Caminhões Iveco são usados em formação de motoristas

Uma frota com 20 caminhões Iveco é usada nas aulas práticas do Programa de Formação de Motoristas, criado pelo Sest /Senat, instituições que integram a Confederação Nacional do Transporte, para atender à demanda do mercado por mão de obra qualificada. Desde a primeira turma, em 2011, até junho de 2014, 13.800 profissionais foram capacitados para o transporte de cargas e passageiros.

O modelo que os alunos dirigem nas pistas de prova do curso é o Stralis 400, da gama de pesados e extrapesados da fabricante. A linha conta com motores de 9 e 13 litros e cinco versões de potência, de 330cv a 480cv. Além de São Paulo, outras dezenove cidades têm um Iveco Stralis à disposição dos alunos, entre elas Manaus, Goiânia e Porto Alegre.

“A qualificação dos motoristas é uma das principais questões em debate nos segmentos de transporte e logística na atualidade. Para nós, é um grande orgulho ter veículos utilizados no treinamento dos condutores. É importante que os profissionais tenham contato com a tecnologia dos novos caminhões para acompanhar a evolução do próprio setor”, explica Marco Borba, vice-presidente da Iveco para a América Latina.

LEIA MAIS  Carboni passa a representar a marca Case IH no litoral catarinense

Segundo estimativa de empresas do setor, existem cerca de 100 mil vagas para motoristas disponíveis em todo Brasil. O Programa do Sest/Senat segue as exigências do mercado de trabalho e do setor de transporte para formação de motoristas de ônibus, caminhão e carreta. Um dos pré-requisitos para participar é ter carteira de habilitação nas categorias C, D ou E. Cada unidade tem a liberdade de montar a grade curricular de acordo com as necessidades de cada região, desde que a carga horária mínima seja de 160h.

LEIA MAIS  Carboni passa a representar a marca Case IH no litoral catarinense

Fonte: Iveco




Deixe sua opinião sobre o assunto!