Caminhoneiros não conseguem sair de Guajará-Mirim-RO

Caminhoneiros não conseguem sair de Guajará-Mirim-RO (2)




Desde o dia 12 de fevereiro, vários caminhoneiros estão estacionados, em Guajará-Mirim (RO) sem saber quando poderão retornar para as suas casas. A BR-425, que dá acesso à BR-364, foi fechada por causa da cheia do rio Araras, que desemboca no Rio Madeira, na região do município de Nova Mamoré. Postos de combustíveis e pátios das empresas estão lotados à espera de uma posição das autoridades. Um desvio de 140 quilômetros foi feito, mas a condição da estrada não suporta veículos de grande porte.

João Carlos Bugganica, é de Curitiba e está há oito dias em Guajará com o caminhão carregado com produtos de uma distribuidora. “Ninguém dá informação. A empresa diz que não pode fazer nada. Uns falam que vamos sair em 40 ou 60 dias. Nem polícia, nem Bombeiros, ninguém deu um parecer”, reclama o motorista.

“Banho é dois reais aqui, o almoço custa R$ 22,00. Ninguém veio perguntar se a gente precisa de alguma coisa. Nada”, conta o Paulo Sérgio Faccio, carreteiro do Paraná.

“Imagina ficar fora de casa? A gente ganha comissão e ninguém fala nada pra gente, estamos jogados aqui”, reclama Adilson Ferreira, de São Paulo.

José Simões Tavares, procurou notícias, sem sucesso: “Nossa situação é ruim. Estamos desde o dia 12 sem conseguir sair, parece que tem um desvio, mas ninguém vem falar. Procurei a prefeitura, mas eles disseram que o desvio fica fora do município, então, não podiam falar nada. Temos filhos que estudam e estamos sem solução pra ir embora. A gente precisa pagar as contas”, afirma o motorista.

Caminhoneiros não conseguem sair de Guajará-Mirim-RO (1)A tenente Cristina do Corpo de Bombeiros, explica a dificuldade do acesso ao desvio. “O caminho alternativo pela linha 29 D não é um trajeto que comporta caminhões pesados. Tem trechos muitos difíceis, que caminhões atolam e estragam a estrada, que é o único acesso disponível no momento à cidade. Uma equipe de engenheiros do DNIT e Exército reconheceram os pontos críticos da estrada e falou que caminhões de grande porte não aguentam atravessar. Por isso, existe um posto de triagem da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar para selecionar os caminhões que podem passar pela via”, diz.

Francisco Sanchez Mendonça, chefe da comissão da Defesa Civil, conta que está à disposição dos caminhoneiros.  “Quando soubemos dessa posição dos motoristas fomos averiguar a situação dessa categoria. A rota alternativa, pela linha 23, que sai entre Jacy e Nova Mutum, está passando caminhões para abastecer a cidade, mas as pontes dessa estrada não aguentam as carretas grandes e carregadas, e, se passarem, ficaremos isolados novamente”, alerta.

Na linha 23 um bueiro se abriu depois que os caminhões tanque passaram pelo local.  A Defesa Civil em parceria com empresários enviaram uma pá carregadeira para restaurar a estrada. Nesta terça-feira (18) a linha 23 deveria estar liberada novamente.

Os motoristas sem carga poderão voltar, segundo Francisco. “Os carregados não têm condições. A Linha 29 só passa carro pequeno. Enquanto isso, vamos ver uma estrutura para suporte para os motoristas. A prefeitura vai disponibilizar todos os recursos para isso”, esclarece.

Sanchez também afirma que em Guajará-Mirim a questão preocupante é apenas em relação aos suprimentos, pois ainda não há pontos de alagamentos na cidade e o rio se mantém normal.

Fonte: Rede Amazônica





5 comentários em “Caminhoneiros não conseguem sair de Guajará-Mirim-RO

  • 07/04/2014 em 17:58
    Permalink

    Olá negadinha do trecho. O negócio é ter calma, fazer churrasco, beber cerveja, e jogar baralho. Um dia a agua abaixa, e vcs vão estar super descansados, e vão ter bastante assunto para contar.

    Resposta
  • 19/02/2014 em 20:00
    Permalink

    NOSSA ESCAPEI DESSA POR SORTE DE DIAS,SOU CAMINHONEIRO DA COOPERCARGA, ESTAVA LÁ NO INICIO DE FEVEREIRO CLEANTO COELHO

    Resposta
  • 19/02/2014 em 18:37
    Permalink

    eu que diga meu caminhao esta em guajara mirim desde a quarta feira passada dia 12/02 e ninguem da as horas pra nos,lasque-se caminhoneiros

    Resposta
  • 19/02/2014 em 12:34
    Permalink

    e a nossa ilustre presidenta com sua equipe de ministros tambem incompetentes constroem estadio em manaus e a população que nem estradas tem ela deixa todos no prejuízo , como um pais pode ir pra frente desse jeito

    Resposta
  • 19/02/2014 em 11:17
    Permalink

    E que venha a copa do mundo… vivaaaaa brasil..

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!