Greve nas estradas pode desabastecer o país na copa

greve dos caminhoneiros 3

O Brasil poderá sofrer grave crise de desabastecimento, durante a copa do mundo, caso o Congresso Nacional, aprove, nesta terça-feira (18), o projeto de lei 5943-2013, que descaracteriza a lei 12619-2012.

A lei, que regulamente a profissão de motorista, garantindo principalmente segurança nas estradas, pode ser mudada para atender interesses do agronegócio.

O alerta é do presidente da Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de São Paulo, Valdir de Souza Pestana, que anuncia “uma greve nunca vista antes neste país”.

Ele estará em Brasília, nesta terça-feira (18), com sindicalistas rodoviários de todo o país, para acompanhar a votação, em regime de urgência, do projeto de lei.

“Se isso acontecer”, adverte Pestana, “sairemos dali e imediatamente traçaremos a estratégia de paralisação das estradas não por motivos econômicos ou reivindicatórios, mas apenas em defesa da vida”.

Também presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Santos e região, ele defende que o projeto seja encaminhado a comissões permanentes da Câmara para melhor análise.

O sindicalista cita as comissões de viação e transportes (cvt), trabalho, administração e serviços públicos (ctasp) e constituição, justiça e cidadania (cjc).

Pestana argumenta que a lei, quando projeto, tramitou, nas instâncias do legislativo federal. E defende que o mesmo aconteça, agora, com o projeto que pretende modificá-la.

LEIA MAIS  Caixa oferece crédito a caminhoneiros e juros podem ser de 2,29%

Estarão em Brasília, nesta terça-feira, representantes da FNDL (frente nacional em defesa da lei), CNTTT (confederação nacional dos trabalhadores em transportes terrestres) e suas federações.

As centrais Força Sindical, Nova Central (NCST) e UGT (União Geral dos Trabalhadores) também estarão presentes, junto com sindicatos filiados de todo o país.

Segundo Pestana, a defesa da lei tem apoio de, entre outros, representantes do Ministério Público do Trabalho, SOS Estradas e Anamatra (Associação Nacional de Magistrados da Justiça do Trabalho).

‘Greve não é locaute’

Valdir Pestana lamenta que o governo e alguns parlamentares aceitem os argumentos do presidente do MUBC (movimento união Brasil caminhoneiro), Nélio Botelho, que também é contra a lei.

“Essa entidade não representa os motoristas empregados no setor de transporte, mas sim grupos autônomos, que trabalham por conta própria, embora com assalariados, servindo principalmente ao agronegócio”.

O presidente da maior federação de rodoviários do país pondera que o MUBC tem feito locaute para pressionar o governo e os parlamentares e revisaram a lei dos motoristas.

Locaute, ou ‘lockout’, como está nos dicionários, é o fechamento de uma fábrica, usina ou estabelecimento pela direção, constrangendo os empregados a uma baixa de salário ou das condições de trabalho.

LEIA MAIS  Governo discute novas linhas de créditos para caminhoneiros

“Talvez as autoridades queiram ver o que é uma greve geral de verdade, em plena copa do mundo, para garantirmos os benefícios da lei aprovada e sancionada em 2012”, diz Pestana.

‘Projeto traz retrocessos’

Segundo Pestana, o projeto que será votado nesta terça-feira permite que a jornada de trabalho volte a ser indeterminada, ao contrário dos períodos ao volante determinados pela lei. Segundo ele, a lei teria evitado 1500 mortes desde sua publicação.

Entre os principais avanços da Lei 12.619, está o descanso de 30 minutos a cada 4 horas de direção, além de repouso diário de 11 horas a cada 24 horas trabalhadas, medidas essenciais para a redução do número de acidentes nas rodovias.

“Entre outros absurdos, o projeto permite a contagem do tempo de espera para carga ou descarga como período de descanso, sem direito a compensação”, explica o sindicalista. “Por isso, se necessário, iremos à greve. Sem luta não há vitória”.

Fonte: Diário do Litoral




42 comentários em “Greve nas estradas pode desabastecer o país na copa

  • 19/03/2014 em 17:53
    Permalink

    APOIO A GREVE SE TUMULTO CUMPRIMOS HORARIO E SO AUMENTAR O FRETE E SEM ESSE MERDA DE TRANSPORTADORAS NO MEIO DOS AUTONOMOS. PORRA GALERA SO AUMENTA DIESEL PEDAGIO AS GORGETAS DA PRF QUE NAO E MAIS CAFE E DIARIA NOS SOMOS ESCRAVOS E MUIIIIIIIIIIIIIIIIIIITO UMILHADO INFELISMENTE

  • 19/03/2014 em 10:31
    Permalink

    CARLOS……….. é tudo farinha do mesmo saco, cheia de gorgulhos, parasitas. Fingem defender, mas por trás do circo, fazem acordos em beneficio próprio.. Caminhoneiro autônomo é especie em extinção. Só será defendido se for pelo ibama.. rsrsrs Brincadeira.. Mas é fato, a fatia do mercado que atuam os autônomos, incomoda os grandes. Pois que toda semana surgem mais e mais empresas, sendo que a maioria nem caminhão tem. Se utilizam do autônomo para crescerem, competindo então com as grandes TNTs da vida. Por isto desejam o fim da categoria, para tornar impossível o nascimento destas novas empresas, Ficando assim os grandes grupos donos do mercado e, transformando o autônomo
    em empregado, ou, na pior hipótese; desempregado.

    Obs: Já postei o mesmo em outra matéria do blog..

  • 18/03/2014 em 21:25
    Permalink

    fico indiginado com tanto abisurdo com tanta bobagem que estes que dizem que sao os porta voz dos caminhoneiros que na verdade so luta so pelos seus ideais eles nao fala o que queremos ovir eles nao lutam pelo nosso ideal que por izenplo sermos tratado como trabanhadores e nao como bandido a começar pelos guardas rodoviarios donos de postos de combustivel empreza onde vamos carregar e descarregar valores de frete custo de viagem pedagio segurança na estrada nao sermos tratado como animais como drogado como a recor tratou generalizando todos sem esseçao o que falo para os meus netos e finho que saamos todos drogados entao manda este bando de safados tomar vergonha na cara porque eles que se dizem preocupado com a segurança dos motorista ir a merda na verdade estao preocupados com as eleiçoes em se promover em sima da categoria mais uma vez

  • 18/03/2014 em 11:56
    Permalink

    Esse cara é uma piada, para um cidadão que se preocupa com a segurança do motorista, o que ele anda fazendo da vida que não vai atrás do MP, PF, SSP de SP para que se faça alguma coisa em relação a roubo de caminhões e cargas. Porque não proclama uma greve para reduzir os custos do transportes. VAI A P.Q.P., não passa de um bosta.

  • 18/03/2014 em 11:53
    Permalink

    CAMBADA DE IDIOTA, TEM QUE ACABA É COM HORARIO E TER BONS SALARIO CHEGA DE COMIÇOES ;

  • 18/03/2014 em 10:32
    Permalink

    Estes caras dos sindicatos fizeram fortunas usando o motorista de caminhão como trampolim, escada. A maioria tem frota em nome de terceiros, laranjas, revendedoras de caminhões novos e usado, também em nome de laranjas, ou, na cara dura de filhos.Vivem com a bunda sentada na cadeira de seus escritórios,ou,na casa das(os) amantes, pensando numa forma de ganhar dos políticos ou empresários.Quem confiar nestes que se dizem representantes da categoria, um dia irão se arrepender. Provavelmente quando não existir mais o autônomo.

  • 18/03/2014 em 08:57
    Permalink

    É isso mesmo tem que parar,mas como sempre tem que ser experto,se programar para os dias de greve e ficar em casa,apoio esta greve, e saliento mais,NÉLIO BOTELHO DEVE SER COLOCADO COMO INIMIGO NUMERO 1 DOS CAMINHONEIROS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • 18/03/2014 em 03:31
    Permalink

    Algumas opiniões eu concordo, mas temos que levar em conta que o modal de transporte rodoviário brasileiro, não é totalmente evoluído. Na europa tentou-se implantar uma lei igual, que garantisse descanso para o motorista mas esbarraram como aqui no fator pontos de parada, porque o governo vetou os artigos em que ele era obrigado a construir e administrar esses pontos, será que estão preocupados com nossa segurança? ou só querem aumentar a arrecadação?, vejam vocês porque não obrigam as enfermeiras e os médicos a trabalharem 08 horas diárias eles também tem vidas em suas mãos, quantas vezes nós já vimos noticias de graves erros médicos e de enfermeiras, pois eles as vezes tem que trabalhar em dois ou mais empregos para ter uma renda satisfatória, vejam o exemplo da lei das empregadas domesticas, só serviu para gerar desemprego, pois se uma empregada trabalhar mais de um dia na semana cria-se vinculo empregatício, e agora muitas diaristas ficaram sem seu trabalho por quê, porque o governo quer aumentar a arrecadação, sou sim a favor de uma lei que proteja os interesses dos motoristas mas não que nós sejamos penalizados, penalizem os embarcadores e os lugares de descarga que as vezes caminhões virão deposito ambulante, fiscalizem as concessionarias que quando um caminhão precisa de socorro eles só colocam cones para alertar os “pé de breque” para desviar, enquanto isso nós aqui brigamos entre si e nem sindicato nem políticos estão preocupados conosco alias todos devem perceber o seguinte, este ano tem eleição e agora a nossa querida presidenta percebeu o tamanho da besteira então sigilosamente creio eu que ela não pode desfazer a caca e ela pediu ajuda a vários outros políticos,, assim nós e nossas famílias deveríamos mostrar a nossa indignação sabendo quem foi o artista que arrumou essa bagunça e a Dilma que não entende nada de transporte mas foi mal assessorada sobre a lei, não votemos nesse pessoal. Não duvido nada e posso até arriscar um palpite, a lei 12619 irá por agua abaixo como tudo aqui no BRAZIL com Z, e para aqueles que dizem que somos a pior classe, eu digo o seguinte: VOÇÊ É AQUILO QUE VOÇÊ PENSA, EU PENSO O SEGUINTE, PROCURO FAZER MEU TRABALHO O MAIS PERFEITO POSSIVEL MAS S OU HUMANO E SENDO TAL PODE ACONTECER FALHAS, MAS TENHO AMOR PROPRIO E VALORIZO MEU SER E MEUS COMPANHEIROS, por isso não devemos nós mesmos denegrir a nossa própria imagem, ate mais fiquem com Deus e TU DI BÃO!!!

  • 18/03/2014 em 01:07
    Permalink

    penso que o transporte brasileiro esta tudo errado,precisa ter uma pessoa para gritar em brasilia pois quando se fala em transporte no brasil só se fala em avião. quando se para numa bomba para abastecer o frentista não pergunta se está indo ou voltando para fazer o preço do diesel. porque então carga de retorno, é só ninguem carregar volta vazio, porque se alguem carrega é porque está ganhando algum coisa se não voltaria vazio…deixa essas BRASKEN da vida ficar com seus polietilenos encalhado lá por um mes que vcs vão ver se melhora ou não frete.basta que um homem desses que diz ser do sindicato ficar na porta dessas empresas nos polos e não deisxar carregar pra ver. pense bem pra vc não vai mudar muito ficar um mes sem carregar esses retornos ….

  • 17/03/2014 em 23:39
    Permalink

    Prezados,
    Já fui caminhoneiro e com muito trabalho e esforço tenho alguns caminhões e funcionários. Como já estive dos dois lados da moeda entendo que a situação está difícil para todos. Mas não adianta autônomo querer carregar direto no embarcador pois certas coisas não vão acontecer. As transportadoras existem, precisam existir e não somente de motoristas que seus quadros de trabalho são compostos. O que precisamos é nos unir como classe e reivindicar pontos comuns como por exemplo: diesel usado no transporte de cargas isento de impostos federais; pedágio por peso da carga (afinal é o peso que desgasta a estrada) e caminhão vazio não paga; motorista profissional aposentadoria com 30 anos de trabalho e recebimento pelo último salário integral de registro; fim da carga de retorno pois o custo por km é o mesmo na ida e ou na volta; isenção de IPVA para caminhões com placa vermelha; fiscalização de tempo de carga/descarga nos embarcadores/terminais/portos pelo ministério público com tolerância máxima de 4 horas de espera por evento; e nesses locais uma lei federal obrigando a ter pátio de espera com segurança, banheiros limpos e local de alimentação dignos. Nunca vi na minha vida profissional ninguém pleitear com vontade pontos dessa natureza. Precisamos antes de tudo ter a população nos apoiando e não sair bloqueando estradas e praticar vandalismo causando caos. Quer parar nosso país? Basta cada semana um setor parar de trabalhar…exemplo: deixamos de carregar combustíveis uma semana, na outra deixamos de transportar os carros das montadoras, na outra deixamos de transportar containers, na outra soja e assim por diante… se todos aderirem não se caracteriza locaute… gostaria de ver qual seria a reação do governo numa situação dessas… Pensem nisso !!!

    • 21/03/2014 em 02:06
      Permalink

      Caro Logan:
      Tenho a mesma opinião. O grande problema é que a nossa classe é muito desunida, o que torna muito difícil qualquer ação. Se a classe tivesse pelo menos conhecimento da força que possui, muita coisa já teria mudado e muita coisa seria resolvida com rapidez. Esses sindicados que se dizem defensores da categoria, não passa de um aglomerado de oportunistas que ganham muito dinheiro com essa conversa fiada. Nos meus 26 anos de profissão, nunca consegui entender como existem caminhoneiros que se propõem a colocar uma carga no caminhão recebendo valores de fretes que muitas vezes não pagam nem o diesel gasto na viagem. Sou autônomo e dirijo meu próprio caminhão, moro no nordeste e quando não encontro um frete digno, vou vazio até SP, onde tenho carga certa para o nordeste. Prefiro bancar as despesas que carregar pelo preço que pagam do nordeste para SP. Mas veja só: em algumas transportadoras daqui, sou dicriminado e também por alguns colegas. Se todos tivessem a mesma atitude minha, os fretes aumentariam certamente. Porém enquanto existir quem leve a carga, os embarcadores continuarão a agir da maneira que agem. A sua proposta de paradas por setor é uma idéia formidável, mas como colocá-la em prática? Como unir os profissionais de cada setor? Não temos representação para isso. Os motoristas de táxi, compram automóveis com isenção de impostos, porque nós autônomos não gozamos do mesmo direito? Simplesmente porque não temos representação e como consequencia não conseguimos união. Precisamos urgentemente criar uma bandeira e ter uma representação que realmente lute pelos interesses da nossa classe. Esses “bostéticos” que aí estão só estão interessados na contribuição sindical obrigatória que temos que pagar e não sabemos aonde vai parar ( com certeza nos bolsos dessa corja ). Enquanto isso não acontece, continua tocando a vida e não me submetendo aos caprichos de quem quer que seja. Se o tempo de espera para carga/descarga ultrapassa 4 horas, eu cobro pelo tempo excedente; não carrego excessos (só carrego carga leve); não carrego frete de retorno; não pago pedágio do meu bolso com o caminhão carregado; não carrego cargas muito valiosas; só uso caminhão até a quitação do financiamento. Com essas atitudes já colecionei alguns inimigos em varias transportadoras, porém a minha família vai muito bem obrigado.

  • 17/03/2014 em 22:41
    Permalink

    ANDRÉ… SERMOS HUMILHADOS E ESCORRAÇADOS POR TUDO QUE É CHINELÃO COM ALGUM PODERZINHO É A VIDA DO CAMINHONEIRO HOJE.

    Maso melhor de ficar em casa é não ter a população contra o movimento, sem falar que não seremos usados como MASSA DE MANOBRA por esta corja que sempre tira bons proveitos deste tipo de atitude..

    Alguem ai lembra do motorista assassinado com um pedaço de asfalto jogado contra o parabrisas..poucos… e a investigação achou o culpado.. não….e a familia deste colega, sabem como ficou.. não.. MAS EM MINHA OPINIÃO, QUEM JOGOU O OBJETO, FOI ALGUM DESTES PELEGOS QUE TIRAM PROVEITO NAS PARALISAÇÕES.

  • 17/03/2014 em 22:24
    Permalink

    É isso aí companheiros, vamos lutar pela redução das tarifas de pedágio, diminuição do preço do diesel, melhorias no valor do frete, principalmente numa metrópole como São Paulo onde caminhão grande só pode rodar à noite, tanta restrição! Concordo com o amigo LEOCOE, devemos parar os caminhões e ficar em casa, desta forma conseguiremos uma atenção melhor do governo e melhorias para a nossa categoria, sem sermos humilhados ou escorraçados pela polícia ao bloquear as rodovias.

  • 17/03/2014 em 22:22
    Permalink

    Quanto a estes sindicalistas é tudo balela, não vai haver paralisação nenhuma…. quero achar um autonomo que é contra aos ajustes que estão aprovando…. quero achar um motorista empregado que gosta de ficar 11 horas parado… bando de mentirosos, o negocio é trabalhar pra empresas que lhe pagam pelo que produz, trabalhou X horas, tá na conta…

    Agora se a empresa que vc trabalha nào lhe paga pelo que vc produz, peça suas contas e vá trabalhar por vizinho dela, pois ta faltando um monte de motoristas no brasil.

    Tomara que aprove… não tó na estrada e longe de casa pra brincadeira melhor que se regularize as 4 horas extras por dia e que a pernoite seja de apenas 8 horas – 4 horas extras por dia dá mais de R$1000 por meis. a pior situação possível é ter que ficar parado 11 horas nestas porcarias de beira de estrada.

  • 17/03/2014 em 21:55
    Permalink

    GILBERTO.. Quanto a suas perguntas. Não falei que obrigatoriamente o motorista deve rodar 15 horas dia..Fica a critério de cada um. Alem disto se vc parar nos moldes atuais da lei a cada 3 hs, meia hora parado, você não estará dirigindo 15 horas corridas. Nestas 15 horas que falei, inclui-se as paradas para almoço, café, janta, mijadinha.. etc.. Me refiro a ter apenas 9 horas de sono e não 11 horas. Quanto a ser escravizados e trabalhar 15, 16 hs direto, isto deve ser denunciado ao M.Trabalho se for empregado, ao Min. Público para averiguação de trabalho escravo e ao seu sindicato, se realmente acredita que fazem algo por regidos pela CLT. Mas como autônomo, acho que 15 horas de direção distribuídas entre paradas que já mencionei e 9 horas de descanso está mais do que bom. Isto totaliza 24 hs, sendo que se pode render muito mais desta forma. Desculpe-me se não me fiz entender.
    Obs: Quanto ao metalúrgico, trabalhar 8 e mais 2 horas extras. Bem, ai te digo o seguinte, não são caminhoneiros; voltam para casa todos os dias após o trabalho. Já no meu caso e da maioria DOS AUTÔNOMOS, desejam mesmo ir e vir o mais breve possível, para assim estar em casa com familiares. IMAGINE …. todos caminhões rodar apenas 8 horas e parar, a esculhambação que se tornaria os postos de parada, os acostamentos. Isto mesmo não parando todos ao mesmo tempo, alem do prejuízo em todos os setores da economia, por conta do atraso.

    No caso autônomos precisamos mesmo é uma tabela justa de frete, dando fim ao frete retorno ( uma invenção de exploradores), pois a quilometragem ida e volta sempre é a mesma, não existe estrada que encurte o trajeto de volta..

  • 17/03/2014 em 21:17
    Permalink

    Acho que os motoristas tem direito sim de trabalhar 8 horas por dia, e acho também que tem que ganhar um salário justo por isso. mas acho que o autônomo ou ou a empresa dona do caminhão, tem que receber um frete justo para ter condições de deixar um caminhão parado durante 106 horas semanais. pois é isso que a lei prevê. 14 horas por dia mais 36 horas continuas por semana. Todos sabem que isso é impossível, pois hoje se trabalha sem parar e o faturamento é uma “M” para motorista e patrão. Gente essa lei veio mesmo é para o governo arrecadar mais imposto em cima do trabalhador, que agora terá que ter todo o salário ganho declarado na folha. E sindicato nem motorista nem patrão tem o que o defenda, na primeira oferta de dinheiro fácil os lideres recuam e deixam a luta de lado. Não esqueçam, estamos no Brasil.

  • 17/03/2014 em 21:15
    Permalink

    caminhoneiro que e registrado ele ja tem horario é so compri
    poi guando esta na empresa tem horario de entra de almoça e sai no fim do dia
    é so fazer o mesmo na estrada

  • 17/03/2014 em 20:50
    Permalink

    diz pra eles ir pra fila de espera de carregamento de uma multinacional que não vou dizer o nome mas fica em Uberlandia vc tem que ficar dia e noite acordado ouvindo o auto-falante pra vc não perder a vez e ainda tem que assinar um termo dizendo que vc está descansado a mais de 11 horas um absurdo

  • 17/03/2014 em 20:48
    Permalink

    somos a pior classe q existe,brigamos para nâo trabalar,carregamos o dobro do peso permitido,aumentamos de bi-trem par nove eixo,e ainda paramos os caminhoes para beneficiar puliticos q arrecada dinheiro com nossas manifestaçôes,
    eles nao estao tentando baixar disel nem pedagio,muito menos para aumentar o frete.quantos vc conhece q foram beneficiado no pro caminhoneiro,se vc for autonomo ai e pior.temos q ter condiçâoes de termos veiculos melhores q de segurança na estrada para o motorista e principalmente aos carros menores,,,

  • 17/03/2014 em 20:45
    Permalink

    caminhoneros tei qi para obrasil no dia da copa ai qero oqi os politiko vao faser voseis tei omeu poiyo bele

  • 17/03/2014 em 20:31
    Permalink

    Estou com o Nélio. Se as empresas transportadoras querem, mas querem mesmo esta lei em vigor, que se faça o seguinte: Transportadoras ficam com a lei e os autônomos (que na verdade são os que dançam conforme a música) que façam o seu próprio descanso. Hoje eles já fazem e são poucos os que se matam de tanto trabalhar. O que não podemos fazer é acabar com a categoria de autônomos, pois como eu já disse: caminhoneiro transporta progresso! Eu tenho visto o salário que algumas empresas pagam a motoristas : são uma exploração sem tamanho. Só estou esperando para ver o que pagarão para os motoristas importados de países vizinhos. Logo estarão trazendo motoristas de Cuba.
    Quanto aos caminhões “velhos”, deveriam continuar rodando, desde que houvesse uma fiscalização (não daquele tipo para destruir o caminhoneiro autônomo), mas uma que lhe desse prazo para ir arrumando o que for encontrado e que possa por em risco a vida do motoristas e de terceiros.

  • 17/03/2014 em 20:25
    Permalink

    issso é uma vegonha

  • 17/03/2014 em 20:25
    Permalink

    GENTE ! ESTAMOS ESQUECENDO DO ALTO PREÇO DO DIESEL E AS TARIFAS DE PEDAGIO,,,,,,,,,ISSSSSSOOOOOOO ÉÉÉÉÉÉÉÉÉEÉ´UMMAAAAAAAAAAA VERGONHA

  • 17/03/2014 em 19:32
    Permalink

    Frete de empresas é uma vergonha. e tem carreteiro autônomo que carrega, mesmo sabendo que não vai ter lucro. Não dá para entender.?
    Tem que acontecer uma paradeira geral, para ver como fica este descaso com a classe.
    Salário não se fala, VERGONHOSO ………

  • 17/03/2014 em 18:22
    Permalink

    ESPERO QUE AGORA ACONTEÇA ALGUMA COISA …………………….

  • 17/03/2014 em 16:51
    Permalink

    PARABÉNS SEU NÉLIO CONTINUE EM NOSSO LADO SEMPRE

  • 17/03/2014 em 16:44
    Permalink

    1,000 caminhoneiros morreram ano passado nas estradas do brasil !

  • 17/03/2014 em 14:28
    Permalink

    A maior forsa e a nossa categoria temos que se unir parra consegir , em outro asunto estou indigigado porque estao proibindo os caminhoes com mais de vinti anos a caregarem na ciderurgica uziminas em cubatao ,se os caminhoes servem parra tramportar alimentos parra todo o pais nao podem caregar ferro entao pesso o apoio nas redes sociais parra protestar, meu caminhao e velho mais sempre entregei as cargas com pontualidade isso e uma umilhasao ,

    • 17/03/2014 em 16:47
      Permalink

      PARABÉNS COMPANHEIRO ISSO MESMO AGENTE TEM OS CAMINHOES VELHOS PQ AGENTE TRABALHA HONESTAMENTE E O FRETE É BAIXO E AS GRANDES EMPRESAS COLOCAM PESOS ABSURDOS NOS CAMINHOES NOVOS E AI ABAIXA OS FRETE GOSTEI DAS PALAVRAS VAMOS NÓS UNIR ME AGUARDE ESTAMOS NOS UNINDO DE UMA FORMA DIFERENTE COM O PROJETO QUE ESTOU DESENVOLVENDO AINDA PRA ESSE ANO VAMOS MOSTRAR A NOSSA FORÇA SEM GREVE TUDO DENTRO DA LEI OK

  • 17/03/2014 em 12:55
    Permalink

    Concordo que deve haver uma paralisação. Porem os caminhoneiros devem não carregar e, ficar em casa. não causando tumulto em rodovias. Isto de causar transtornos em rodovias, só beneficia a uns poucos.Nenhum destes que se dizem representantes da categoria, de fato os representam. São apenas oportunistas, tentando tirar proveito para si próprios. A lei deve sim ser modificada, mas apenas no que se refere as 11 horas paradas a cada 24 trabalhadas e, as 36 horas a cada 44 horas semanais.. Deveria ser imposto paradas de 30 minutos como diz a lei, mas o período de direção estipulado em 15 horas, contando as paradas. Sendo que o descanso seria diário de cerca de 9 horas de sono.Quanto as 36 horas após as 44 trabalhadas, deveria ser obrigatório, somente ao estar na cidade de origem e residencia do motorista. O GOVERNO DEVERIA JÁ, APRESENTAR UMA PROPOSTA DE UMA TABELA NACIONAL DE FRETES POR KM, TERMINANDO COM A INCAPACIDADE DE RENOVAÇÃO DE FROTA DE CERCA DE 1 MILHÃO DE AUTÔNOMOS. TABELA ESTÁ, COM FORÇA DE LEI. SENDO TAMBÉM LIBERADO O CARREGAMENTO, A CONTRATAÇÃO DIRETA ENTRE EMBARCADOR E AUTÔNOMOS, SEM INTERMEDIAÇÃO DE EMPRESAS DE TRANSPORTE. POIS QUE EXISTEM MUITAS CARGAS DIRETAS.

    O resto é conversa fiada e desculpas para conquistarem BENEFÍCIOS, DINHEIRO PUBLICO PARA SUAS CONTAS BANCARIAS.

    • 17/03/2014 em 14:53
      Permalink

      Tô cuntigu i não abrô, essa lei(12.619 é a lei dos VAGABUNDOS, dos FOLGADOS, dos PILANTRAS) ta quebrando os autônomos

      • 17/03/2014 em 19:25
        Permalink

        Faço uma pergunta ao companheiro, a respeitos da carga horária. Porque em uma empresa por exemplo de metalúrgica só se trabalha 8horas diárias podendo no máximo fazer 02 horas extraordinárias? Também deixo mais uma pergunta ao companheiro porque só os motoristas como em seu pensamento tem que trabalhar 15 horas diárias? Me parece uma demagogia muita da pobre querer escravizar nos motoristas, que nesta sua opinião deveremos trabalhar 72 horas mensais. Pense um pouco em sua família que esta a deriva de sua presença, as vezes os filhos nos perguntar quem é esse homem que vem chegando em casa. Meus caros temos que manter o que já conseguimos com muito sacrifício, não subtrairmos. Pesamos deveremos melhorarmos mais a Lei, Vamos colocar estes patrões no volante de seus caminhões e viajarem 15horas como querem, duvido que vão deixar o ar condicionado e conforto de suas residências.

      • 17/03/2014 em 21:37
        Permalink

        Gilberto, mesmo que o caminhão não estiver rodando, você vai estar fora de casa. Se quer dar carinho para sua familia, e estar sempre ao lado dela está na profissão errada, arrume alguma que possa te fornecer o beneficio de estar todos os dias em casa. Essa lei funciona muito bem pra quem quer descansar, mas quem quer trabalhar não pode. Pago um caminhão, não posso me dar ao luxo de descansar quando não estou cansado, muito menos de não descansar quando estou cansado.

    • 17/03/2014 em 17:08
      Permalink

      verdade v se tem alquem q fala baixar diesel pedagio imposto qurero ver qual empreza ou autonomo q vai conseguir pagar as contas funcionario com esse lei nao me venham falar segurança essiisti reportagem na record motorista para pedagio bater pneu e essaltado imagine hora q der o horario de parar a onde vai estacionar lei primeiro mundo num pais quinto mundo sou afavor da lei primeiro pontos parada depois baixar diesel tabelar frete ja viu coisa de dourados p paranagua ex 120 reais t paranagua a dourados +- 60reais t sera q estrada de volta fica mais perto outra esse pessoal q usa drogas e so aprender carteira pronto o ministerio do do trabalho ta em cima querem q cumprem a lei ai voceis vao ver tanto desemprego se nao aumentar frete ninguem vai aguentar ai quero ver esse povo das cidade grande sou autonomo se frete ta baixo fico em casa faço uma viagem p mercado ai q se dane se faltar milho nos sadia seara aurora nas outras se vao buscar p ver qual e a despeza de um camnhao

    • 19/03/2014 em 21:53
      Permalink

      Eu também concordo com você, temos que descansar sim, mas essa lei temos que ficar muito tempo parado, se descansarmos 9hrs tenho certeza que é o suficiente para que não aconteça acidentes, também sou autônomo, eu ate concordaria com essa jornada de trabalho mas se alguém pagasse a metade da minha prestação.

  • 17/03/2014 em 12:46
    Permalink

    a verdade é uma só , vejam e compreendam bem essa reivindicação sobre a insalubridade que nos foi tirada, se não tivermos as horas respeitadas que então essas horas trabalhadas a mais sejam contadas para aposentadoria , pois quem trabalha 8 horas diariamente se aposenta com 35 anos de contribuição porem nós como vamos trabalhar quase o dobro temos todo o direito de termos essas horas convertidas em dias e assim dar a baixa em nossa carteira com essas horas convertidas e somadas juntas , só assim teremos justiça na profissão

  • 17/03/2014 em 12:26
    Permalink

    Olha eu acho um seguinte esse pais tá virando uma palhaçada total.,.Dizem que temos democracia!!!! aonde somos obrigados a votar nos cobram impostos absurdos e não temos hospitais decentes não somos respeitados como cidadãos de bem, não temos direitos de protestar ,estamos fazendo papel de palhaço nos cobram IPVA absurdo que é pra conserva as estradas e coçocam pedagios e todo mundo aceita calado ,agora querem votar essa lei tirando a garantia da nossa segurança .Estão querendo fazer greve agora? já deveria ter começado faz tempo
    a quanto tempo não temos segurança a quanto tempo estamos trabalhando de graça (fretes baixissimos)a quanto tempo a categoria esta abandonada, e só agora querem fazer greve…vamos acorda minha gente temos a faca e o queijo na mão pra fazermos do BRASIL um pais melhor mas estamos esperando sindicatos e outras pessoas ,não precisamos desses caras que só agem quando vão ter beneficios própios (ano eleitoral )ja passou da hora de arregassarmos a manga e ir em busca de melhorias reais ,chega de ouvir conversa fiada….

  • 17/03/2014 em 11:57
    Permalink

    mais quem vai parar,os motoristas ou dono de caminhão

    • 18/03/2014 em 07:41
      Permalink

      bastante q dono camnhoao vai parar estao todos endividado so as grandes transportadoras que vao aguentar o ferro esse tal de pestana ta fora da casinha nao sabe o q e transporte ele chega 6h da tarde vai p casa e nos beira da estrada sem banheiro sendo assaltado esperando as 11h vai se catar se diz presidente dos trabalhadores faça uma pesquiza com todos motorista p ver se alguem quer ficar beira da estrada se nao tem aonde parar ese pestana deve morar em outro pais nao pode q nao enxerga a dilma encheu financiamento e os idiotas dele comprar caminhao novo se alei funcionar como querem duvido q paquem prestaçao so aquelas tem caminhao so lavar dinheiro por eu sei qual despezas q tem ;quanto custa um pneu viu pestana compre um caminhao financiado contrate um motorista voce vai ver como funciona faça horario certinho pra ver quantos dia voce vai aguentar venhar carregar milho do ms para pr sc rs vai aguentar quem nao depende de camihao q tem outras atividades

Fechado para comentários.