Scania na Copa

Scania-P310-Betoneira-8x4




O anúncio da realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil trouxe uma grande expectativa para o País, especialmente na questão de infraestrutura para receber os jogos. Foram necessários investimentos tanto para a construção e reforma de estádios, quanto para realização de obras para atender aos brasileiros e estrangeiros durante a competição.

Para que se tenha uma ideia, de acordo com o Governo Federal Brasileiro, R$ 25,6 bilhões foram investidos na realização do evento, sendo que aproximadamente 83% do valor veio de recursos públicos. As obras de infraestrutura correspondem a 60% do montante e estão ligadas, principalmente, à área de mobilidade urbana.

Nesse sentido, a principal solução de transporte aplicada é o Bus Rapid Transit (BRT), corredores de ônibus criados com objetivo de reduzir o tempo das viagens, aumentar a capacidade de passageiros e reduzir as emissões de poluentes na atmosfera.

scania-onibus-bhEm algumas cidades onde o sistema já existe, a exemplo de Curitiba (PR) — desde 2007, as obras foram na ampliação da malha viária e da frota de veículos. Em Belo Horizonte (MG), foi criado o sistema BRT Move, que levará o público até o estádio Mineirão. Em funcionamento desde o último mês de março, a frota do BRT Move contará com 38 veículos com chassis Scania modelo K 310 6X2/2, comercializados em abril pela concessionária Scania Itaipu, localizada em Contagem, região metropolitana de BH. Eles serão utilizados por quatro operadoras da capital mineira: Transportes Milênio, Transportes São Dimas, Turilessa e Bettania Ônibus, sob gestão da BHTrans. Cada articulado tem capacidade para transportar até 127 pessoas.

LEIA MAIS  Pizzattolog tem oportunidade para agregados em cinco estados

Já no Rio de Janeiro (RJ), os ônibus Scania já auxiliam em embarques e desembarques remotos no aeroporto internacional do Galeão. A montadora cedeu dois veículos modelo K 310 UB 6×2*A, chassis de 15 metros e com piso baixo, sendo um deles movido a etanol, para a Infraero, que serão utilizados no transporte de passageiros até as aeronaves.

LEIA MAIS  Califórnia propõe liberar testes com caminhões autônomos pequenos nas ruas

Nos estádios e com os times

A Arena Corinthians, em São Paulo (SP), foi construída pela construtora Odebrecht, que teve como um dos principais parceiros a Concreserv, empresa que usou caminhões Scania na concretagem do estádio. Outro cliente da marca que desempenha papel importante no mundial é A Geradora, responsável pelo fornecimento de energia elétrica em cinco arenas.

Já o cliente StyleBus fará o transporte de seguranças da federação em diversas cidades-sede e bases de treinamento de seleções – como é o caso das cidades de Santos e Guarujá, no litoral paulista, onde as equipes de Bósnia, México e Costa Rica estão concentradas. Além de 15 veículos, a empresa disponibilizará 25 motoristas e quatro guias turísticos bilíngues, contratados especialmente para a ocasião.

Fonte: Scania




Deixe sua opinião sobre o assunto!