80% dos acidentes acontecem por falta de atenção ao volante

conheca-piores-habitos-transito-evite-acidentes-blog-do-caminhoneiro-1




Segundo levantamento elaborado pela Arteris, uma das principais companhias de concessões rodoviárias do país, 1 em cada 10 motoristas ainda trafegam sem o cinto de segurança. Entre os caminhoneiros, esse número sobre para 25%. Com o objetivo de conscientizar os motoristas, a companhia promove, durante todo mês de setembro e na Semana Nacional do Trânsito, uma série de eventos para informar motoristas e pedestres sobre boas práticas para evitar acidentes nas estradas. As ações fazem parte do Mês da Segurança Arteris e acontecem simultaneamente nas 21 rodovias administradas pelas nove concessionárias da Arteris.

Segundo o gerente corporativo de operações da Arteris, Elvis Granzotti, muitos acidentes poderiam ser evitados se os motoristas adotassem medidas simples de segurança. “De acordo com o histórico de ocorrências em nossas rodovias, 80% dos acidentes acontecem por falta de atenção dos usuários e 15% dos acidentes fatais são gerados por distrações na direção. Verificamos também que o uso do celular nas viagens é um dos principais responsáveis por situações de risco”, analisa.

Os números comprovam a necessidade de conscientizar os usuários das rodovias. Segundo os dados levantados pela Arteris, 48% dos motoristas já passaram por alguma situação de risco causada por uma distração e em 23% dos casos, o celular foi responsável pelo incidente. Estudo publicado pelo New England Journal of Medicine explica o risco que o uso do celular pode trazer. Segundo a publicação, discar um número no celular aumenta em 8 vezes o risco de acidente, enquanto procurar o telefone enquanto dirige aumenta em 7 vezes e mandar uma mensagem, 4 vezes.

Cinto de segurança

Outra medida simples e já conhecida pelos motoristas é o uso do cinto de segurança. “Infelizmente, muitas pessoas ainda ignoram a importância do cinto”, alerta Granzotti. Pesquisa realizada pela concessionária Vianorte (SP), aponta que 25% dos condutores de caminhão e 41% dos passageiros não utilizam cinto de segurança. Este é um dos motivos que levam a um outro dado preocupante: o número de vítimas fatais nas rodovias administradas pela Vianorte que não usavam o cinto de segurança em acidentes rodoviários, nos primeiros seis meses de 2014, já é 28% maior que em todo o ano de 2013. As estatísticas sobre lesões evidenciam esse dado: 30% dos ferimentos fatais em colisões são causados porque a vítima bate contra o volante, e uma em cada cinco acontece pelo choque de pessoas dentro do veículo que não utilizavam o cinto.

As campanhas da Arteris, que inclui a distribuição de folhetos nas praças de pedágio e abordagem a caminhoneiros, motociclistas e pedestres em pontos estratégicos das rodovias, também alertam para os perigos do excesso de velocidade e ingestão de álcool.

Mês da Segurança Arteris

Iniciativa da Arteris, uma das principais companhias de concessões rodoviárias do país, o Mês da Segurança Arteris promove, durante todo mês de setembro, uma série de eventos para conscientizar motoristas e pedestres sobre boas práticas para evitar acidentes nas estradas. As ações acontecerão simultaneamente nas concessionárias federais Autopista Fernão Dias, Autopista Régis Bittencourt, Autopista Fluminense, Autopista Litoral Sul e Autopista Planalto Sul, além das concessionárias Arteris com atuação no estado São Paulo – Autovias, Vianorte, Intervias e Centrovias.

A preocupação com a segurança norteia o trabalho da Arteris e de suas concessionárias. Como parte da Década de Ação pelo Trânsito Seguro, programa criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) que visa a prevenção e redução de acidentes nas rodovias entre 2011 e 2020, a companhia criou em agosto de 2013 o GERAR – Grupo Estratégico para Redução de Acidentes, que tem o objetivo de reduzir em 50% a fatalidade nas rodovias sob sua administração. A ação acontece de forma coordenada à Semana Nacional de Trânsito, a ser realizada de 18 a 25 de setembro.

“Segurança faz parte do nossa DNA e entendemos que a parceria com o usuário é o melhor caminho para reduzirmos ainda mais os acidentes nas estradas”, afirma o presidente da Arteris, David Díaz. “Investimos bilhões em melhorias nas rodovias e em ações de educação para o trânsito, mas sabemos que, para o bem de todos, o motorista precisa fazer a sua parte para promover segurança”.

Fonte: Divulgação





Deixe sua opinião sobre o assunto!