Meu possante chamado Scania

caminhao scania




O motorista José Helio Bizerra escolheu a música para demostrar a sua admiração pela Scania, e seu primeiro “hit” já ganha fãs na internet

“Um artista que quer chegar ao coração das pessoas precisa cantar coisas com as quais ele se identifique, e é difícil pensar em José Hélio e não pensar em Scania, pois eu sou o produto do produto”, inicia a conversa o compositor e interprete da música ‘Meu possante chamado Scania’, uma grande homenagem à marca que, pouco a pouco, vem conquistando visualizações e comentários nas redes sociais.

Nascido em Tabuleiro do Norte (CE), conhecida como a cidade dos caminhoneiros, ele já soma 37 dos seus 58 anos de vida dedicados à profissão de motorista. Desde o início, sua história vem sendo contada lado a lado com os veículos da Scania. “Foram inúmeras as inspirações que me levaram a compor essa canção, porque a Scania faz mesmo parte da minha vida.”

A carreira e o primeiro contato com a marca aconteceram no transporte rodoviário de passageiros, em 1986, em viagens de São Luís (MA) a Recife (PE). Depois foi a vez do transporte urbano. “Fui escolhido para dirigir o primeiro ônibus urbano da Scania na capital do Maranhão e era um orgulho conduzir o melhor veículo da cidade. Os passageiros também elogiavam, principalmente pelo conforto e eu só dizia ‘é porque é Scania’”, relembra ele, que graças ao sucesso do veículo conseguiu até casamento.

Do período com carreta, boa parte foi dedicada ao transporte de bebidas. A bordo de um Scania P 420 ele viajava o norte e o nordeste do País e a principal recordação da época é o diploma de ‘Motorista com a melhor produtividade do Brasil’, concedido pelo próprio embarcador em 2008. “O que define o consumo é a forma de conduzir o veículo, de saber lidar com ele, aproveitando o máximo da tecnologia e da potência do motor. Sempre fui muito preocupado com esses quesitos e cheguei a fazer curso na Scania para conhecer cada detalhe do caminhão e melhorar o meu desempenho”, explica ele, que completa destacando outros diferenciais dos produtos da marca: “O conforto e a estabilidade completam o pacote que faz do Scania o melhor entre os melhores. Costumo comparar que dirigir Scania é como morar em apartamento cinco estrelas”, finaliza.

Sonho de carreira

A relação de Bizerra com a música vem da juventude. Ainda em Tabuleiro do Norte, ele já se arriscava nas composições e, por sua voz marcante, marcava presença como radialista apresentando um programa aos domingos em uma FM da cidade.

Mas foi em São Luís, na voz de um amigo de infância, que ele viu suas músicas ganharem repercussão, e então decidiu dar mais atenção ao seu lado artístico.

Sobre a ‘Meu Possante Chamado Scania’, ele diz que procurou incluir na letra os principais atributos da marca, casando com uma melodia animada, que chamasse a atenção. “Meu estilo é mais para o romântico, mas gostei muito do resultado e por isso decidi grava-la e produzir o clipe”, conta, já adiantando que a próxima música com referência à marca está pronta e leva o título ‘O homem e a máquina’. “Amanheceu, pego a estrada/ com meu possante chamado Scania vou transportar/ A minha amada a me esperar/ pois ela sabe que com essa marca eu chego lá”, adianta a primeira estrofe. O lançamento, segundo o autor e intérprete, está previsto para o próximo ano.

Parcerias como a do Posto Maracanã, de São Luís, que patrocinou a produção do clipe, alimentam o sonho do motorista de conquistar espaço no meio artístico. “Tenho projetos na área musical, incluindo a gravação de um CD. Espero poder realizá-los.”

Scania casamenteiro

E quem pensa que o fato de José Hélio ser um fã incondicional da marca rendeu apenas música, deve saber que o ônibus urbano Scania que ele dirigia no início dos anos 90 foi o grande “cupido” do relacionamento dele com a esposa Jane, cuja relação já dura 22 anos e tem como frutos os filhos José Willy e Jana Maria.

“O 017 foi o primeiro ônibus Scania a rodar em São Luís, justamente na linha que eu pegava. O Hélio era o motorista, colocava umas músicas para tocar, mas até hoje eu digo que eu não pegava o ônibus por causa dele ou da trilha sonora, mas porque o veículo era grande, bonito e confortável”, diverte-se a esposa que, depois de casada, ainda acompanhou o marido em muitas viagens de caminhão e acabou, como ele, se tornando mais uma grande fã da marca: “quando o assunto é carreta boa para viajar, Scania não tem concorrência”.

Fonte: Scania




Deixe sua opinião sobre o assunto!

error: Cópia de conteúdo desabilitada !!