Marcopolo mostra para presidente Dilma Rousseff vídeo com a tecnologia de audiodescrição

por Blog do Caminhoneiro

marcopolo-g7-2011A Marcopolo, sempre voltada às questões sociais e ao cuidado com as pessoas portadoras de deficiência, apresenta hoje, dia 20 de fevereiro, para a presidente Dilma Rousseff, na Festa da Uva, um vídeo institucional da empresa com a tecnologia de audiodescrição. Assim, se torna a primeira companhia no Brasil em seu segmento de atuação a lançar um vídeo com ferramenta que possibilita aos deficientes visuais compreenderem, de forma independente, tudo o que é mostrado na gravação.

Segundo Walter Cruz, gerente de Estratégia e Marketing Corporativo da Marcopolo, a ideia de lançar um vídeo totalmente acessível a cegos surgiu em Brasília, em maio de 2013, quando a empresa apresentou, ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o seu programa de inclusão Envolver. “Na ocasião, o Envolver foi considerado um exemplo de inclusão de pessoas com deficiência em ambiente profissional. O programa nasceu da constatação de que muitas pessoas com deficiência não possuíam a qualificação profissional requerida e, por isto, não podiam trabalhar. O nosso compromisso é criar oportunidade para que outros possam conquistar também o seu espaço”, explica o executivo.

Em trabalho que consumiu aproximadamente seis meses, a Marcopolo preparou um vídeo que descreve os cenários e as ações de cada personagem. Dessa forma, mesmo sem enxergar, é possível compreender integralmente o conteúdo do material.

No vídeo com audiodescrição, todas as informações são narradas por uma terceira pessoa. Expressões faciais e corporais que comuniquem algo, informações sobre o cenário, figurinos, efeitos especiais e mudanças de tempo e espaço, percebidas facilmente por meio da visão, são narradas. A leitura de créditos, títulos e qualquer informação escrita na tela também ganha audiodescrição.

As descrições acontecem nos espaços entre os diálogos e nas pausas entre as informações sonoras do filme, nunca se sobrepondo ao conteúdo sonoro relevante, de forma que a informação audiodescrita se harmoniza com os demais sons. A audiodescrição também pode ser utilizada em outras atrações que dependem da visão para serem compreendidas, como programas de TV e peças de teatro.

“Isso permite que o usuário receba a informação contida na imagem ao mesmo tempo em aparece, possibilitando que a pessoa entenda o vídeo da mesma forma que alguém que enxerga”, revela Walter Cruz.

Lançado em 2008, o programa Envolver tem ótimos resultados na inclusão de pessoas com deficiência no ambiente de trabalho da empresa. O grande diferencial, no entanto, é a qualificação profissional e adaptação ao ambiente fabril que acompanha a contratação dos candidatos. Hoje, são 412 colaboradores com algum tipo de deficiência nas unidades de Caxias do Sul e outros 93 na Marcopolo Rio.

Fonte: Marcopolo

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

Artigos relacionados

1 comentário

juliano 22/02/2014 - 13:04

O dia que essas empresas pararem de puxar o saco do governo e exigirem medidas reais e concretas a este país, talvez o negócio vá pra frente.

Agora todo mundo quer ser “social” “bom moço” “preocupado”.. e as empresas e o povo continuam tomando no **.
O dia que acordarem que o governo só atrapalha o povo, ai vamos pra frente.
A Marcopolo devia é mostrar isso pro povo em geral, e não ficar tentando puxar o saco do governo.
quem puxa o saco de governo esquerdista só está preparando pra tomar no c* no futuro…

Reply

Escreva um comentário