IMPRUDÊNCIA – Menino dirige caminhão carregado em rodovia do RS

menino dirigindo caminhao




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) diz que já identificou o homem que aparece ao lado da criança dirigindo um caminhão na BR-392, no Sul do Rio Grande do Sul, em vídeo que circula nas redes sociais. A identidade dele não foi revelada para preservar a do menor. (Veja o Vídeo)

Segundo o chefe da PRF em Pelotas, José Dourado, o adulto é um caminhoneiro de Pelotas. “Vamos encaminhar um relatório com as informações para a Polícia Civil e para o Ministério Público para uma possível responsabilização”, diz Dourado.

Os documentos devem ser entregues na delegacia de Rio Grande na segunda-feira (20). A data exata da filmagem ainda não foi confirmada, mas PRF acredita que as imagens foram gravadas há mais de um mês na rodovia que liga os municípios de Pelotas e Rio Grande, na altura do km 18.

LEIA MAIS  Aprovada MP que isenta de pedágio o eixo suspenso de caminhão vazio

Nas imagens, o garoto também não usa cinto de segurança. Pelo diálogo, o homem que acompanha o menino e grava o vídeo dá a entender que o menino é seu filho.

“E aí, cupincha? “Que baita vidão, hein? Esse frete aí é seu, meu irmão. Acelera essa geringonça aí que é ‘nóis’. É ‘nóis’. Filho de peixe, fazer o quê?”, gaba-se o homem.

Em seguida, a criança alerta o adulto sobre a presença da Guarda Municipal em algum ponto da rodovia, mas o homem ironiza a situação.

“Azar, a Guarda Municipal não vale nada. É café com leite. Vamos lá descarregar, fazer o quê? Isso é culpa do Samuel. Manda o cara descarregar sábado de tarde. Sábado de tarde eu ‘tô’ em off, meu irmão”.

LEIA MAIS  Piloto de Fogão chega a Rondonópolis

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a infração por entregar veículo a pessoa sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é considerada gravíssima, e gera, além de multa e perda de pontos na carteira, apreensão do veículo.

Como não houve flagrante, o motorista não pode ser autuado pela infração de trânsito pelas imagens, mas, segundo a PRF, pode ser responsabilizado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público.

Fonte: RBSTV




Deixe sua opinião sobre o assunto!