FPT Industrial alcança a marca de 6 milhões de motores produzidos na planta de Foggia, Itália

motores FPT




A planta da FPT Industrial de Foggia, na Itália, alcançou no último mês a marca de seis milhões de motores leves produzidos desde sua inauguração, em 1977. A fábrica, que possui 1700 colaboradores e uma capacidade de produção anual de 325 mil motores e 400 mil eixos, iniciou sua produção com a Série 8140, conhecida como motores Sofim, que até 2006 já marcavam quatro milhões de unidades produzidas.

Graças à versatilidade e confiança, os motores da série 8140, com capacidade de 2,5 litros e, posteriormente, 2,8 litros, foram utilizados ao longo dos anos para aplicações em veículos comerciais leves de clientes como a Iveco, Renault e a Fiat Auto, além da indústria marítima e de geração de energia.

A eficiência da planta de Foggia com motores leves foi confirmada em 2000, quando a Série F1 entrou em produção, inicialmente apenas com a versão de 2.3 litros, e depois com a versão de 3 litros, em 2003. Considerado um dos mais econômicos da categoria, os motores F1A, de 2,3 l, e o F1C, de 3l, garantem máxima eficiência e significativa redução no consumo de combustível, além de menores custos com operação. Essas qualidades se comprovam ao serem utilizados em veículos líderes em vendas como Iveco Daily, Fiat Ducato, Mitsubishi Fuso Canter. Até hoje já foram produzidos dois milhões de unidades de motores F1 em Foggia.

Desde 2001 a planta de Foggia também produz eixos de motores que são utilizados não apenas para os motores F1, mas também para a Série NEF e F5 em Turim e na América do Sul.

Como todas as fábricas da FPT Industrial, a planta de Foggia também está implantando o World Class Manufacturing – WCM (Produção de Classe Mundial), sistema de produção estruturado e integrado que engloba todos os processos da fábrica, da segurança ao ambiente, da manutenção à logística e qualidade. O objetivo é melhorar continuamente o desempenho da produção, buscando a eliminação gradual dos resíduos, a fim de garantir a qualidade do produto e uma maior flexibilidade na resposta às solicitações dos clientes pelo envolvimento e motivação do pessoal que trabalha nas fábricas.

Na América Latina, na unidade industrial da FPT Industrial de Sete Lagoas, espera-se alcançar este ano a marca de 500 mil motores diesel produzidos desde o inicio das operações da empresa na região.

Fonte: FPT Industrial





Deixe sua opinião sobre o assunto!