Fotógrafos lançam livro “Vida na Boleia”

por Blog do Caminhoneiro

Fotografia - Livro Vidas na Boleia (10)Os fotógrafos Ita Kirsch e Bala Blauth lançam o livro de fotografias: “Vida na Boleia – Caminhos e caminhoneiros do Brasil”. A obra – essencialmente fotográfica ( 335 imagens), mas com texto em português e inglês de Paula Taitelbaum – retrata o dia a dia dos caminhoneiros brasileiros e destaca o transporte específico de cada região do país. No sul, sudeste e centro oeste, os caminhões graneleiros e boiadeiros. No norte, o transporte da madeira. No nordeste, sal, frutas e muita água… a água que é toda transportada por caminhões pipa.

Já foram muitas as vezes em que Bala e Ita cruzaram o Brasil para realizar outros projetos fotográficos, todos eles voltados para o registro da natureza. E foi em uma dessas viagens anteriores que se sentiram motivados a fazer algo diferente. Enquanto se deparavam com uma infinidade de caminhões pela estrada, surgiu a ideia de contar, através de suas lentes, as histórias desses personagens, habitantes das boleias.

Para isso, rodaram 21 mil quilômetros, entre 15 de setembro a 15 de dezembro de 2014 . Foram a bordo de uma Land Rover Defender 110, equipados com camêras Nikon D3X e Nikon D4, inúmeras lentes, tripés, flashs, notebook, leitor de cartão e dois HDs externos. O roteiro priorizou as estradas federais (BRs), onde o tráfego de caminhões é maior, e que são responsáveis por quase todo o escoamento dos agronegócios e mercadorias nacionais e importadas.

Viajaram por 16 estados brasileiros, documentando o dia a dia desses motoristas A expedição seguiu o ritmo e o ciclo dos caminhoneiros:

  • Acordar cedo, abastecer, cair na estrada, contar os quilômetros, chegar ao destino, comer, dormir…

“Nossa ideia, desde o início, era fotografar a vida dos caminhoneiros do Brasil, captando, com nossas câmeras, a “vida dura” dessa gente – expressão que muito ouvimos nos 90 dias que estivemos na estrada. E, ao longo de milhares de quilômetros, entre asfalto e poeira, sol e chuva, buracos e desvios, fomos descobrindo, na prática, o quanto essa vida é realmente dura. “É dura, mas não quero outra vida” – eles diziam. Muitos caminhoneiros são filhos da estrada e trazem o amor pela boleia no sangue, seguindo a profissão do pai, rodando sem parar em busca da estabilidade profissional e econômica, carregando, além das mercadorias, a esperança de uma vida melhor. Algumas poucas são mulheres: filhas, irmãs, esposas ou namoradas que deixaram de pilotar fogões para dirigir caminhões.

Fotografia - Livro Vidas na Boleia (2)E todos logo aprendem que nas rodovias há quilômetros de companheirismo. Rádios, sinais de luz e buzinas são usados constantemente para compartilhar informações e amizade com outros estradeiros. E o caminhão é casa – casa itinerante – e os postos de combustíveis são transformados em pátio de possantes. E com as mãos firmes no volante, eles balizam a estrada com a destreza de campeões e enxergam o mundo pela ótica do para-brisa, onde escrevem os nomes dos filhos e da companheira, numa forma de mantê-los presentes.

Indo e vindo, cruzando e ultrapassando, freando e acelerando, lá se vão mais de 2 milhões de caminhões rodando o Brasil. E quando a saudade bate, o celular diminui a distância. E quando é finalmente hora de voltar, o caminhão acelera junto com o coração até chegar na mais esperada de todas as paradas: a casa.”

Vida na Boleia – Caminhos e Caminhoneiros do Brasil

  • Fotografias: Ita Kirsch e Bala Blauth
  • Textos: Paula Taitelbaum
  • Apresentação: Eduardo Bueno
  • Design: Ana Adams
  • Formato: 25x23cm, 224 páginas, capa dura, bilíngue (português/inglês), com 335 imagens.
  • ISBN:978-85-904690-5-6
  • Valor: R$ 80,00 ( com remessa incluída para todo Brasil/ direto com os autores ita e bala), ou na Livraria Cultura ( nas lojas e online)

Fonte: Divulgação

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário