Caminhoneiros formam fila para descarregamento em armazém de MG

caminhoes parados

Cerca de 500 caminhoneiros estão parados no armazém da Companhia de Armazéns e Silos de Minas Gerais (Casemg) em Uberlândia para descarregar os grãos. A fila na Avenida José Andraus Gassani começou a se formar na última segunda-feira (13). O problema, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte, Célio Moreira, é que eles não conseguem descarregar. A Casemg informou que houve uma sobrecarga e, por isso, não está sendo possível atender a demanda.

O presidente do sindicato confirmou a informação repassada pela Casemg. “A informação é de que vieram muitos caminhões e também não tem vagões aqui suficientes para poder fazer a descarga”, comentou.

LEIA MAIS  Grupo Martelli renova frota com 171 Volvo FH 540

Nas carrocerias, há cargas de milho e soja. Além da espera, os trabalhadores não concordam com os honorários pagos pela empresa. “A proposta é de pagamento pela metade, ou seja, R$ 0,50, e a lei fala em r$ 1 tonelada/hora”, questionou o presidente do sindicato.

O caminhoneiro do Mato Grosso, David Augusto Santana, aguarda desde a última segunda-feira (13) para descarregar 38 toneladas de milho. “Banheiro nós não temos, comida praticamente é precária. Não tem condição e nós estamos numa situação aqui muito triste”, lamentou.

LEIA MAIS  Governo discute novas linhas de créditos para caminhoneiros

A Casemg informou que o normal é receber entre 80 e 90 caminhões por dia, mas que estão recebendo 130 e, por isso, estão sobrecarregados. Ainda de acordo com a empresa, a partir de sexta-feira (17) passaram a funcionar 24 horas para atender a demanda. Sobre o pagamento dos caminhoneiros, informou que é de responsabilidade das transportadoras.

Fonte: TV Integração