Brasil pode ampliar programa de compra de máquinas

Retroescavadeira JCB 3C




Depois de quatro anos em que o Estado se tornou o principal cliente de equipamentos pesados no Brasil, o governo prepara o relançamento do programa de aquisição de máquinas através de um novo formato. A iniciativa realizou a compra de pouco mais de 18 mil equipamentos, por um valor próximo aos US$ 2,2 bilhões.

De acordo com as associações de empresas fabricantes de máquinas e equipamentos do país, o governo está estudando uma forma de manter o programa, mas num novo formato. Até hoje, o programa foi parte da 2ª edição do PAC, e comprou retroescavadeiras, motoniveladoras, pás carregadeiras e caminhões.

O objetivo sempre foi a distribuição desses equipamentos a municípios onde a população não fosse maior do que os 50 mil habitantes, para que os prefeitos pudessem realizar pequenas obras e reformas em suas áreas urbanas, além de apoiar os agricultores locais.

Várias companhias fabricantes se beneficiaram desse programa, notadamente as que têm fábrica no país, como é o caso da JCB, Case New Holland e Caterpillar. De acordo com a imprensa local, a nova etapa do programa pode incluir, além dos equipamentos de linha amarela, máquinas de construção rodoviária, o que abre perspectivas para outras empresas do setor.

Fonte: KHL Texto de Fausto Oliveira