Coluna Mecânica Online – Quem é o vilão do consumo de combustível? O carro ou o motorista?‏

consumo




O meu carro bebe demais, isso é normal? Fazer parte de um seleto grupo da imprensa brasileira que participa dos principais lançamentos automotivos e testa “in loco” os novos modelos, permite que colegas, amigos, internautas e até mesmo motoristas que encontramos pelo caminho, possam buscar mais das informações que agrupamos em nosso dia-a-dia, e claro, o consumo de combustível sempre aparece numa conversa assim.

Mas será que realmente é o motor do seu carro que bebe demais, ou a peça que fica entre o volante e o banco está fazendo por onde para um consumo mais elevado? É isso que nos revela uma pesquisa realizada pela Ford para conhecer comportamentos ao volante visando à economia de combustível. O resultado mostra que os motoristas podem economizar muito dinheiro adotando dicas básicas para reduzir o gasto com combustível.

O estudo com base em experiência prática indica que é possível um corte de até 33% no gasto anual e pode ter um peso significativo dependendo da quilometragem rodada.

LEIA MAIS  Transportes Cavalinho tem vagas para motoristas carreteiros

Thule-Bagageiro-Thule-PacificSegundo a pesquisa, 1) remover o bagageiro do teto pode proporcionar até 20% de economia; 2) pesquisar antecipadamente os postos que ofereçam menor preço pode trazer uma economia de 7%; 3) checar e calibrar os pneus antes da viagem, mais 4%; 4) e remover excesso de peso esquecido no carro, até 2%.

A pesquisa foi realizada com motoristas da França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido para identificar oportunidades de mudança no comportamento de direção. Ela foi feita com 5.700 pessoas e mostrou que 76% não calibram os pneus regularmente, 38% nunca removem o bagageiro de teto, 18% não pesquisam os preços de combustível e 17% sempre carregam itens extras no carro.

excesso_velocidadeO estudo revelou também outras oportunidades de diminuição do consumo de combustível – 71% dos motoristas admitem exceder os limites de velocidade, 42% não escolhem as rotas mais econômicas, 39% dirigem agressivamente e 14% usam o ar-condicionado ligado durante todo o tempo.

LEIA MAIS  Grupo Scapini abre vagas para motoristas carreteiros no Rio Grande do Sul

Hábitos de direção

A pesquisa mostrou que os motoristas italianos são os mais propensos a deixar itens desnecessários no carro (23%) e também a manter o bagageiro no teto (43%). Cerca da metade afirmou que nunca escolhe a rota mais econômica (49%).

Os motoristas alemães são os que mais correm (89%) e dirigem agressivamente (57%). Os motoristas franceses são os que menos checam a pressão dos pneus mensalmente (18%). Os motoristas espanhóis são os que mais deixam o ar-condicionado ligado (19%) e cerca de um quarto dos ingleses não pesquisa os preços do combustível.

O levantamento mostrou ainda que, depois de abastecer, até 45% compram outros itens por impulso. Os alemães são os que mais fazem gastos extras (63%), enquanto os italianos gostam de tomar café (28%) e as mulheres britânicas compram chocolate (19%).

Tarcísio Dias




Deixe sua opinião sobre o assunto!