Viviane de Sá Soares – Escolhida pela profissão

Caminhoneira - Scania P 310 (3)




Os três dias de viagem e quase três mil quilômetros entre as cidades de Campinas (SP) e Belém (PA) não assustam a goianense Viviane de Sá Soares. Há oito meses, ela, que tem 26 anos, vive a rotina da estrada a bordo de um Scania P 310 amarelo, transportando eletrodomésticos.

Mesmo casada e sentindo saudades do lar, a motorista confessa que “pior mesmo é ficar muito tempo longe do volante”. Tanta paixão — ela argumenta, é absolutamente justificável. “Até os meus sete anos eu não tinha endereço fixo; a minha casa e dos meu pais era o caminhão. A relação que tenho com a vida na estrada é desde sempre, e quem vive isso sabe que é a profissão que escolhe a gente.”

O pai, Miguel José Soares, conta que tanto ele como a esposa preferiam que filha tivesse escolhido outra profissão. “Mas ela tem personalidade forte desde pequena. Com quatro anos já dizia que ia ser motorista. Eu estou na estrada há 45 anos e sei o quanto pode ser difícil, ainda mais por ela ser mulher, mas não teve jeito.”

Para driblar as dificuldades, incluindo o assédio e o preconceito, Viviane conduz seu trabalho com esmero e adota uma postura séria. “Não sou muito de papo, para não dar liberdade, e também não faço besteira na direção, para ninguém ter motivo para falar. Nunca bati ou mesmo arranhei o caminhão”, faz questão de ressaltar.

Caminhoneira - Scania P 310 (2)O cuidado com o Scania é também pelo fato do veículo ser o primeiro adquirido pelo pai, que possui, ainda, um P 360. “Apesar do caminhão ser dele, o meu cuidado é o mesmo, porque representa uma conquista muito grande, de anos de trabalho, para toda a família”, explica ela. O dia a dia com o caminhão, segundo a profissional, é fácil. “Scania é um veículo estável e que responde muito bem. Como só trabalhei com ele, consigo entende-lo só pelo barulho e pelo toque, mas mesmo assim, toda a informação sobre o caminhão está disponível no painel e faz toda a diferença para a operação. Costumo dizer que o Scania é o caminhão ideal para mim porque é , ao mesmo tempo, forte e sensível, assim como eu”, elogia ela, enfatizando também a questão do conforto que caracteriza os produtos da marca.

E nem mesmo diante de um imprevisto Viviane se aflige: “Se for com o caminhão, passo a mão no celular e ligo direto para o meu pai, que foi quem me ensinou tudo e sempre sabe o que fazer”. Miguel, porém, rebate orgulhoso: “Eu não a ensinei nada, ela é que aprendeu sozinha, só de olhar. É muito determinada; uma menina e tanto!”.

Fonte: Scania

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS NO E-MAIL





Seu e-mail (obrigatório)






Um comentário em “Viviane de Sá Soares – Escolhida pela profissão

  • 08/08/2014 em 18:42
    Permalink

    Meu Pai trabalhou 40 anos nas estradas e minha mãe nunca soube nem funcionar um motor e nem nós ele queria que fosse para uma estrada ..

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!