Lixo transformado em brincadeira

Miniaturas (2)




O pequeno Emanoel tinha apenas cinco anos quando pediu ao pai, de quem herdou a paixão por caminhões, que construísse um só para ele. Antônio Carlos Soares não hesitou em atender à solicitação do garoto. Juntou alguns pedaços de madeira e, em pouco tempo, lá estava construída a primeira carretinha. “Não ficou uma maravilha, mas o suficiente para meu filho ficar feliz e me pedir pra fazer outras”, confessa.

Trabalhando na área financeira de um posto de combustíveis na cidade de Tangará da Serra (MT), onde mora com a família, Soares se recorda dos anos que passou na estrada — grande parte deles a bordo de caminhões Scania. “Meu primeiro cavalo mecânico foi um Scania 112 e depois dele tive mais dois do mesmo modelo. Scania sempre foi melhor para trabalhar, bom tanto no conforto e no rendimento como também no valor de revenda.”. Em 2009, a perda do caminhão em um tombamento fez com que abandonasse a vida na estrada, mas não a paixão pelas carretas e pela marca.

Miniaturas (3)De volta aos pedidos de Emanuel, que chegou esconder o caminhão na mochila da escola para mostrar aos coleguinhas, o pai, observando um punhado de embalagens de óleo lubrificante que eram abandonadas pelos motoristas no posto, teve a ideia. “Peguei algumas embalagens, fui pra casa, lavei, recortei e construí outro caminhãozinho usando-as”, conta o artesão do plástico.

Os modelos são quase sempre inspirados em caminhões e também ônibus da marca. “Scania tem um desenho exclusivo, fácil de reconhecer e também de reproduzir”, destaca Antônio, que utiliza até seis galões de 20 litros para construir uma miniatura. Apenas as rodas são de madeira, que ele aproveita de caixas de ferramentas também descartadas. O óleo que por vezes sobra nas embalagens é guardado e depois recolhido por uma empresa ambiental no próprio posto de combustíveis. “Tudo poderia virar lixo e poluir, por isso sinto bem dando um destino diferente a todo esse material”.

Miniaturas (1)Além do menino Emanoel, que se tornou “dono de frota”, as miniaturas sustentáveis de Soares fazem a alegria de outras crianças, já que também são vendidas no posto de combustíveis para motoristas que passam pelo local presentearem seus filhos. Exemplares também já foram doados para a creche e igreja da vizinhança, aumentando cada vez mais a legião de fãs de caminhões e da Scania.

Fonte: Scania




Deixe sua opinião sobre o assunto!