Produção de caminhões no Brasil cresce 43% em 2013

Volvo FH




Em 2013, a produção de caminhões no Brasil alcançou a marca de 190.304 unidades, com destaque para semipesados (72 mil) e pesados (67 mil). O número representa um crescimento de 43,1% se comparado com o ano anterior, quando foram fabricados 132.953 caminhões. Já a produção de ônibus teve alta de 9,5% na comparação com 2012, chegando a um total de 40.111 unidades.

Os dados foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e acompanham o ritmo acelerado do setor em 2013, que registrou recorde histórico na produção, com alta de 9,9% e 3,74 milhões de unidades de autoveículos produzidos. Conforme a entidade, os resultados foram impulsionados pelo bom desempenho das exportações, do agronegócio e pela substituição de veículos importados por nacionais.

Licenciamentos

Ainda conforme o levantamento, foram licenciados 151.175 caminhões e 32.896 ônibus, com crescimento de 12,2% e de 14,5%, respectivamente, na comparação com 2012.

Entre as fabricantes associadas à Anfavea, foram licenciados mais caminhões da Iveco no segmento dos semileves; da Mercedes-Benz no caso dos leves e ônibus; da MAN (Volkswagen caminhões e ônibus) em médios e semipesados; e da Scania entre os pesados.

Exportações

As exportações também cresceram em 2013. Foram vendidos 25 mil caminhões para o exterior, o que representa uma alta de 4,7%, e 9,7 mil unidades de ônibus, uma elevação de 12% em relação ao ano anterior.

Para a Anfavea, apesar dos resultados positivos, há desafios a serem superados. Conforme o presidente da entidade, Luiz Moan Yabiku Junior, o Brasil é, hoje, o quarto maior mercado do mundo, mas o sétimo maior produtor. “Para subirmos nesse ranking, temos que melhorar nossas condições de competitividade”, avaliou.

Fonte: Agência CNT de Notícias Texto de Natália Pianegonda