Radares vão controlar circulação de caminhões em Curitiba

linha verde




A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) inicia na segunda-feira a fiscalização por radares da circulação de caminhões na Linha Verde (BR-476). Após um período de testes, foram ativadas funções já existentes nos equipamentos, que utilizarão o perfil magnético associado ao cadastro de veículos para verificar se os caminhões estão trafegando no horário permitido e na faixa determinada pela regulamentação.

Segundo a portaria 440/2013 da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em dias úteis, veículos com capacidade de carga acima de sete toneladas ou com comprimento maior que sete metros não podem circular pela Linha Verde das 7 às 10 horas e das 17 às 20 horas, no trecho compreendido entre o Km 120,7 e o Km 142,8.

No sentido Sul-Norte, o trecho de restrição vai da Rua Nicola Pelanda, no bairro Pinheirinho, até a Estrada da Graciosa; no sentido Norte-Sul, da Estrada da Ribeira até a Rua João Chede, também no Pinheirinho. Nesses horários, esse tipo de veículo deve utilizar os contornos norte, sul e leste da cidade. Nos finais de semana, não há restrição de horário de circulação.

Em qualquer horário, os caminhões, assim como ônibus e veículos de grande porte, devem trafegar apenas pela faixa da direita da Linha Verde, conforme sinalização ao longo da via. Nos trechos de três faixas, é permitido o tráfego pela faixa central para ultrapassagens. As infrações são da categoria média e a multa prevista em ambos os casos é de R$ 85,13.
Não haverá custo para a Prefeitura com a utilização das novas funções dos radares. Atualmente, existem 12 pontos de radares na Linha Verde, seis no sentido São Paulo e seis no sentido Porto Alegre.

Fonte: Bem Paraná




Um comentário em “Radares vão controlar circulação de caminhões em Curitiba

  • 25/12/2013 em 11:40
    Permalink

    Já vai dar briga lá em “casa”. a empresa solta os caminhões justamente nesses horários, e o motorista que “se vire”.
    Não tiro a razão de ser da restrição, afinal Curitiba tem mais carro que árvore, ou mais carro que gente, meu Deus, nunca vi tanto carro, e tanta gente com vontade de comprar carro….
    Mas quanto aos caminhões, eles estão invadindo o interior dos bairros, e eu sou o primeiro a fazer isso, afinal o chefe quer que seja ali por dentro.. Mas eu prefiro esperar o final da restrição, com o veículo parado do que me arriscar por dentro dos bairros, ou pegar o congestionamento no contorno.
    É o velho jogo de empurra. Falta estrada no Brasil. Curitiba, nem tem direito um rodoanel completo, quando já deveria ter mais uns 4 rodoanéis. Sempre pensam pequeno ematéria de infraestrutura. Rodovia decente tem que ter ao menos 4 pistas pra cada lado, mas no Brasil, quando é duplicado, é muito, e pra agilizar o processo, o DNIT manda colocar radar de 60km/h atravancando tudo, engavetando tudo, parando o fluxo, e estrangulando o país.
    Em breve a 376 e a 101 em SC irão virar uma verdadeira fila gigantesca. Entrarão em operação radares absurdos e inexplicáveis de 60 km/h em áreas que eles consideram de maior fluxo.
    Mas para “”melhorar” a situação, eles vão colocar radar!!!
    é o cúmulo da BURRICE DNIT! Até a PRF já percebeu (antes tarde do que nunca) que os limites de velocidade nos postos da PRF acabam ocasionando lentidão no fluxo, engavetamentos, saídas de pista, e congestionamentos!! Tudo pq tem uma maldita placa de 60km/ na frente dos postos, e todo mundo anda a 50km/h, logo, o cara de trás anda a 45km/h, e o outro a 43km/h, e o próximo a 39km/h, e o outro, a 30km/h….. e PLIM!*!*! surpresa!! ESTÁ TUDO PARADO! graças aos domingueiros e à limitação dos postos dos guardas..

    Radar de 60km/h em rodovias????

    …..PLIM !*!*!
    ..SURPRESA….
    entenderam?

Fechado para comentários.