Série 3: a linha mais desejada do Grifo

por Blog do Caminhoneiro

1991-linhat-serie3O caminhão da Scania mais vendido da história é o T 113, que foi comercializado entre 1991 e 1998. Nesse período foram vendidas 26.398 unidades, sendo a versão de maior sucesso a T 113 H 4×2 de 360 cv, com 19.974 unidades. A Série 3 inteira vendeu 36.340 unidades no total.

Em 1991 foi lançada a Série 3, uma nova geração de caminhões pesados que trazia novos motores, uma nova caixa de mudanças e um amplo conjunto de inovações tecnológicas. São os caminhões da linha 113/143 (Geração 3), com potências de 310 cv, 320 cv, 360 cv e de 450 cv – a maior do mercado brasileiro na época.

Os veículos eram os caminhões T e R 113 e 143 H e E, nas configurações 4×2 e 6×4, e T 113 HK 6×6. Eles apresentavam o maior torque e a maior potência máxima, ao mesmo tempo em que os índices de emissão e consumo de combustível haviam sido diminuídos, destacando-os entre os caminhões nacionais. Neles, era possível fazer viagens a uma velocidade média mais alta, com menos troca de marcha, menor consumo e, consequentemente, a um custo operacional mais baixo. Em 1993 foi apresentada dentro da série os modelos T e R 113 e 143, nas versões H 4×2 e E 6×4. O destaque foi a nova cabine do tipo “Topline”, 22,5 cm mais alta que a convencional.

O T 113 H 4×2 360

O T 113 foi uma evolução do T 112, que também fez muito sucesso na época da Série 2. A linha T, de cabine com capô, era oferecida nas versões simples ou leito e com diversos opcionais. Com a linha T, é lançado o conceito de fabricação de caminhão “sob encomenda”, já com o objetivo de oferecer produtos que atendessem perfeitamente às necessidades dos clientes.

Ele também foi o caminhão pesado mais potente da época com seu motor de 11 litros de 360 cv. “O T 113 ficou conhecido pela fama de produto confiável, por sua força, conforto e robustez. Ele era, sem dúvida, uma referência como veículo topo da categoria, de muita imponência e com um excelente valor de mercado”, relembra Celso Mendonça, gerente de desenvolvimento de negócios da Scania do Brasil. O modelo chegou a ser diversas vezes premiado pelo mercado. Foi o primeiro Scania a oferecer a versão de cabine Top Line, a mais luxuosa do período. “Ele traduzia a fama de força e conforto da marca”, completa.

BEST-SELLER

O mais vendido caminhão da Série 3 da Scania foi o produto best-seller da época. Era impressionante a procura pelo modelo, e, por consequência, a sua valorização. Na parte mecânica, sua manutenção era considerada de valor baixo e de fácil mão de obra. O modelo ficou conhecido também pela facilidade de se encontrar suas peças de reposição. Seu torque de 166 mkgf a 1 100 rpm era outro destaque. Essa fama continuou mesmo após deixar de ser fabricado. O T 113 H 4×2 360 ficou no mercado de 1991 a 1998, mesmo período da Série 3, ou até a chegada da Série 4.

Fonte: Transporte Mundial Texto de Andrea Ramos

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

1 comentário

Sandro wieira dos Santos 11/03/2017 - 11:33

É verdade muito lindos .eu passava horas com meus colegas na beira da BR 407 rodovia lomanto Jr em Sr do Bonfim admirando estas máquinas. Tbem é verdade que quem dá valor a caminhão é motorista empresas e empresários compram o melhor negócio e o que poder da mas lucro fácil e rápido. Nem uma das grandes marcas de caminhão nunca fizeram questão pra vende caminhão a quem realmente saber o que um bom caminhão.( O MOTORISTA ESTE SIM SABER E DA O VERDADEIRO VALOR ) ORGULHOSO DE SER CAMINHONEIRO SANDRO WIEIRA

Reply

Escreva um comentário