Museu Brasileiro do Transporte obtém aprovação do projeto junto ao ProAC

Museu




O Museu Brasileiro do Transporte acaba de obter a aprovação do projeto junto ao ProAC ICMS (Programa de Ação Cultural).  Depois de alguns meses em análise junto à Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo, a Fundação Memória do Transporte (FuMTran), gestora do projeto, conquistou a autorização para captação de recursos por meio dos incentivos do ProAC ICMS. As empresas patrocinadoras, agora, poderão destinar valores via renúncia fiscal no ICMS.

Outro caminho para quem pretende apoiar a iniciativa é através da Lei Rouanet, com descontos a serem realizados no IR, com limites de até 6% para pessoa física e 4% para pessoa jurídica.

Um projeto ousado

LEIA MAIS  Ford lidera o mercado de caminhões na Argentina em julho

Único em sua concepção, o Museu Brasileiro do Transporte reunirá todos os modais: rodoviário, aeroviário, ferroviário e aquaviário, retratando a importância do transporte no cenário nacional. No ano passado, o projeto obteve  a aprovação junto ao Ministério da Cultura para captação de recursos nos moldes da Lei Rouanet, lei federal de incentivo à cultura, sob a gestão do MinC. A aprovação é um certificado da qualidade do projeto e um aval aos patrocinadores interessados em alinhar sua marca a um grande e relevante Museu, utilizando parte de seu imposto de renda. O Museu será erguido em terreno próprio, com quase 19 mil metros quadrados, às margens da rodovia Dom Pedro I – km 143, na cidade de Campinas (SP), próximo a importantes rodovias da malha viária do Estado de São Paulo.

LEIA MAIS  A distância que não encurta nunca

mbt.org.br – no site do Museu Brasileiro do Transporte  é possível visualizar mais detalhes do projeto, empresas que já estão patrocinando e informações sobre o conceito museológico e arquitetônico do empreendimento, e todas as informações sobre as diferentes  cotas de patrocínio e contrapartidas.

Fonte: Divulgação




Deixe sua opinião sobre o assunto!