Cargo extrapesado estreia na estrada

revista-carga-pesada-cargão




São dois modelos, 2042 e 2842, com capacidades respectivas de 49 t e 56 t de PBTC. O veterano do ramo, Lourenço Domingos, gerente-geral da Pisa Caminhões, de Contagem (MG), frisa que está apostando no segmento, ao qual dispensa “especial atenção”. Dispõe de unidade tratora só para test-drives e mantém master-driver exclusivo para entregas técnicas. Além disso, o mencionado profissional está preparado para acompanhamentos em viagens com o motorista do cliente, sempre visando o aproveitamento máximo da máquina.

O Cargo de 420 cv adota um trem-de-força de alta tecnologia. A começar pelo motor Cursor 10, fornecido pela Fiat Power Train (FPT), do qual se espera a tão desejada economia de combustível. E que venha dos seus 10,3 litros de cilindrada e cerca de 200 kg a menos de peso morto do bloco, em relação aos concorrentes de 12 e 13 litros. Seu turbo de geometria variável garante o enchimento dos cilindros em morro acima. O engenho permite o máximo aproveitamento do seu torque máximo plano de 1.900 Nm (194 mkgf) entre 1.050 e 1.550 rpm. As primeiras médias de consumo foram ‘pescadas’ oficiosamente de um distribuidor Ambev (bebidas) de Teófilo Otoni (MG). De lá até Belo Horizonte, sua marca é de 2,6 a 2,7 km/litro. O implemento é a carreta vanderleia, sob 32 ~35 t (ida e volta).

Lourenço diz que a Casa vendeu mais de uma dezena de unidades do Cargão. Das primeiras negociações, participou a consultora Shirley Ramos, novata no trecho, cuja estreia não poderia ser mais apropriada. Ela informou que a unidade 6×2 (2842) foi para a Trial – Transportes Industriais, Armazenagem e Logística Ltda., de Sarzedo, região metropolitana de BH. Seu diretor de operações, Aladir de Paula Lima, nega que esteja fazendo experimentações. “Tivemos bons resultados com o Cargo 3133”, comentou. Daí seu interesse em adquirir o Ford extrapesado.

A transportadora é um braço do Grupo Alcicla, com sede em Betim (MG), “tem fundição própria e inicia no mercado com construções de armazéns em Sarzedo”. Sua frota conta com 21 unidades de diversas marcas, todas na configuração 6×2. O Cargão também puxará vanderleia. Já o cavalo-mecânico 2042 (4×2) foi entregue à RA Transportes, também de Contagem, que opera outros conjuntos, todos agregados na Fedex Brasil. Sua operação é a puxada de carreta-baú de três eixos.

Fonte: Revista Carga Pesada Texto de Luciano Alves Pereira