Greve na Argentina deixa caminhões parados

A greve geral na Argentina convocada pelas três centrais operárias opositoras à presidente Cristina Kirchner prejudicou caminhoneiros brasileiros na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Em transportadoras, vários veículos que iriam a Buenos Aires e Chile ficaram parados nesta quinta-feira (28) com receio de encontrar bloqueios em rodovias do país vizinho. Somente uma das empresas contabiliza 40 caminhões parados.

Em Paso de los Libres, cidade argentina que faz fronteira com Uruguaiana, caminhoneiros foram impedidos de passar pela manhã. A paralisação é organizada pela Central Geral de Trabalhadores.

Além de caminhoneiros atinge também vários serviços da Argentina como transporte, aeroportos, hospitais e bancos. As principais reivindicações são o combate à inflação e medidas para a segurança pública do país.

O Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, teve voos cancelados devido à greve no Aeroparque Jorge Newbery, em Buenos Aires.

Fonte: RBS TV