Sistema informatizado eficiente reduz as filas de caminhões em Paranaguá

fila de caminhoes paranagua




O sistema de agendamento de cargas foi adotado há mais de 10 anos no Porto de Paranaguá, no Paraná, e depois de muitos ajustes, as filas acabaram.

A programação do porto é organizada de acordo com a ordem dos navios para atracar. Todos os dias, a equipe de logística se reúne para programar a chegada dos caminhões carregados de grãos.

As senhas para as transportadoras são liberadas de acordo com a carga de cada navio. O cronograma é feito com dois dias de antecedência e baseado na capacidade de armazenamento do porto, que é de 1 milhão de toneladas para os 10 terminais.

A exportação de grãos representa a metade de toda a movimentação do Porto de Paranaguá e a maior parte disso chega pelos caminhões, por isso, o sistema online, que organiza e monitora a chegada das cargas, melhorou não só a logística e a vida dos caminhoneiros, mas também a organização de toda cidade.

Antes da criação do sistema, as filas de caminhões faziam parte da rotina de Paranaguá. Quando chovia, o congestionamento chegava a 100 quilômetros de espera e muita confusão. O sistema carga online foi criado em 2001 e foi sendo aprimorado. O último registro de fila de caminhões a espera para descarregar é de 2012.

O motorista, que antes sofria por dias parado na estrada, passou a ter controle de quando chegar ao porto. Por mensagem de celular, ele sabe se a entrada do caminhão no pátio de triagem está autorizada ou não.

Fonte: Globo Rural

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL





Seu e-mail (obrigatório)






Um comentário em “Sistema informatizado eficiente reduz as filas de caminhões em Paranaguá

  • 07/03/2014 em 11:41
    Permalink

    Sou caminhoneiro autônomo e tenho duvidas quanto ao transito na chegada do porto de Paranaguá. Mesmo com a modificação do processo de descarregamento de caminhões onde somente podemos adentrar o pátio após liberação previa, é comum encontrar pequenas filas quando chegamos próximo a entrada do pátio. Como a via é de mão dupla e pista única, e para não parar na pista impedindo o transito, os caminhões param no acostamento. Dia 03 de Fevereiro as 22:30h horas por exemplo ocorreu o fato. Estava programado e liberado meu descarregamento de soja e quando cheguei próximo ao porto havia uma fila no acostamento, então aderi a fila no acostamento que se deslocava lentamente. Apareceu uma viatura da PRF e o policial de dentro da viatura me alertou que se eu permanecesse no acostamento seria multado. Alertou também mais dois caminhoneiros que estavam atrás de meu veiculo.Um deles imediatamente posicionou o caminhão sobre a pista e ligou as luzes de emergência prejudicando completamente o transito. Considerando que a falta de estrutura portuária para recebimento da soja não compete a nos caminhoneiros sinceramente acho uma tremenda falta de bom senso a abordagem do policial já que naquela situação não sei se o agente queria que eu optasse por infringir o artigo 253 do CTB ou retornasse para Curitiba. No meu leigo entendimento o artigo 29 do CTB que trata das normas gerais de circulação e conduta e claro quando diz no paragrafo V:” O transito de veículos sobre passeios, calçadas e e nos acostamentos, só poderá ocorrer para que se adentre ou se saia dos imóveis ou áreas especiais de estacionamento”. Considerando que eu pretendia adentrar uma área especial de estacionamento (pátio de triagem) sinceramente fiquei na duvida quanto ao que fazer nesta situação. Diante do exposto peço a gentileza de me informar como proceder nestas situações.

    Felicio Mileski

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!