Testamos o Iveco Hi-Way 560 cavalos

Teste - Iveco Stralis Hi-Way (1)

A reportagem do Portal Transporta Brasil foi convidada pela Iveco para realizar um teste técnico com o caminhão top de linha da marca, o Stralis Hi-Way, e pegou a estrada para conhecer de perto o que este produto premiado na Europa, agora fabricado em Sete Lagoas (MG), se comporta na operação.

Nossa missão foi acompanhar um trajeto que partiu de Jundiaí, a cerca de 60 quilômetros de São Paulo, e seguiu pela Rodovia Dom Pedro I (SP-065) até a Serra do Igaratá, ao Norte da capital, na região das represas do Sistema Cantareira. A viagem completa totalizou 242 quilômetros, passando por Itatiba, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões e Nazaré Paulista, e voltando para Jundiaí.

O caminhão, no laranja tradicional que marcou o lançamento do Hi-Way, foi conduzido pelo especialista Demo Driver Tarcicio Filippetto, que fez questão de demonstrar todas as características do produto, como que realizando uma entrega técnica ao cliente: basculação da cabine, itens de série, acesso aos comandos de serviço e manutenção, características da carga, tudo foi explicado pelo profissional.

Teste - Iveco Stralis Hi-Way (2)O Hi-Way 560 cavalos com tração 6×4 atrelado a um bitrem carregado com peso de balança, 57 toneladas, iniciou o trajeto demonstrando a força do motor FPT Cursor de 13 litros e as facilidades trazidas ao condutor pela caixa automatizada de 16 velocidades. “O motorista, dentro deste caminhão, tem toda facilidade, como retomadas tranquilas e torque suficiente para operar com a carga máxima e não se cansar tanto. O caminhão dá uma segurança e um controle de todo o conjunto que deixa o condutor muito à vontade”, relatou o motorista.

LEIA MAIS  Iveco vence o Campeonato Europeu de Corrida de Caminhões

De fato, os recursos do Iveco Hi-Way à mão do motorista são muitos, e o modelo esbanja itens de conforto e facilidade para os condutores. A versão teto alto e a nova cama abrigaram bem este repórter, com quase dois metros de altura. O geladeira a bordo, os diversos porta-objetos, o ar-condicionado digital, a cortina elétrica de pára-brisa e o climatizador de baixo ruído chamam atenção.

A performance do caminhão também traduz bem o que se espera do modelo: o trajeto de 240 quilômetros, rodados em pouco mais de três horas, com velocidade média de 60 km/h, teve um consumo médio de diesel de 1,89 km/litro, considerável para um conjunto de 57 toneladas rodando em trechos urbanos, rodovias com alto tráfego e trechos em aclive e declive acentuados.

LEIA MAIS  Iveco apresenta nova Daily na Fenatran

A tecnologia também é um dos pontos altos do caminhão. O computador de bordo permite acompanhar dados como nível do ARLA 32, pressão dos circuitos de freio, tempo de funcionamento do motor e as médias de consumo. Todos os dados da operação, incluindo características de direção, podem ser baixados via uma tomada USB para o computador do usuário pelo sistema Iveco Frota Fácil, que permite a gestão do caminhão com dados reais e precisos.

O Iveco Hi-Way versão 6×4 com motorização Euro 5 de 560 cavalos pode ser encontrado no mercado brasileiro com preço médio de R$ 395.000,00, segundo a fabricante.

Fonte: Portal Transporta Brasil – Texto de Leonardo Andrade




19 comentários em “Testamos o Iveco Hi-Way 560 cavalos

  • 11/04/2014 em 15:02
    Permalink

    Eu so sei que este traveco ja tomou o lugar das mulas, (M.bens)

  • 08/04/2014 em 08:35
    Permalink

    Se fez 1.89 com 57T … Então imagina com 74T ? Que é o lugar verdadeiro que ele vai, ninguem vai comprar um 560 pra colocar num bitrem 7 eixos normal, 95% de quem comprar vai colocar num 9 eixos .

  • 06/04/2014 em 08:53
    Permalink

    nunca trabalhei com 9 eixos então não opino. consumo é um assunto muito controverso e importante para nós.. ao menos para o patrão :)

  • 05/04/2014 em 10:19
    Permalink

    um bitren fazendo 2,5 km litro carregado nas nossas estradas esburacadas cheias de curvas quebra molas etc.etc. realmente e maravilhoso

  • 04/04/2014 em 18:34
    Permalink

    Eu ja consegui media de 2.5km/litro com 57ton entao 1.89 para quem entende mesmo de consumo para um caminhao top de linha e muito alto ate parece o MERCEDES 2544

  • 04/04/2014 em 11:44
    Permalink

    O caminhao e o maximo so q o Teste tem que ser com a verdadera carga q esses caminhoes levam aqui no Brazil todos Os caminhoes andao com excesso d vz d botar 57tn bota 100tn so d carga e ver Como o caminhao s comporta

  • 03/04/2014 em 19:56
    Permalink

    1,89km/l com media de 60 km num caminhao com 57t e um consumo muito bom

  • 03/04/2014 em 17:10
    Permalink

    O caminhão é bom , vc roda 1000 km. desce e ainda dança uma baile.

  • 02/04/2014 em 19:28
    Permalink

    Consumo é o principal fator

  • 02/04/2014 em 15:33
    Permalink

    O motor 13 litros mais potente do mundo. Esse caminhão é show!

  • 02/04/2014 em 09:44
    Permalink

    As montadoras fazem a sua parte, oferecendo caminhões cada vez mais modernos e com tecnologia de ponta mas que são obrigados a trafegar PR estradas da idade média. Parabéns á Iveco pelo belíssimo caminhão e todos os recursos que ele proporciona

  • 01/04/2014 em 22:13
    Permalink

    Incrível o consumo… só a Iveco e quem não entende de caminhão para achar 1,89 km/litro um consumo normal, sem contar que o diesel utilizado é o S10. Façam o mesmo teste num Scânia ou Volvo atrelados a bitrem com o mesmo peso para ver o resultado. Com certeza será acima de 2,15 km/litro. O caminhão é muito bonito e moderno, mas com esse consumo continuará ‘jogando na 2a. divisão’…

  • 01/04/2014 em 22:06
    Permalink

    Belo caminhão, mas confesso que achei o consumo bem alto.
    Esse consumo seria mais adequado se estivesse em um 9 eixos, que acredito ser o maior mercado desse caminhão.

  • 01/04/2014 em 21:40
    Permalink

    UM SUPER CAMINHAO EM TODOS OS SENTIDOS …PARABENS IVECO.

  • 01/04/2014 em 17:54
    Permalink

    só 1.89 km por litro ?? bebe MUITO !!!!!!!!!!

    • 02/04/2014 em 14:13
      Permalink

      meu amigo se você é um motorista profissional igual á mim você saberia que não é um consumo alto pois o normal seria de 1,4 se tratando de um bitrem com 57 toneladas fica á dica quando for opinar tenha pelo menos conhecimento na area!

    • 05/04/2014 em 20:27
      Permalink

      O Iveco já vem com o bi-cama para o mecânico acompanhar o motorista. Mas a média é ruim, pesquisem outros.

  • 01/04/2014 em 17:45
    Permalink

    Estive na concessionária a conheci o caminhão, excelente o acabamento interno percebi que o acabamento e o material é de primeira linha.

    PARABÉNS A TODA A EQUIPE DA IVECO, CONTINUE NESSA ESTRATÉGIA.
    QUALIDADE, TECNOLOGIA AVANÇADA, PRODUTO DE MUITA COMPETITIVIDADE

    UM FORTE ABRAÇOS A TDS.

  • 01/04/2014 em 16:13
    Permalink

    Aqui no Reino Unido e o caminhao que quase nao vejo nas estradas.
    Os que mais vejo sao: Scania, Volvo, Mercedes, Daf, Man, Renault e o Iveco.

    Nao sei por outros paises como a Iveco anda, mas por aqui o pessoal nao gosta muito.

Fechado para comentários.