Alguns caminhoneiros tem feito uso do rebite para aumentar tempo na estrada

Caminhoneiro com rebite




Todos os dias milhares de veículos passam pela BR-153, entre eles, vários caminhoneiros com cargas diversas que para se manter acordado e chegar mais rápido ao destino acabam recorrendo ao uso da anfetamina popularmente conhecida como rebite.

O caminhoneiro Fransciso Lopes confirma que o uso da anfetamina é muito comum por parte de alguns caminhoneiros. “Presenciei muitos colegas fazendo o uso da droga para poder aguentar mais tempo na estrada. É uma coisa muito ruim e coloca em risco não apenas a ele próprio, mas também a outros condutores que estão na pista”, afirma.

Apesar de vários anos na profissão e da muita informação que existe sobre o uso do rebite, o caminhoneiro José Novais ainda se surpreende com o alto uso da droga. “Isso é uma prática muito ruim e tinha que acabar. Andamos assustados nessas rodovias, porque temos que cuidar deles e de nós mesmos ao mesmo tempo. Todos sabemos que faz muito mal o problema não é a falta de informação tenho certeza”, destaca.

LEIA MAIS  ELD - O dispositivo que está tirando o sono dos caminhoneiros nos EUA

Segundo o médico Alvaro Rocha Alencar, a anfetamina é um estimulante para inibir o sono e que pode causar dependência com o uso prolongado. “A anfetamina é um estimulante do sistema nervoso central e diminui o sono de quem usa. É uma droga forte. O importante é destacar que essa substância com o uso prolongado causa dependência e além disso com o tempo a pessoa vai tendo dores de cabeça crônica, taquicardia, insônia e até impotência sexual”, explica o médico.

Ainda segundo o médico, entre outros problemas causados pelo consumo exagerado da droga estão a irritação, maior agressividade, depressão, desorientação e descoordenação, além de o usuário ter delírios persecutórios, como por exemplo achar que os outros estão tramando contra ele.

Na última terça-feira (5) um caminhoneiro foi preso na BR-153 em Gurupi com 18 comprimidos de anfetaminas e com carteira de habilitação adulterada e segundo o policial rodoviário Alvaro Artiaga casos como o dele são comuns. “Casos como o dele aparecem com alguma frequência nas estradas pelo Brasil. Nesse caso específico este caminhoneiro foi encaminhado a central de flagrantes primeiro pelo documento encontrado alterado e a segundo pelo porte da droga. Ainda pelo porte da droga vamos fazer um levantamento para ver se ele estava apenas portando a anfetamina para consumo ou se era para tráfico de drogas”, afirma o policial.

LEIA MAIS  Ser caminhoneiro na China é muito pior do que pode parecer

Fonte: TV Anhanguera




5 comentários em “Alguns caminhoneiros tem feito uso do rebite para aumentar tempo na estrada

  • 15/11/2017 em 16:56
    Permalink

    Eu creio que realmente os motoristas são submetidos a grandes jornadas de trabalho e alguns fazem realmente uso de arreites, no entanto é fácil ver estas reportagens acusando o caminhoneiro, porque não fazem reportagens mostrando a verdade, o porque o caminhoneiro cada dia tem que trabalhar mais e mais, ou vocês acham que é porque querem ficar ricos? me apontem um caminhoneiro ou pequeno empreendedor do ramo que está rico……. O problema começa com os baixíssimos preços dos fretes e o alto custo do setor, onde o sócio majoritário é nosso saudoso governo, sócio este que tem a boca enorme, difícil de sustenta-lo, porem os problemas do caminhoneiro não acabam por aí, são intermináveis as dificuldades e barreiras no setor, falta de pátios seguros e espaçosos, empresas respeitosas que olhem para o caminhoneiro e coloquem na sua rotina o respeito ao caminhoneiro, coisa que não existe. Quando estas e várias outras ações forem tomadas aí sim se pode cobrar os avarentos e impor regras para o setor afim de torna-lo mais seguro, o problema que existe é só a cobrança, o outro lado nenhuma autoridade e nem mesmo a mídia querem olhar, nem mesmo os sindicatos da classe que são criados para proteger os direitos que já existem, não funcionam…..! Isso aqui é Brasil, país de políticos!

    Resposta
  • 10/08/2014 em 17:05
    Permalink

    EU GOSTARIA DE VER UMA GRAVE DOS POLICIAIS RODOVIARIOS POR 12 MES E UMA GREVE DE CAMIONEIRO POR 15 DIAS.CURIOSIDADE?

    Resposta
  • 08/08/2014 em 23:07
    Permalink

    Pois é , ter que fazer uso de drogas para poder trabalhar mais do que já trabalha , e quando termina ainda é rotulado de drogado , irresponsável e bla bla bla , bandido é quem fábrica droga ilícita e mais bandido ainda é quem faz vistas grossas a essa situação que já perdura faz décadas , agora combate se o uso da anfetamina , quem sabe em um futuro quando se inventar uma droga mais rentável será a vez de se combater a cocaina que tem movido esses caminhões de norte a sul desse país !

    Resposta
  • 08/08/2014 em 16:25
    Permalink

    Não podemos dizer simplesmente que estes motoristas são viciados, etc, etc.
    As cousas são inúmeras: estradas péssimas, falta de estrutura para descanso, fretes baixos e ainda com muitos atravessadores,impostos altíssimos e pedágios caríssimos e alguns lugares cobram até pedágio de eixo suspenso.

    Resposta
    • 08/08/2014 em 18:11
      Permalink

      alguem já pensou que isso tudo faz parte da logistica precaria deste pais atrasado onde todos fazem de tudo para fazer o motorista esperar onde carrega pesa o caminhão completo e na estradas pesa por eixo onde so pode parar para dormir se abastecer onde se carrega no sul e vai ate são paulo para trocar as notas e volta para o ponto de partida onde quem deveria orientar vai te multa se parar para se informar essa é uma das realidade do brasil hoje para mudar essa situação de hoje só criando cinco vagas de trabalho na logistica para cada motorista contratados com isso os caminhões ficariam menos tempo parados e consequentemente os caminhões produziriam mais sem a necessidade de tanto caminhões…

      Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!