Financiamento simplificado está de volta

por Blog do Caminhoneiro

scania-r-440_key_7A aguardada recuperação do mercado de caminhões ficou mesmo para abril. O primeiro trimestre do ano fechou em 30 mil 446 unidades comercializadas, baixa de 11,3% na comparação com os 34 mil 340 licenciamentos no mesmo período de 2013. Os dados foram revelados sexta-feira, 4, durante a apresentação de resultados da Anfavea.

O cenário é, contudo, alentador: segundo Luiz Moan, presidente da Anfavea, o BNDES confirmou na quarta-feira, 2, o retorno da PAC, Proposta de Abertura de Crédito, na modalidade simplificada. Assim, retorna a análise pelo próprio agente financeiro da proposta e da liberação do crédito, cabendo ao BNDES a ratificação.

24202Pelas regras vigentes neste complicado início de ano operava apenas a PAC convencional, na qual o agente financeiro apenas reúne e envia todas as informações do cliente ao banco estatal, responsável também por analisar o cadastro e aprovar – ou reprovar – o crédito.

“A volta do PAC simplificado pode significar um bom nível de oxigenação para o setor, com efeito imediato, pois as aprovações de financiamento ocorrem de forma mais dinâmica.” A expectativa para o impacto da iniciativa nos números, entretanto, é mais aguardada para maio.

Para Moan “o retorno do PAC simplificado, junto da alta dos desembolsos no bimestre, é a garantia de que o BNDES tem fundos suficientes para os financiamentos”.

Outro motivo para estimativa de retomada do mercado de caminhões é o programa de renovação de frota, que segundo Moan continua em debate. “Ele não parou mas não é simples implementá-lo. Continuamos trabalhando no programa, tanto que nos reunimos na semana passada com o governo para tratar do tema.”

Assim, em compasso de espera, março respondeu por somente 9 mil 239 caminhões vendidos, queda de 24,7% em comparação aos 12 mil 277 emplacamentos em março passado e de 11,5% ante os 10 mil 434 de fevereiro deste ano.

O ritmo das linhas de produção também recuou no trimestre, passando de 43 mil 83 unidades feitas no ano passado para 42 mil 433, baixa de 1,5%.

Em março foram produzidos 13 mil 688 caminhões, volume 18% abaixo do mesmo mês do ano passado, que respondeu por 16 mil 687, e 9% inferior às 15 mil 41 unidades de fevereiro.

Fonte: Portal Autodata

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

4 comentários

André 08/04/2014 - 09:31

Simplificado….no Brasil, é no minimo 30 dias de espera, umas 10 certidões, 10 comprovações, querem saber tudo da vida do autônomo, agora se for uma grande empresa acho que no mesmo dia libera o credito, com juro menor, maior prazo e carência, o Brasil eu não sei………………………

Reply
markline 08/04/2014 - 00:40

So voltou pq os estoques das fabricas estao abarrotados, impr3ssionante como as fabricas dao as cartas nesse governo, primeiro eles mandam o bnds facilitar o financ. se nao surtir efeito vao baixar o preco, lembrem-se , quem controla os precos e o mercado, aproveitem a situacao, e nao entra nessa .

Reply
evandro 07/04/2014 - 17:48

se ele deixasse os estadios e fizesse estradas e portos melhores as coisas iriam fluir melhor

Reply
Celestino G. Filho 07/04/2014 - 17:05

Ainda bem que o Governo está facilitando as coisas para quem trabalha e para os que querem trabalhar. Parabéns a todos os envolvidos. Esperamos que não haja nenhuma “pegadinha” no meio do processo.

Reply

Escreva um comentário