Ford aumenta participação de mercado em 2014

Ford Cargo 2842

A Ford Caminhões fechou 2014 com um ganho de 1,2 ponto percentual na participação, apesar da queda dos volumes da indústria. Para a marca, outro aspecto positivo é que essa tendência deve se acentuar em 2015, uma vez que em dezembro, com a consolidação de volume da Série F, a sua participação chegou a 17,7%.

“Somos uma das marcas que teve o que comemorar ao terminar o ano: em dezembro, no setor de caminhões, a Ford foi a que mais cresceu, com um avanço de nada menos que 2,5 pontos percentuais. É um resultado realmente expressivo em vista das condições atuais do mercado e estamos preparados para manter esse novo patamar de vendas em 2015”, diz Guy Rodriguez, diretor de Operações de Caminhões da Ford América do Sul.

LEIA MAIS  Volvo apresenta Série Especial 40 anos e Iron Knight na Fenatran

A indústria de caminhões fechou 2014 com um recuo de 11,6% nas vendas e a Ford foi a que menos caiu entre as principais marcas. Seu total de 19.598 unidades ficou apenas 4% abaixo do volume de 2013. Entre os fatores que contribuíram para esse desempenho estão o lançamento da Nova Série F, com os modelos F-350, F-4000 e F-4000 4×4, e do Cargo 1119, de 11 toneladas, que tem a maior capacidade de carga da categoria, com boa aceitação dos clientes.

Ford F 4000Junto com o Cargo 816, esses produtos deram à Ford a liderança no segmento de leves – o maior da indústria –, no qual a sua participação subiu de 20,7% para 27%. Em termos de volume, o crescimento da marca nessa faixa foi de quase 20%, para mais de 8.500 unidades. No segmento de semileves, com apenas quatro meses de vendas o F-350 já conquistou 14,2% do mercado.

LEIA MAIS  Falta de motoristas é a maior preocupação das transportadoras dos Estados Unidos

No segmento de caminhões médios de 15 toneladas, o modelo Cargo 1519 foi o grande destaque e assumiu a liderança com 41,6% das vendas. Nos extrapesados, os dois modelos da Ford – Cargo 2042 4×2 e Cargo 2842 6×2 – cresceram mais de 93% em volume, com 654 unidades, e continuaram a ganhar espaço frente a produtos tradicionais na categoria.

Fonte: Ford Caminhões




Fechado para comentários.