Desespero – Depois de assalto e ameaças de morte, caminhoneiro desiste da profissão

por Blog do Caminhoneiro

Caminhao Scania 111S - CaminhoneiroRevolta, desilusão e uma certeza: desistir de ser caminhoneiro. Esse é o sentimento de um motorista de 66 anos, 34 deles na boleia, depois de um sequestro que terminou com o roubo de 105 ciclomotores que transportava da Baixada Santista para São Paulo. Por questões de segurança, ele pediu para não ser identificado.

Ele conta que foi abordado por dois marginais armados quando deixava sua casa, em São Vicente, na madrugada do dia 15. Um dos bandidos assumiu o volante. Após rodarem com o caminhão, ele foi transferido para um carro. “Andamos um trecho, depois pararam e me fizeram subir um barranco e entrar na mata. Após duas horas com um dos bandidos, ouvi uma moto. Alguém buzinou e o marginal me mandou subir o morro”. Ele deixou o cativeiro às margens do km 48 da Via Anchieta.

Questionado se era comum carregar o caminhão num sábado e fazer a entrega somente na segunda-feira, ele justificou que a loja que receberia os ciclomotores não abre aos finais de semana. Ele não tinha escolta armada, por “problema da empresa” que o contratou, alega.

Apesar de não ter sido agredido, as constantes ameaças o levaram a ter medo de morrer. “Você nunca tem esperança de sair vivo numa situação dessas”.

O caminhão Scania 1980 foi localizado dias depois, sem a carga, em São Paulo. Sem alguns pneus e outros equipamentos, o dono calcula um prejuízo de R$ 6 mil a R$ 7 mil. “Parei. Não vou mais correr risco”.

O 2º DP de São Vicente investiga o caso. Uma das linhas de investigação da polícia inclui o próprio motorista, procedimento padrão em casos de roubo de carga.

Fonte: A Tribuna

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

1 comentário

luiz 04/10/2014 - 15:26

Eu ja parei tem 3 anos o culpado é sempre o motorista os ladrão que geralmente é ex…. não tem culpa ele é um coitado que ta roubando para sobreviver absurdo com 35 anos de profição não tem direito nem de resposta PAREI.

Reply

Escreva um comentário