para maior lucratividade das empresas. E o autônomo que se ferre como sempre arcando com custos e a roubalheira do frete retorno.

  • 05/12/2013 em 11:59
    Permalink

    tem qui para mesmo c nao para fica tudo do jeito qui esta ,tem faze falta produto no mercado para os governantes acordarem

Fechado para comentários.