Ônibus biarticulado da Volvo entra em operação no RJ

Volvo Neobus Mega




Dois ônibus biarticulados da Volvo estão entrando em testes na Transcarioca, um dos corredores do BRT (Bus Rapid Transit) do Rio de Janeiro. Os ônibus foram apresentados nesta sexta-feria, 19, pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes. A Transcarioca liga o aeroporto do Galeão à Barra da Tijuca.

“A intenção é melhorar o sistema cada vez mais. Essa é uma evolução e tenho certeza que estes dois ônibus vão melhorar o conforto das pessoas” disse Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro.

O biarticulado possui 28 metros de comprimento e capacidade para 270 passageiros. Ao transportar um número maior de pessoas, garante mais agilidade e eficiência ao sistema de transporte, e um menor custo operacional.

O uso do veículo é consagrado em BRTs considerados referência, como o de Curitiba, no Paraná; e o de Bogotá, na Colômbia. “Em nossa operação nas canaletas do BRT de Curitiba, o uso de veículos biarticulados faz com que um número maior de passageiros seja transportado simultaneamente. Um biarticulado faz o papel de dois articulados de 18,6m, diminuíndo o número de mão de obra operacional, o consumo em total de litros, e a quantidade de pneus rodando”, diz Maurício Gulin, presidente da empresa Cidade Sorriso, uma das operadoras do BRT de Curitiba.

Ao circular por vias exclusivas, o consumo de combustível é otimizado. “Os horários de pico também são beneficiados pelos biarticulados, devido à sua grande capacidade de transporte”, complementa Eduardo Tows, gerente de manutenção da Cidade Sorriso.

O veículo é indicado para vias que permitem velocidades médias maiores. Sua maior capacidade permite a manutenção da velocidade média do sistema, uma vez que diminui o número de veículos em circulação. “O articulado transporta 85% mais passageiros que um articulado, consequentemente você precisa de 85% menos veículos em circulação”, destaca Idam Stival, coordenador da engenharia de vendas da Volvo Bus Latin America.

A redução de custos operacionais garante um menor custo por passageiro transportado, o que permite um valor de tarifas acessíveis, sem necessidade de altos subsídios governamentais.

“O veículo é uma solução para aumentar a eficiência dos sistemas de transporte urbano nas grandes cidades, pois oferece melhor qualidade de vida aos passageiros, uma vez que diminui os tempos de deslocamento”, afirma Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

Os ônibus biarticulados que entraram em circulação no Rio de Janeiro são equipados com caixa de transmissão automática, freio a disco e EBS, um sistema de controle eletrônico dos freios que oferece mais eficiência e estabilidade às frenagens. Estes itens garantem segurança à operação, conforto aos passageiros e diminuem o desgaste dos componentes, reduzindo os custos de manutenção.

Volvo Neobus Mega 2O modelo possui controle de aceleração inteligente, que otimiza o consumo de combustível. A tecnologia garante que somente a potência necessária seja empregada nos arranques e retomadas de velocidade, de acordo com o peso do veículo, evitando aceleração acima do necessário. “O veículo reúne uma série de diferenciais que garantem segurança à operação e conforto aos passageiros”, destaca Stival.

Outra vantagem é que o biarticulado possui menor raio de giro que o ônibus articulado, melhorando a dirigibilidade e garantindo manobras mais tranquilas.

Experiência Volvo

A Volvo é pioneira no desenvolvimento de veículos para os sistemas de BRT e líder neste mercado. A empresa participou da implementação dos principais BRTs da América Latina. Na década de 80, forneceu os primeiros articulados para o sistema de transporte de Curitiba. No início dos anos 90 a empresa desenvolveu, no Brasil, o modelo biarticulado para atender o aumento da demanda do sistema de transporte da cidade. Hoje, os veículos articulados e biarticulados da marca estão presentes no principais BRTs do mundo.

Fonte: Volvo