Produção de veículos avança em setembro, diz Anfavea

06686-173




A indústria automotiva encerrou setembro com volume de produção de 300,8 mil unidades, número 13,7% superior ao apresentado em agosto do ano passado (264,6 mil unidades).

Segundo o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan Yabiku Junior, foi o primeiro mês de 2014 em que a produção rompeu a barreira de 300 mil veículos produzidos.

Apesar da marca simbólica, o segmento ainda apresenta desempenho inferior nas comparações de setembro de 2013 e no acumulado do ano.

Setembro de 2014 ante setembro de 2013, a produção está 6,7% menor e no acumulado de janeiro a setembro de 2014 ante a mesma base de 2013, a indústria apresenta recuo de 16,8% na produção.

Em números, saíram das linhas de produção nos primeiros nove meses do ano a soma de 2,38 milhões de unidades ante 2,87 milhões nos primeiros nove meses do ano anterior.

Vendas

Setembro também foi um mês positivo para as vendas de veículos, que se apresentaram 8,7% mais fortes quando comparadas a agosto passado. Ao todo o mercado assimilou 296,3 mil emplacamentos no período, marca que representa recuo de 4,4% na comparação com as 309,9 mil unidades vendidas em setembro do ano passado.

Nos primeiros nove meses de 2014 a indústria comercializou 2,53 milhões de veículos, 9,1% menos que as 2,78 milhões de unidades emplacadas entre janeiro e setembro de 2013.

Exportações

Em meio à volatilidade da cesta de moedas e forte competitividade do mercado externo, as montadoras de veículos nacionais apresentaram desempenho negativo junto às exportações.

As vendas externas cederam 7,7% ante agosto passado, 35,3% ante setembro do ano passado e 28,2% no acumulado de janeiro a setembro.

Os dados são de balanço divulgado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), nesta segunda-feira, 06.

Desempenho do setor de caminhões

Apenas três segmentos de caminhões encerraram setembro com produção em alta. São eles os de semipesados, com expansão de 3,2%, de pesados, com aumento de 5,9%. A produção de semileves avançou 377,5%.

Em termos de produção, saíram das fábricas nacionais a soma de 112.064 caminhões, 23,6% a menos que nos primeiros nove meses do ano passado. O pior desempenho está no segmento de semileves, com recuo de 45,2% nesta base comparativa, seguido pelo de caminhões médios (-31,8%), semipesados (-28,7%) e pesados (-20%).

Em termos de vendas, elas se apresentam 13,4% mais baixas que os números de janeiro a setembro do ano passado. Segundo a Anfavea, o mercado assimilou 99.047 caminhões até setembro, ante 113.592 no mesmo período de 2013.

Especificamente em setembro o desempenho geral foi positivo em 4%, com vendas de 11.082 unidades destacando-se semileves (+57,2%), leves (+7,7%), semipesados (+3,0%) e pesados (1,3%).

Quem é quem

Das vendas totais no ano, a liderança é da MAN, com 26.322 caminhões vendidos ante 25.711 da Mercedes-Benz. A MAN apresenta queda de 14,8% nas vendas anuais (ante o acumulado de janeiro a setembro de 2013), contra um recuo de 8,2% da MBB no mesmo período.

Volvo (14.345 unidades vendidas), Ford (13.507) e Scania (10.375) fecham o ciclo das montadoras com vendas acima de 10 mil unidades no período. No caso da Volvo, as vendas no ano estão 6,9% inferiores ao mesmo período de 2013, as da Ford -12,4% e as da Scania -27,7%.

Como foi em setembro

Setembro fechou com licenciamentos de 11.186 caminhões em todo o Brasil, com a MAN emplacando 3.079 unidades (3,2% a mais que em agosto), a Mercedes-Benz 2.900 (3,9% a mais que em agosto), a Ford 1.744 (+18%), a Volvo 1.436 (-11,5%) e a Scania 1.209 (+11,1%).

No segmento de pesados

A Volvo foi a líder do segmento com 977 caminhões licenciados em todo o País, porém, esse desempenho ficou 12,5% menor que o apresentado em agosto deste ano, quando vendeu 1.116 caminhões.

A Scania foi a segunda em vendas, com 965 pesados comercializados (10,8% a mais que em agosto), seguida pela Mercedes-Benz, com 932 vendas e 14,5% acima do comercializado em agosto deste ano.

Em semipesados deu MAN (1.248 vendas +9,1% ante agosto), contra 907 unidades vendidas pela Mercedes-Benz (-1,1% ante agosto) e Ford (616 semileves vendidos ou 5,1% mais que em agosto passado).

A Volvo vendeu 459 semileves (-9,3% ante agosto) e a Scania vendeu 244 (12,4% ante agosto).

Os dados são de balanço divulgado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), nesta segunda-feira, 06.

Fonte: Transporte Press