Fábrica da Sinotruk Brasil é homologada pelo MDIC

por Blog do Caminhoneiro

A partir do último dia 14 de agosto, a Sinotruk Brasil promete ter começado a escrever um novo capítulo de sua recente história no país. A habilitação da SBTC INDÚSTRIA DE VEÍCULOS S/A no Programa Inovar-Auto, concedida e publicada na referida data pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no Diário Oficial da União, através da portaria nº 210, dá definitivamente à marca chinesa um novo status no Brasil: o de futura fabricante.

A fábrica

Habilitada na categoria “Projeto de Investimento” , a SBTC INDÚSTRIA DE VEÍCULOS S/A dá o pontapé inicial para o iníco das obras de sua unidade fabril que estará localizada no município de Lages/SC , em uma área total de 1.000.007 m² . O terreno, doado pela Prefeitura Municipal de Lages, faz parte de uma área industrial criada em parceria com o Governo do Estado de Santa Catarina, denominada PISC (Parque de Inovação da Serra Catarinense) que, em 270 Hectares de área total situados às margens da BR 282, no Distrito de Índios, tem na Sinotruk Brasil a primeira empresa a se instalar.

A aprovação do Projeto de Investimento em Brasília – que inclui o cronograma de implantação da fábrica, além de detalhes técnicos da construção civil e da linha de produção – finalmente deu à empresa a condição de ter as obras iniciadas e ver o projeto comerçar a sair do papel. A Prefeitura de Lages, que está responsável pela terraplenagem da área, já deu início ao processo licitatório que, até o final de setembro/14 , estará elegendo a empresa responsável pelo serviço de movimentação de terra de uma área de 180 mil m², preparando-a para as obras civis que contemplam, entre outros, a construção do prédio que abrigará a linha de montagem, com 34.000 m2 de área construída. A terraplenagem tem início previsto para outubro próximo e deverá durar 3 meses. A partir de janeiro/15, teria início a construção civil da fábrica, com prazo de duração total estimada em 12 meses.

Joel Anderson, diretor-presidente da SBTC, prevê que a produção em escala da unidade fabril inicie-se oficilamente em Julho de 2016 mas, antes disso, “a linha de montagem já terá cumprido com uma fase de, pelo menos, um trimeste de produção de unidades-teste”, conclui. Com capacidade produtiva instalada de 8.000 unidades/ano, a linha de montagem começará produzindo caminhões Sinotruk da linha extra-pesada em regime de CKD (Completely Knock-Down). O volume produzido no primeiro ano de operação deverá ser de 1.800 unidades. Até o final 2017, adequando-se ao que dita o Programa Inovar-Auto, a empresa planeja atingir o índice de 60% de nacionalização de componenetes de seus caminhões e ampliar a gama de produtos ofertados, ingressando na linha de veículos comerciais médios e semi-pesados.

Investidores

De acordo com Joel Anderson, o capital social da SBTC será composto por quatro acionistas, entre eles: a Nextruk, composta por um pool de empresários do setor de transporte e distribuição de veículos, a Sinotruk Import & Export CO. LTD — subsidiária chinesa da CNHTC ; a SC Participações e Parcerias S/A (empresa de fomento do Governo do Estado de Santa Catarina); e um quarto acionista (investidor) ainda em negociação.

Segundo a diretoria da SBTC, para colocar a fábrica em operação, ao todo serão investidos R$ 300 milhões, incluindo ivestimentos na construção civil, na linha de montagem, no centro de distribuição de peças, em logística e desenvolvimento de rede. Em médio prazo, projeta-se atingir o patamar de R$ 1 bilhão investidos, a considerar o desenvolvimento da cadeia de fornecedores.

Importações

Até o início da operação da fábrica, os cavalos-mecânicos da família Sinotruk A7 (4×2, 6×2 e 6×4) continuarão a ser importados da China, bem como as peças e componentes das famílias de caminhões A7 e Howo. A SBTC INDÚSTRIA DE VEÍCULOS S/A terá uma cota de importação anual de 1.250 caminhões/ano, isentos de IPI , até o início das atividades de produção em solo nacional.

Desde o início das operações da Sinotruk no Brasil, tendo as importações da marca iniciado no ano de 2009 , foram emplacados e rodam hoje em território brasileiro, aproximadamente 2.200 caminhões da marca, segundo os números da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Visando antecipar o processo de mudança de suas instalações para o estado de Santa Catarina, a Sinotruk Brasil transferiu seu Centro de Distribuição de Peças para a cidade de Joinville/SC e prevê, no curto prazo, um ganho de eficiência logística, especialmente pela proximidade com os portos por onde chegam as peças de reposição e pelo “know-how” de distribuição da empresa Apoio Logística, com que a futura montadora estabeleceu parceria.

Para atender ao mercado brasileiro, a Sinotruk Brasil conta atualmente com 26 pontos de atendimento da marca, sendo 20 deles concessionárias plenas e 6 postos de serviço autorizados (PS). O plano imediato da marca é ampliar o volume de PS’s Sinotruk, com nomeações previstas nos estados de MG, RN e PE , aumentando a capilaridade do atendimento de assitência técnica, porém, “sem abrir mão da meta atingir o número de 40 concessionárias plenas, até o final de 2015” declara João Silvano Pacheco, Gerente de Operações da Sinotruk Brasil.

Fonte: Sinotruk

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

[contact-form-7 id="76086" title="Cadastro"]

Artigos relacionados

Escreva um comentário