G10 comemora 10 anos de CTQT‏

capacitacao de motoristas




Da vontade e necessidade de capacitar motoristas, em 2005 nasceu o primeiro centro de treinamento de motoristas de caminhão do Paraná: o Centro de Treinamento e Qualificação no Transporte (CTQT). A entidade sem fins lucrativos completa dez anos em 2015 e é uma iniciativa do Grupo G10. Os objetivos são: preparar os alunos lidarem com as inovações tecnológicas do setor de transportes; reduzir o número de acidentes; oferecer aulas sobre educação no trânsito, alimentação adequada, segurança do trabalho, cuidados com a saúde, meio ambiente e postura profissional. Até hoje, aproximadamente, três mil motoristas passaram pelo CTQT.

Contando com lições dentro e fora de sala, as aulas têm duração diária de 8h e são realizadas no período de cinco dias, na sede do G10, em Maringá. Os motoristas que participam do CTQT não pagam para participar do treinamento e ainda recebem material de apoio.

Para oferecer a multidisciplinariedade que a área de transportes necessita, a equipe de instrutores é formada por um avaliador, pelo instrutor técnico, por um psicólogo, pelo técnico de segurança, por um enfermeiro, um nutricionista, um fisioterapeuta e um técnico ambiental. Ao final do treinamento os alunos realizam uma avaliação com os temas aprendidos.

Para o motorista José Milton, 47 anos, que dirige caminhão há 26 anos e participou das aulas do CTQT em 2011, quando entrou para o Grupo, o treinamento é fundamental para o profissional. “A gente aprende muita coisa e isso é importante porque tudo muda sempre. É como um médico, mesmo que tenha experiência, ele está sempre se atualizando, estudando; com o motorista é a mesma coisa, precisamos aprender as novidades do caminhão e relembrar outros assuntos”, diz.

De acordo com o diretor administrativo da Cordiolli, transportadora que faz parte do Grupo, Roberto Cordiolli, é interessante perceber o entusiasmo do profissional que passa pelo CTQT. “O treinamento funciona, tanto para nós, quando percebemos o desenvolvimento profissional dos funcionários, como para os próprios motoristas. Quando eles voltam dos treinamentos, os mais experientes ficam motivados porque viram muitas coisas que eles já conheciam, isso dá credibilidade às aulas, e ao mesmo tempo aprendem o novo. Já os novatos, chegam empolgados. Eles se sentem valorizados e dizendo que não veem treinamento assim em outros lugares. Essa motivação é ótima”, conta.

História

O presidente do Grupo G10 e diretor Administrativo da Transpanorama, Claudio Adamuccio, explica que o ano de criação do CTQT foi um divisor de águas para o transporte, pois foi nesse período que ele sentiu a falta de mot oristas aptos para a função de dirigir um caminhão. Para minimizar esse impacto é que então surgiu a ideia de um espaço para treinamento dentro do G10, que viria a ser o terceiro centro de treinamento do País.

“O CTQT não foi criado para a formação de motoristas, isso fica por conta das autoescolas. O treinamento no CTQT foi pensado para ensinar o motorista sobre as novas tecnologias do caminhão e capacitá-lo sobre temas do cotidiano dele. Mesmo que o profissional seja experiente, existem detalhes que ele possa ter esquecido e outros que ele ainda precisa aprender”, explica.

Adamuccio ainda relembra que concorrentes diziam que o Grupo G10 estaria capacitando motoristas que, depois, iriam para outras transportadoras. Mesmo com consciência disso, ele afirma que não se importou, pois os que permanecem percebem que o empregador investe na qualidade de vida e segurança. Dessa forma, eles retribuem com mais comprometimento.

“O reconhecimento dos profissionais que trabalham conosco, que percebem que queremos que eles evoluam e cresçam com a gente, é fundamental. É isso que vale a pena e é por isso que o resultado tem sido tão positivo e fez com que o CTQT chegasse aos dez anos”, diz o presidente.

Estrutura

O CTQT conta com uma sala de aula e um laboratório – aonde o motorista tem contato com várias peças do motor de um caminhão. Além disso, há um caminhão exclusivo para uso nas aulas práticas. O CTQT está localizado na sede do Grupo G10, em Maringá.

Fonte: Grupo G10




Um comentário em “G10 comemora 10 anos de CTQT‏

  • 11/01/2017 em 20:12
    Permalink

    Eu sou josemar, 37 anos com carteira AE. Coletivo, tratorista, mopp, 22 de registro, 5 de motorista no coletivo, O grupo G10 como e referencia em nossa regiao, teria que dar oportunidade para quen nao ten esperiecia de estrada mas ten amor a proficao, conserteza sera un grande parseiro.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!

error: Cópia de conteúdo desabilitada !!