Veículos novos irão ter espete mais fino

pneu mais fino




Um alerta para os motoristas: tem muito carro saindo de fábrica com o estepe mais fino que os pneus normais. Essa mudança economiza espaço no bagageiro, mas requer cuidado extra do motorista.

Os estepes finos, que parecem até pneu de motocicleta, viraram tendência e equipam diversos modelos de automóveis. Eles pesam menos, o que melhora o desempenho, e ocupam pouco espaço. Mas se o motorista precisar usar esse estepe tem que dirigir com muito mais cuidado: em baixa velocidade e só por alguns quilômetros – até chegar à borracharia mais próxima.

A cada 15 dias é importante fazer a calibragem dos pneus. Antes de viajar, é fundamental.

Pneus descalibrados aumentam o consumo e podem até fazer o motorista perder o controle do carro.

Não se esqueça também de checar o estepe.

Algumas montadoras aumentaram o número de veículos que saem de fábrica com um estepe menor que os outros pneus do carro.

A largura é quase a metade de um pneu normal.

“É assim que é usado nos Estados Unidos e na Europa. A função do estepe é, em caso de emergência, chegar até o borracheiro mais próximo e trocar a roda, trocar o pneu do carro”, explica a gerente de vendas Silvana Coqueto.

“Eu achei legal. Fica uma coisa mais leve dentro do carro e quando coloca a pessoa tem a obrigação de trocar logo e botar de volta o que estava rodando”, diz um motorista.

“É estranho, né? Quanto à segurança, até acho que compromete um pouco. Se você está na estrada, tem que usar o estepe e está longe de casa, viajar muitos quilômetros, avalia outro motorista.

Especialistas orientam que é preciso ter muito cuidado na hora de usar esse tipo de estepe. Ele pode comprometer a segurança do carro e até provocar acidentes.

Isso pode ocorrer principalmente em alta velocidade.

“Ele vai perder dirigibilidade, ou seja, controle do carro em curvas, por exemplo, vai perder frenagem, ou seja, vai precisar de um espaço maior para parar o carro. O limite máximo de velocidade indicado pela montadora é 80 km/h. Mas o carro fica muito instável. Então, até 70 km/h, 60 km/h está muito bom”, explica o engenheiro mecânico Denis Marum.

O especialista lembra ainda que há modelos importados vendidos no Brasil e que vêm de fábrica sem estepe. Mas, nesse caso os pneus do carro são reforçados.

“Por ter uma lateral resistente, ele se mantém com as dimensões praticamente originais, apesar de murchos. Então você pode rodar até 100 km com esse pneu até chegar num local de reparo”, diz Marum.

Em nota, a Associação Nacional da Indústria de Pneus diz que os pneus mais finos são identificados com a letra “T”, que significa temporários. E que são seguros se usados conforme a indicação do fabricante do veículo.

Fonte: Editora Na Boléia




Um comentário em “Veículos novos irão ter espete mais fino

Fechado para comentários.