Trabalhadores da Mercedes aprovam proposta da empresa e encerram greve

por Blog do Caminhoneiro

linha de montagem actros - mercedes-benz juiz de foraOperários da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, aceitaram nesta segunda-feira a proposta de contenção de custos trabalhistas apresentada pela montadora, como condição da empresa para evitar demissões de 1,5 mil empregados da fábrica de caminhões e ônibus.

O acordo, negociado com o sindicato dos metalúrgicos da região no fim de semana, foi aprovado na manhã de hoje em assembleia, dando fim à greve que paralisava a produção desde a última segunda-feira, dia 24. Antes disso, a fábrica já estava parada desde o dia 7 de agosto, devido à licença remunerada.

Com isso, a Mercedes vai reverter as demissões de aproximadamente 15% do efetivo de 10 mil pessoas que trabalham no local, segundo informa o sindicato.

Na assembleia, os operários, pressionados pelos avisos de demissão da montadora, aprovaram as condições que tinham recusado no início do mês passado. Pelo acordo, os salários deles vão ser reduzidos em 10%, com a adesão da companhia ao programa de proteção ao emprego, o PPE. Com o apoio do governo, via recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para financiar o salário pago nas horas não trabalhadas, a economia da empresa será de 20%, proporcional à redução da jornada.

Em paralelo, a montadora vai cortar pela metade o reajuste prometido para o ano que vem. Essa redução será compensada, em parte, por um abono, não incorporado ao salário, de R$ 3 mil.

Fonte: Valor Econômico

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário